22 jun 2017

Caminhada pela Água destaca ações sobre uso consciente e reutilização do recurso natural

agua

Diante de um quadro de consumo desenfreado e racionamento de água, a Hidrologia Ideias Sustentáveis, com sede em Betim (MG), fez uma parceria com o Instituto Rondon Minas e com a empresa Sua Árvore Consultoria e realiza em 25 de junho de 2017 a Caminhada pela Água. A ação tem como objetivo conscientizar os participantes sobre a importância do uso da água e da sua reutilização.

O evento também tem o propósito de lembrar o Dia Mundial da Luta Contra a Desertificação e a Seca (17/06). Os participantes percorrerão 3 km de trilhas de mata fechada na região de Nova Lima (MG), acompanhados por guias profissionais. Além de conhecerem um pouco da fauna e da flora da região, os participantes terão ainda uma aula sobre como evitar o desperdício de água e de como reutilizá-la de uma forma simples e econômica.

A Caminhada pela Água é aberta para pessoas de todas as idades e a participação será feita mediante inscrição online no valor de R$12,00. O valor arrecadado com as inscrições será revertido para a compra de galões de água mineral que serão distribuídos para moradores de cidades do Vale do Jequitinhonha (MG), pelo Instituto Rondon Minas.

A realização do evento marcará, também, a inauguração de um centro de discussões sustentáveis para os moradores e ambientalistas de Nova Lima, de Belo Horizonte e Região Metropolitana. O local conta com um amplo auditório onde serão realizados futuros eventos sustentáveis como workshops, palestras e oficinas. Na ocasião, será inaugurado ainda o showroom da Hidrologia.

A engenheira ambiental e diretora da Hidrologia, Isabella Cantarelli, afirma que para evitar que a situação do país se torne mais preocupante em um futuro próximo, é necessário que pequenas mudanças comecem a ser feitas a partir de agora. “Participamos sempre de iniciativas com foco na saúde e na qualidade de vida. A Caminhada pela Água é muito mais do que uma atividade socioeducativa, é uma causa sustentável”. Isabella também destaca a importância dos parceiros. “Todos trabalham com questões ambientais e desempenham um papel de extrema relevância para a realização do evento”.

Para a presidente do Instituto Rondon Minas, a professora Mônica Abranches, iniciativas de mobilização como a Caminhada pela Água podem repercutir e promover uma reflexão sobre o tema, além de incentivar multiplicadores de informação a partir dos participantes do evento. “A temática ambiental é parte de nossa vocação no Projeto RONDON e todas as ações socioeducativas para o fortalecimento de políticas e iniciativas nessa área é de nosso interesse e dos nossos jovens universitários, todos voluntários”, enfatiza.

“Plantar sementes do bem para conseguir uma transformação”. Esta é a expectativa do diretor da Sua Árvore Consultoria, o professor Fábio Pessoa, para a Caminhada pela Água. “Espero que a escolha do local e a forma que as trilhas serão percorridas sensibilizem os participantes para a responsabilidade que todos devem ter com o meio ambiente e com a natureza”, finaliza.

Os eventos surgem em um momento propício para a conscientização sobre o consumo da água. De acordo com pesquisa realizada pelo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), em 2015, 34 milhões de brasileiros ainda não possuem acesso à água tratada e 100 milhões não contam com o serviço de coleta de esgotos. Antes da crise hídrica de 2014, somente a grande São Paulo consumia 80,5 bilhões de litros mensais e 5,4 bilhões de litros de esgoto são descartados sem tratamento.

Conforme estudo de 2012, realizado pela WWF Internacional, 45% dos brasileiros não estão preocupados em tomar atitudes que possam reduzir o consumo de água e 30% afirmou gastar mais de 10 minutos no banho. Porém, este estudo mostrou que 80% acreditam que podem enfrentar problemas com fornecimento de água no futuro e 68% apontam o desperdício como a causa do problema.

Programação da Caminhada pela Água – Informações AQUI

28 ago 2015

Caminhada ou corrida: você decide!

Arquivado em Comportamento
Kylia Zé e Rberta

Roberta, Zé Pio e Kylia: amigos para sempre

Dizem que a vida começa aos 40. Não muito tempo atrás, era mais ou menos por aí que a vida terminava. Hoje os quarentões e as quarentonas estão cada vez mais jovens, belos, ativos e preocupados com qualidade de vida.

Vejam só a foto acima. São meus amigos de infância. Lindos, né? O Zé é um pouco mais novo, mas as meninas foram minhas coleguinhas do antigo primário. Que saudades!

Toda vez que acesso o meu Facebook vejo meus amigos esbanjando saúde, vitalidade e muitas fotos. Eles estão sempre juntos em caminhadas, corridas e maratonas. Segundo eles, a boa forma física é graças a prática regular de atividades físicas.

