Categoria "Internacional"
21 out 2015

Cidade Flutuante é vista na China e vídeo bomba na internet

Arquivado em Internacional

universo-paralelo
Milhares de habitantes das cidades chinesas de Jiangxi e Foshan, no sul do país, presenciaram, no início do mês, um fenômeno que bombou a internet. As imagens do que parece ser uma cidade flutuante gerou algumas teorias da conspiração, desde uma projeto secreto da NASA, influência dos illuminatti, universos paralelos, ataque surpresa de alienígenas até mesmo a vida de Jesus Cristo. No entanto há uma explicação científica parte dos meteorologistas.

Trata-se de uma ilusão de ótica, resultado do chamado efeito Fada Morgana (acredita-se que Morgana foi uma sacerdotisa que viveu na Grã-Bretanha no século V – ela é uma figura recorrente nas fábulas do Rei Artur). Este fenômeno acontece quando o ar frio, mais denso, é impedido de circular pelo ar quente, ficando nas camadas mais baixas da atmosfera. Desta forma, acaba por atuar como uma lente, criando este tipo de ilusão. No caso da China, os edifícios parecem estar muito mais alto do que realmente estão.

Apesar da explicação científica, o sucesso das teorias da conspiração já renderam milhões de visualizações nos vídeos publicados no You Tube. As imagens são surpreendentes!!!

08 out 2015

Pesquisa alerta sobre problemas mentais após cirurgias bariátricas

Arquivado em Internacional, Obesidade

Imagem: Creative Commons

Pessoas que passam por uma cirurgia para redução de peso têm um risco 50% maior do que a média da população de tentar cometer suicídio após a operação – é o que aponta uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira (7).

A pesquisa envolveu 8.815 habitantes da província canadense de Ontário que passaram por cirurgia bariátrica entre 2006 e 2011 e foi publicada no Journal of the American Medical Association (JAMA).

As pessoas analisadas no estudo foram acompanhadas durante seis anos: três anos antes e três após a cirurgia bariátrica para aliviar a obesidade mórbida, uma epidemia nos países desenvolvidos, onde cerca de 6% da população é afetada.

Embora os pesquisadores já soubessem há algum tempo que os problemas de saúde mental podem resultar do excesso de peso, não tinham sido capazes de identificar se os riscos de auto-mutilação aumentavam antes ou após a cirurgia.

O número real de emergências por auto-mutilação entre as 8.800 pessoas acompanhadas pelo estudo foi baixo – 111 pacientes tiveram 158 emergências derivadas de tentativas de suicídio. Mas os pesquisadores encontraram que o risco destas emergências aumentou significativamente – aproximadamente 50% – após a operação.

“Envenenamento autoinfligido intencionalmente por medicamentos foi o mecanismo mais comum de tentativa de suicídio”, argumenta o estudo. Outros métodos de auto-mutilação incluem a ingestão excessiva de álcool, trauma físico e envenenamento por produtos químicos tóxicos.

Segundo Junaid Bhatti, principal autor da pesquisa feita pelo Instituto de Investigação Sunnybrook, em Toronto, os resultados sugerem a necessidade de maiores cuidados no acompanhamento dos pacientes que passaram pela cirurgia bariátrica. Cerca de 200.000 destas operações foram feitas em 2014 nos Estados Unidos.

Cirurgia bariátrica, segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

Cirurgia Bariátrica ou Cirurgia de redução do estomago, é uma plástica no estômago que tem como o objetivo reduzir o peso de pessoas com o IMC muito elevado.

A adesão ao tratamento deverá ser avaliada, uma vez que pacientes instáveis psicologicamente.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), esse tipo de cirurgia é indicado para pacientes com IMC acima de 35 Kg/m², que tenham complicações como apneia do sono, hipertensão arterial, diabetes, aumento de gorduras no sangue, problemas articulares, ou pacientes com IMC maior que 40 Kg/m², que não tenham obtido sucesso na perda de peso com outros tratamentos.

A cirurgia é um procedimento complexo. A intervenção impõe uma mudança fundamental nos hábitos alimentares dos indivíduos.

Mulheres que realizam cirurgia bariátrica devem aguardar pelo menos 15 a 18 meses antes de engravidar. A grande perda de peso logo após a cirurgia pode prejudicar o crescimento do feto.

Em alguns casos, uma cirurgia plástica para retirada do excesso de pele é necessária.

24 set 2015

Mente melhor quem mente de bexiga cheia

Arquivado em Internacional

mentira

Um grupo de investigadores revela um truque infalível antes de contar uma boa mentira: ter a bexiga cheia. Um estudo realizado na Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, mostrou que a inibição e o auto-controle necessários antes de uma ida urgente ao banheiro podem ajudar o mentiroso.

O estudo, publicado na revista Consciousness and Cognition, foi divulgado esta quarta-feira pelo jornal britânico The Times. Um grupo de 11 voluntários bebeu 700 mililitros de água enquanto outro grupo de 11 bebeu 50 mililitros, e comparou-se a sua capacidade de mentir acerca de algumas das suas crenças pessoais no que tocava a certos temas morais.

O estudo mostrou que aqueles que tinham bebido mais água contavam mentiras muito mais convincentes, com respostas mais complexas e menos sinais físicos de estarem mentindo. De acordo com a principal investigadora, Iris Blandón-Gitlin, o resultado justifica-se com a ativação dos mecanismos cerebrais para controle de impulsos que acontece quando é preciso aguentar a vontade ir ao banheiro.

O controle de impulsos e o controle da bexiga “são subjetivamente diferentes, mas no cérebro não são”, explicou Blandón-Gitlin. “Quando se ativa a rede de controle inibitório num dos domínios do cérebro, os seus benefícios afetam também outras tarefas”.

O jornalista da revista New Scientist destaca que a técnica já era usada pelo primeiro-ministro David Cameron, que dizia que aguentar a urina antes de discursos importantes ou reuniões de negociação, visto que a vontade de urinar o obrigava a estar mais concentrado e a falar de forma mais convincente.

Crédito: Diário de Notícias – Portugal

Página 4 de 71234567