Facebook Twitter Youtube Google+ Image Map
23 set 2016

OPINIÃO Ninguém perguntou, mas vou falar o que penso sobre política

Arquivado em Comportamento, opinião
bom-senso-620x350

O Pensador (em francês: Le Penseur) é uma das mais famosas esculturas em bronze do escultor francês Auguste Rodin

Amo escrever de forma objetiva, mas confesso que adoro pitadas de poesia. Minha orientadora de pós-graduação em Comunicação e Saúde pela Fiocruz – Fundação Oswaldo Cruz do Rio de Janeiro, Inesita Soares,  costumava dizer que eu tinha o poder da síntese. Um antiga chefe que não gostava que eu colocasse as “asinhas de fora” me chamava de águia de forma pejorativa. Só queria ajudar que a pessoa fosse mais objetiva. Na verdade, a inocente acreditava que águia é uma ave de rapina. Ela tinha a ilusão ou ignorância do significado simbólico de uma águia: ver de forma mais ampliada. “Os que esperam no senhor renovam as suas forças, sobem com asas com águias correm e não se cansam” (Isaías 40:31). Jesus também é uma águia, segundo a Bíblia.

Então vamos lá…

  • Os governantes deveriam ser eleitos por meio de partidos políticos, mas a maior preocupação deveria ser os interesses da população.
  • Ninguém trabalha sozinho. Até mesmo o presidente de um país. Ele é apenas o maestro do governo.
  • O diálogo entre ideologias opostas deveria ser um princípio básico de qualquer governo democrático
  • Presidente consciente deveria explicar de forma transparente os motivos das medidas que precisam ser tomadas, mesmo que sejam impopulares.
  • A cor da bandeira do nosso país é: verde, amarelo, azul e branco. Nesse sentido, nada de cor da bandeira do partido nas repartições públicas.
  • O governo é laico, mas as pessoas deveriam entender que o presidente é humano e tem o direito de professar com verdade uma fé ou acreditar que tudo acaba na matéria.
  • Volto a dizer: o presidente é humano… Sendo assim: erra, comete equívocos, confia em pessoas erradas, assina documentos sem ler. Antes de crucificar o representante do país, os eleitores e a mídia deveriam separa o “joio do trigo” (expressão que significa em síntese ter  bom senso). Para Aristóteles, o bom senso é “elemento central da conduta ética, uma capacidade virtuosa de achar o meio-termo e distinguir a ação correta, o que é em termos simples, nada mais do que bom senso”. Alguma coisa boa o cara ou a mulher deve ter feito.
  • O vice-presidente deve ser mais do que tudo um grande conselheiro. Ele não deveria ser enfeite de Natal.
  • A primeira dama ou companheiro do presidente deve ter o direito de escolher a profissão que desejar ou até mesmo ser dona de casa, artista… Serviço social é para pessoas que têm vocação. Basta que a companheira ou companheiro do presidente  escolha uma empresa honesta e transparente. A verdade sempre é revelada.
  • Os eleitores devem entender que também são responsáveis pela política do país. Nada de reclamar e não fazer nada para mudar.
  • Assumir os erros e os equívocos é sinal de início de uma mudança interna que favorece toda sociedade.
  • O presidente e os eleitores devem exigir políticas de Estado. Governo é passageiro.

pensador

  • Fernando

    Em 23.09.2016

    Ótimo texto.

    Mas como continuo pensando: quem sabe o que tem que ser feito direito não tá na política. Aí, não dá.

*