Kylia é coordenadora de marketing e levava uma vida sedentária. Ela começou a caminhar em 2012. Antes fazia Pilates para ajudar no tratamento de dores lombares. “Comecei a caminhar e, com o passar do tempo, iniciei a corrida e não parei mais, muito influenciada pelas amigas Gislaine e Roberta”, diz entusiasmada. Desde que começou já percorreu aproximadamente 500 km.

Todo início de ano, ela faz um check-up e teste ergométrico, recomendados por um cardiologista de confiança. Outra preocupação é na escolha correta do tênis. Ela preza o conforto para evitar lesões.

tenisamiga

Foi difícil começar? “Sim , as vezes tinha preguiça.. mas até tomar gosto pela corrida. Hoje acordo cedo aos domingos e feriados. Até com chuva eu vou! A energia e a adrenalina são contagiantes! Sou muito mais bem disposta e a energia em alta. A frequencia de esforço cardíaco ta melhor, a musculatura também, as dores lombares acabaram enfim… só coisas boas”conclui.

roberta kylia

Minhas adoráveis amigas: Roberta, Kylia e um fofinho que não sei o nome.

As meninas sempre me convidam para caminhar. Sou sedentária, mas consciente que preciso mudar de padrão comportamental. Então conversei com a Dra. Carla Tavares, médica do Departamento de Medicina esportiva do Minas Tênis Clube e responsável pelo serviço de cardiologia do esporte da Rede Mater dei de Saúde. Confira:

Adriana Santos: Antes de começar qualquer atividade física, como a caminhada e a corrida, o que o interessado deve prestar atenção com relação à saúde?

Carla Tavares: O primeiro passo para quem deseja iniciar uma atividade física é a realização de uma consulta médica. Neste momento, o médico irá definir se há algum risco em se iniciar a prática da atividade desejada e orientar em relação ao treinamento.

Além da consulta clínica criteriosa e um bom exame físico pode ser necessária a solicitação de alguns exames baseado na idade, no histórico pessoal, familiar e no exame físico de cada pessoa.
Vencida essa etapa, é muito importante providencia roupas e calçados adequados, além de programar um plano de dieta e hidratação adequado.

Adriana Santos: Quais os benefícios da caminhada e da corrida à saúde do coração?

Carla Tavares: A caminhada e a corrida são exercícios excelentes para quem busca ampliar sua aptidão cardiorrespiratória, manter níveis de colesterol, glicose e pressão arterial controlados e melhorar a qualidade de vida.

Adriana Santos: Pessoas que apresentam algum problema cardíaco pode correr ou caminhar?

Carla Tavares: Em geral, a caminhada e até mesmo a corrida são exercícios muito seguros e até mesmo quem tem determinados problemas cardíacos podem se beneficiar desses exercícios. É o caso, por exemplo, do individuo hipertenso que pode otimizar o controle da pressão com esses exercícios, podendo inclusive diminuir a dependência de medicamentos. Ou no caso do paciente portador de insuficiência cardíaca que pode melhorar sua qualidade de vida e até mesmo a sua sobrevida . Mas para os portadores de doenças cardíacas é fundamental a orientação médica, principalmente em relação aos limites a serem respeitados.

Adriana Santos: Correr ou caminhar? Qual a melhor atividade física para o coração?

Carla Tavares: Tanto a caminhada quanto a corrida são excelentes exercícios para o coração. A definição da intensidade ideal do exercício tem sido muito estudada dentro da cardiologia e da medicina do esporte e sabemos hoje que o exercício moderado para o coração ainda é o mais seguro e mais indicado.

Adriana Santos: Qual o tempo ideal de corrida ou caminhada para fortalecer o coração?

Carla Tavares: Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia os exercícios devem ser realizados, no mínimo, cinco vezes por semana, com duração de pelo menos 30 minutos, de modo contínuo ou intervalado, com o objetivo de reduzir significativamente eventos cardiovasculares e contribuir para o controle dos fatores de risco cardíacos. Se a atividade for intensa esse volume de exercício citado pode ser reduzido mantendo os mesmos benefícios.

Adriana Santos: Beber água e antes das atividades podem ajudar no desempenho das atividades físicas?

Carla Tavares: A hidratação é fundamental durante os exercícios, inclusive para a melhora do desempenho. A falta de hidratação adequada dificulta a recuperação, aumenta o risco de lesões, pode comprometer a performance, a força musculatura, além de poder prejudicar a rapidez de raciocínio – importante em vários esportes.

Adriana Santos: Qual o seu conselho para quem deseja inciar uma atividade física?

Carla Tavares: Meu conselho para quem deseja iniciar a prática de exercícios é não perder tempo! Quanto mais longo o período de sedentarismo, maior o risco para a saúde. Então, marque logo sua avaliação e médica, escolha o exercício que te proporciona mais prazer e bem estar e boa sorte!