Facebook Twitter Youtube Google+ Image Map
22 ago 2017

Perdão é a receita para evitar doenças emocionais

Arquivado em Comportamento, saúde

coração

Você sabia que as emoções reprimidas e o estresse podem interferir na sua saúde? As doenças emocionais surgem quando temos dificuldades de entender nossos próprios sentimentos, refletindo negativamente em nosso organismo. Entre elas: psoríase, lupos, doenças classificadas como autoimunes, fobias.

As pessoas em depressão apresentam imunidade baixa, podendo provocar ou agravar todo tipo de doença. O estresse também pode prejudicar seriamente nossa saúde. Pesquisas atuais apontam que emoções muito fortes e constantes, como o estresse, são os principais responsáveis por doenças autoimunes. O estresse crônico tem como característica uma grande presença de cortisol que é um hormônio imunodepressor.

O sistema imunológico também é responsável pelo combate a tecidos que crescem de maneira irregular, podendo prevenir a presença de tumores. Por esses motivos é importante equilibrar nossas emoções e lidar com o estresse de maneira adequada. Confira algumas dicas para enfrentar o problema:

– Procure ajuda profissional, sempre que necessário
– Pratique atividades físicas
– Invista no lazer e nas leituras edificantes
– Evite situações estressantes e brigas desnecessárias
– Prefira alimentos saudáveis e frescos
– Aprenda técnicas de meditação
– Ouça músicas alegres, principalmente quando estiver triste
– Agradeça sempre
– Cultive boas amizades
– Seja grato pela vida
– Perdoe

PERDÃO

Segundo a psicóloga americana Louise L. Hay, todas as doenças que temos são criadas por nós. Ela diz que somos 100% responsáveis por tudo de ruim que acontece no nosso organismo.  Todas as doenças têm origem num estado de não-perdão. Sempre que estamos doentes, necessitamos descobrir a quem precisamos perdoar. Interessante, né?

DOENÇAS / CAUSAS:

AMIDALITE: Emoções reprimidas, criatividade sufocada.
ANOREXIA: Ódio ao externo de si mesmo.
APENDICITE: Medo da vida. Bloqueio do fluxo do que é bom.
ARTERIOSCLEROSE: Resistência. Recusa em ver o bem.
ARTRITE: Crítica conservada por longo tempo.
ASMA: Sentimento contido, choro reprimido.
BRONQUITE: Ambiente familiar inflamado. Gritos, discussões.
CÂNCER: Mágoa profunda, tristezas mantidas por muito tempo.
COLESTEROL: Medo de aceitar a alegria.
DERRAME: Resistência. Rejeição à vida.
DIABETES: Tristeza profunda.
DIARRÉIA: Medo, rejeição, fuga.
DOR DE CABEÇA: Autocrítica , falta de autovalorização.
DOR NOS JOELHOS: medo de recomeçar, medo de seguir em frente.
ENXAQUECA: Raiva reprimida. Pessoa perfeccionista.
FIBROMAS: Alimentar mágoas causadas pelo parceiro (a).
FRIGIDEZ: Medo. Negação do prazer.
GASTRITE: Incerteza profunda. Sensação de condenação.
HEMORRÓIDAS: Medo de prazos determinados. Raiva do passado.
HEPATITE: Raiva, ódio. Resistência a mudanças.
INSÔNIA: Medo, culpa .
LABIRINTITE: Medo de não estar no controle.
MENINGITE: Tumulto interior. Falta de apoio.
NÓDULOS: Ressentimento, frustração. Ego ferido.
PELE (ACNE): Individualidade ameaçada. Não aceitar a si mesmo.
PNEUMONIA: Desespero. Cansaço da vida.
PRESSÃO ALTA: Problema emocional duradouro não resolvido.
PRESSÃO BAIXA: Falta de amor quando criança. Derrotismo.
PRISÃO DE VENTRE: Preso ao passado. Medo de não ter dinheiro suficiente.
PULMÕES: Medo de absorver a vida.
QUISTOS: Alimentar mágoa. Falsa evolução.
RESFRIADOS: Confusão mental, desordem, mágoas.
REUMATISMO: Sentir-se vitima. Falta de amor. Amargura.
RINITE ALÉRGICA: Congestão emocional. Culpa, crença em perseguição.
RINS: medo da crítica, do fracasso, desapontamento.
SINUSITE: Irritação com pessoa próxima.
TIRÓIDE: Humilhação.
TUMORES: Alimentar mágoas. Acumular remorsos.
ÚLCERAS: Medo. Crença de não ser bom o bastante.
VARIZES: Desencorajamento. Sentir-se sobrecarregado.

MEDITAÇÃO

Segue a meditação do perdão guiada pela Louise Hay. Faço toda noite e me faz muito bem.

Você deve estar logado para comentar.