26 jun 2017

Jardineiro que intrigou o mundo com imagens de um suposto ovni

Arquivado em Cidade, Comportamento, Ufologia

geraldo2

É sempre uma grande surpresa participar dos encontros promovidos pelo Fórum Permanente para Estudos de Fenômenos Transcendentes de Minas Gerais (FOTRANS) – na Universidade FUMEC. A organização é impecável e o clima de confraternização deixa o ambiente com um gostinho de quero saber mais sobre ufologia.

IMG_8705[1]

No último sábado (24/06) foi ainda mais especial. A data marcou o Dia Internacional do Ufólogo. A palestra ficou por conta de uma pessoa que sempre cultivou a vida na terra fértil, mas sempre com os olhos grudados no céu: Geraldo Bruzinga.

Bruzinga, 54 anos,  jardineiro aposentado estuda, há 30 anos, objetos não identificados em Belo Horizonte.  Já conseguiu reunir 30 vídeos com registros de luzes e formas desconhecidas. “Não  me considero ufólogo, mas gosto de olhar para cima. As pessoas não olham mais para o céu”, diz.

Geraldo ganhou fama internacional, depois que publicou um vídeo de 44 segundos, no dia 12/03 desse ano, com imagens de um objeto não identificado no bairro Nova Cintra, na capital mineira. As imagens foram exibidas na emissora T3M no México. O apresentador compara as imagens feitas pelo senhor Geraldo com outra filmagem realizada em 29 de janeiro de 2017 por um israelense.

Ele conta um pouco no pequeno vídeo abaixo como conseguiu filmar o objeto no telhado de sua casa, apesar das dificuldades de locomoção provocadas por uma degeneração na medula.

Veja as imagens do objeto voador não identificado captadas pelo Geraldo Bruzinga, por meio de um telescópio médio porte (Toya de 200 mm). O equipamento foi adaptado com um artefato de madeira com o objetivo de fotografar os fenômenos.

03 dez 2016

Fotrans completa 3 anos e conquista mais simpatizantes das causas transcedentais

img_78581

Tive a honra de ser convidada para a festa de confraternização de 3 anos do Fotrans – Fórum Permanente para Estudos de Fenômenos Transcedentes de Minas Gerais. Na verdade, já me sinto em casa. Quem acompanha o blog Saúde do Meu sabe do meu interesse por ufologia e assuntos em torno da espiritualidade.

Tenho poucas certezas na vida, uma delas é que não estamos sozinhos no Universo. Ainda fiquei mais feliz com o convite, já que estive acompanhada com a presença sempre amada do meu filho adolescente de 15 anos. No final da festa, ele me abraçou e me agradeceu a oportunidade de ter participado de uma confraternização com pessoas especiais de vibração tão positiva. Ganhei o dia e agradeci aos amigos visíveis e invisíveis.

Além de um almoço delicioso para vegetarianos e carnívoros, doces de comer rezando e um bolo de outro planeta; uma apresentação que me deixou arrepiada. Confesso que o som do tambor me provoca emoções que ainda desconheço, um mistério bom no ar.

img_78601

img_78591

Para quem não conhece o Fotrans, o objetivo do grupo é:

Fomentar estudos sobre fenômenos transcendentes,  englobando pesquisas, vivências e experiências ligadas a ideia da pluralidade dos Mundos habitados.

Promover estudos pertinentes com casos de curas paranormais e de outras manifestações de natureza enigmática.

Oferecer conhecimento e disseminar as informações com propósito humanitário sem fins lucrativos.

O próximo evento será no  dia 17/12 com Kátia Xavier, testemunha do caso de Varginha, um dos relatos ufológicos mais conhecidos do mundo. Vale a pena conferir.

katia

21 nov 2016

UFOLOGIA: Operação Prato conduzida pela Aeronáutica completa 40 anos

Arquivado em Cidade, Comportamento, Ufologia

img_7787

O auditório da Universidade Fumec, em Belo Horizonte, ficou lotado de pesquisadores e pessoas interessadas em saber mais detalhes sobre a Operação Prato (OP), uma das mais importantes ocorrências ufológicas do mundo conduzida 1° Comando Aéreo Regional – I COMAR, órgão da Força Aérea Brasileira (Aeronáutica) na região da Amazônia, por meio do coronel Uyrangê Soares de Holanda .

O aeronauta Vitório Peret foi o convidado da V Jornada promovida pelo Fórum Permanente Para Estudos de Fenômenos Transcendentes de Minas Gerais,  FOTRANS. Ele é um dos mais respeitados pesquisadores ufológicos do Brasil e trouxe informações importantes para o entendimento do caso ocorrido na Ilha de Colares, no Pará, no período de 1977 e 1978.

Segundo Peret, a Operação Prato contou com 7 pesquisadores militares que investigaram o aparecimento e movimentação dos chamados Objetos Voadores Não Identificados (OVNI), nos municípios de Vigia, Colares e Santo Antônio do Tauá, além de estranhos fenômenos associados a corpos luminosos, chamados pela população de chupa-chupa. Peret informou que os fenômenos ainda hoje são traumáticos para população local. Sete pescadores foram mortos de forma misteriosa e ainda sem explicação.

Os objetos vistos pela população não faziam ruídos, mas perseguiam a população. “O silêncio assunta mais do que o barulho. Não estamos acostumados com o silêncio”,  pondera Peret

operacao-pratoFoi na Baía do Sol que os militares da Operação Prato conseguiram coletar pelo menos 90% do material de pesquisa, incluindo imagens dos objetos ou corpos luminosos.  No entanto, segundo o pesquisador,  muitas fotos não estão mais no Brasil.

