Facebook Twitter Youtube Google+ Image Map
13 fev 2017

Que bom que encontrei Padre Pio

padre pio
A minha formação religiosa é, por tradição familiar, Católica Apostólica Romana. Fui batizada logo quando nasci com uma linda roupinha branca de renda. Quando criança fiz a Primeira Comunhão em uma igreja lotada de pais e mães devotos de Nossa Senhora. Quase não acreditei que iria saber qual o sabor da hóstia consagrada. O Catecismo foi realizado no início da adolescência na companhia dos meus colegas de escola.

Tenho um profundo respeito pela igreja que sempre me acolheu, em especial nos momentos mais dramáticos da minha vida. Hoje, ainda sou uma seguidora apaixonada do Amigo Jesus, mas sem dogmas, ritos e instituições religiosas. No entanto, não deixo de me emocionar com as histórias dos santos da Igreja Católica que transcenderam os limites teológicos, institucionais e tocaram profundamente a alma dos aflitos.

Foi por acaso, quase por “milagre” que cheguei até Padre Pio Pietrelcina, um religioso capuchinho nascido no sul da Itália e morto em 1968 em San Giovanni Rotondo. Em 2002, ele foi canonizado e é considerado um dos santos mais venerado da Itália.

Meu domingo foi dedicado para ver um dos filmes mais comoventes sobre a vida do santo italiano, depois de uma busca pelo Youtube por obras mais espiritualistas. Procurava por algo que alimentasse minha alma sedenta de amor verdadeiro por Jesus Cristo.

Desde criança,  o Padre Pio já apresentava dons espirituais que só foram se aperfeiçoando, como o discernimento das almas e a capacidade de ler as consciências; curas milagrosas; bilocação; dom das lágrimas; perfume de rosas; e sobretudo os estigmas nos pés, mãos e lado, que ele padeceu durante 50 anos.

Ao longo da sua vida, ele escreveu milhares de cartas às pessoas que dirigia espiritualmente, e estas cartas são uma fonte de sabedoria cristã prática e de grande utilidade. Ele passava, às vezes, 14 horas no confessionário na tentativa de “salvar almas”.

Dentre as particularidades do grande santo de Pietrelcina, estavam justamente os duros embates com o inimigo de Deus. Regularmente Satanás o visitava a fim de corromper a sua alma e a sua fé. As artimanhas eram das mais variadas, indo desde a aparição em forma de mulheres nuas à agressão física deliberada.

Fiquei muito impressionada com o filme que conta a vida do Padre Pio, principalmente as chagas de Cristo que traziam pelo corpo (a vergonha que ele sentia por isso), as perseguições constantes vindas de todos os lados, as calúnias, os milagres e as brigas físicas com os demônios.

Encontrei uma oração bela do Padre Pio que gostaria de deixar, em especial para os corações mais aflitos.

Fica comigo, Senhor!
Fica Senhor comigo, pois preciso da tua presença para não te esquecer.
Sabes quão facilmente posso te abandonar.
Fica Senhor comigo, porque sou fraco e preciso da tua força para não cair.
Fica Senhor comigo, porque és minha vida, e sem ti perco o fervor.
Fica Senhor comigo, porque és minha luz, e sem ti reina a escuridão.
Fica Senhor comigo, para me mostrar tua vontade.
Fica Senhor comigo, para que ouça tua voz e te siga.
Fica Senhor comigo, pois desejo amar-te e permanecer sempre em tua companhia.
Fica Senhor comigo, se queres que te seja fiel.
Fica Senhor comigo, porque, por mais pobre que seja minha alma, quero que se transforme num lugar de consolação para ti, um ninho de amor.
Fica comigo, Jesus, pois se faz tarde e o dia chega ao fim; a vida passa, e a morte, o julgamento e a eternidade se aproximam. Preciso de ti para renovar minhas energias e não parar no caminho. Está ficando tarde, a morte avança e eu tenho medo da escuridão, das tentações, da falta de fé, da cruz, das tristezas. Oh, quanto preciso de ti, meu Jesus, nesta noite de exílio.
Fica comigo nesta noite, Jesus, pois ao longo da vida, com todos os seus perigos, eu preciso de ti. Faze, Senhor, que te reconheça como te reconheceram teus discípulos ao partir do pão, a fim de que a Comunhão Eucarística seja a luz a dissipar a escuridão, a força a me sustentar, a única alegria do meu coração.
Fica comigo, Senhor, porque na hora da morte quero estar unido a ti, se não pela Comunhão, ao menos pela graça e pelo amor.
Fica comigo, Jesus. Não peço consolações divinas, porque não às mereço, mas apenas o presente da tua presença, ah, isso sim te suplico!
Fica Senhor comigo, pois é só a ti que procuro teu amor, tua graça, tua vontade, teu coração, teu Espírito, porque te amo, e a única recompensa que te peço é poder amar-te sempre mais. Como este amor resoluto desejo amar-te de todo o coração enquanto estiver na terra, para continuar a te amar perfeitamente por toda a eternidade. Amém.
São Padre Pio, rogai por nós!
  • felipe codognotto pereira

    Em 13.02.2017

    Oi.
    Gostei do seu texto. Qual o nome desse filme?

  • Adriana Santos

    Em 13.02.2017

    Ei Felipe, grata pelo interesse. Filme: SÃO PADRE PIO DE PIETRELCINA. Você pode ver no Youtube.

  • Thiago

    Em 13.02.2017

    “mas sem dogmas, ritos e instituições religiosas.”

    Aff… tanto esforço dos pais, tanta intercessão dos santos, e você toma um decisão desastrosa dessa.
    Se você ama Jesus Cristo, volte imediatamente para a Igreja. Procure um sacerdote, faça uma confissão geral da sua vida, e depois volte a frequentar todo domingo para comungar. Não se destrua desse jeito contando mentiras fáceis de “amo Jesus, sem instituições”. Você quer é uma vida fácil, relativista, no pecado. Pare com isso, sua felicidade, melhor… alma está em risco.

  • Adriana Santos

    Em 13.02.2017

    Ei Thiago, primeiro gratidão pelo comentário. Meu amor por Cristo é maior do que qualquer instituição planetária, qualquer igreja, qualquer morada física. Não preciso gritar para ser ouvida, porque meu amor habita no silêncio das minha orações mais sinceras, na falta de julgamento, no perdão constante, na humildade das ações. Por isso, respeito todas as religiões, sem preconceitos. Tento seguir os ensinamentos no meu melhor Amigo. Jesus Cristo. Volte sempre.

  • Fabiano Pereira Pinto

    Em 13.02.2017

    Olá Adriana, gostei muito de seus comentários. Caso esta oração está musicada pela cantora católica Celina Borges, que é de Belo Horizonte, a música é “Fica Senhor Comigo”. Abraços

  • Adriana Santos

    Em 13.02.2017

    Ei Fabiano, gratidão pelas informações. Volte sempre.

Você deve estar logado para comentar.