Ano que vem a Operação Prato completa 40 anos ainda cercada de mistérios.

Confira entrevista exclusiva ao Blog Saúde do Meio

Adriana Santos: Qual o papel da Aeronáutica após 40 anos do caso Operação Prato?

Peret: Mesmo passados quase quarenta anos da Operação Prato, as Forças Armadas mantém documentos sigilosos trancados a sete chaves. Isso instigou a Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) a iniciar em 2013 uma luta que recebe o título de ‘UFOs: Liberdade de Informações Já!’ liderada pela Revista UFO, visando uma cooperação entre civis e militares para liberação de docs classificados como Secretos relacionados aos OVNIs. Após meses de espera angustiante a Aeronáutica finalmente em 2014 permitiu desclassificar centenas de relatórios e fotos obtidos durante a (OP) Operação Prato. Hoje em dia a Aeronáutica tem uma visão mais ampla e mais aberta do que foi o fenômeno em Colares e certamente teremos novos documentos liberados.

Adriana Santos: O senhor revelou que há muito mistério em relação ao padre, o  astronauta e o jornalista. Qual o nome deles? Por que são figuras chaves para entender o caso?

Peret: Bom, estou na fase inicial de estudos sobre os três personagens e não posso levar ao conhecimento publico qual linha de investigação estou seguindo.  Padre: Alfredo de La Ó.  Astronauta: Fred E. Coats. Jornalista: Bob Pratt.

Adriana Santos: Por que as fotos não estão mais no Brasil?

Peret: Acreditamos que algumas fotos estão sendo mentidas no COMDABRA (Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro) em Brasília. Existem ‘suspeitas’ que os filmes e fotos mais contundentes foram levados para os EUA após estreita colaboração na troca de tecnologia militar e financiamento de pesquisas científicas.

Adriana Santos: A Aeronáutica continua investigando o caso?

Peret: Os casos envolvendo OVNIs sobre o espaço aéreo brasileiro sim, mais não tenho conhecimento de qualquer missão militar oficial em andamento na região amazônica incluindo o Marajó.

Adriana Santos: E tal mulher misteriosa? Qual o nome dela? Por que ela é uma figura importante no caso?

Peret: Elisabeth Queminet Berger tinha nacionalidade suíça, naturalizada inglesa e domiciliada em Paris. A mulher chegou ao estado do Pará durante o ano de 1975 dizendo que estaria providenciando naturalização brasileira, tinha como profissão Estilista de Modas e após idas e vindas ao litoral demonstrou interesse na compra de propriedades na ilha oceânica denominada Ilha do Meio, pertencente ao distrito de Imboraí, município de Bragança. A enigmática Beth, conforme era chamada pelos moradores da região, tornou-se alvo de inúmeras suspeitas. A sua presença no litoral, quase sempre acompanhada de vários homens de aparências físicas semelhantes, falando idioma desconhecido e roupas fora de época, bem como inexplicáveis desaparecimentos de todos inclusive dela própria gerou investigações da Polícia Civil. Suspeita de envolvimento no contrabando de armas e treinamento de guerrilheiros foi detida em três ocasiões sendo que na terceira desapareceu para sempre. A história é longa demais para ser contada em poucas linhas.

Adriana Santos: O senhor acredita que o coronel foi assassinado por representantes de algum serviço de inteligência?

Peret: Não creio. O coronel não foi assassinado por nenhum serviço de inteligência. A causa da morte foi asfixia mecânica por enforcamento conforme consta em laudo pericial.

***

O evento contou ainda com a participação ilustre do jornalista e escritor César Vanucci. Ele lançou o livro “Realismo Fantástico”  com prefácio de Elisabeth Diniz que. A obra  aborda a temática transcendental e também cita a Operação Prato e outros fenômenos ufológicos.

img_7792

luaPara prestigiar Peret, o ufólogo e escritor Marco Antônio Petit esteve presente e lançou o último livro “Presença Alienígena na lua”

Sinopse: Desde séculos atrás, os astrônomos observam a ocorrência de misteriosos fenômenos na Lua, a partir de seus telescópios.

Pontos brilhantes e objetos escuros que se deslocavam na superfície lunar faziam parte dessa fenomenologia. Até variações nas dimensões de algumas crateras foram observadas, entre outros eventos, como o aparecimento de estruturas e cúpulas gigantescas, que depois desapareciam para nunca mais serem observadas.

Com a chegada da Era Espacial, e das primeiras espaçonaves ao nosso satélite natural, foi constatada uma realidade surpreendente, mas quase totalmente acobertada, e ainda hoje longe de ser admitida oficialmente: a Lua é uma gigantesca base alienígena, repleta de construções, instalações, e mesmo ruínas de antigas edificações.

Esta não é uma história de ficção, mas uma verdade que está prestes a ser conhecida pela humanidade, relacionada diretamente à própria presença dos UFOs e seus tripulantes no planeta Terra.

Nas páginas deste livro, o leitor encontrará todos os detalhes dessa história, baseada em imagens impressionantes que hoje estão sendo disponibilizadas nos sites da própria NASA, para que pouco a pouco a humanidade seja preparada para a grande revelação: os extraterrestres não só existem, como estão estabelecidos em um mundo ao alcance de nossos olhos.

Página 1 de 212