25 nov 2015

Liga da Justiça soma forças com os voluntários da tragédia de Mariana

Arquivado em Direito Animal
heroi2

Reprodução/Facebook

Os heróis do Projeto Social Liga da Justiça, formado por policiais militares e por profissionais liberais, estiveram no galpão que abriga os animais resgatados na região atingida pelo rompimento da barragem, em Bento Rodrigues, subdistrito de Mariana, cidade histórica de Minas Gerais. O local conta com várias baias para equinos, caninos, felinos e aves, além de um pequeno hospital veterinário improvisado pelo projeto Veterinários Na Estrada (grupo de voluntários que percorre cidades do Brasil onde há carência de atendimento veterinário).

A iniciativa faz parte das várias ações voltadas às vítimas da tragédia. Os policiais, vestidos de heróis, participaram como voluntários. Eles doaram ração, ajudaram na limpeza do local, auxiliaram na alimentação dos animais, levaram os cães para passear e não esqueceram de demonstrar muito carinho para todos que sofreram diretamente ou indiretamente com o rompimento da barragem.

Segundo o sargento Daniel Xavier, fundador e líder do grupo, os passeios com os animais traumatizados são essenciais para reduzir o nível de estresse dos bichos. “Os animais estão extremamente estressados. Nota-se que eles estão muito assustados com o acontecimento. Durante nossa presença no abrigo, vivenciamos alguns momentos de muita emoção ao ver os donos de alguns cães reencontrando seus animais de estimação. Como muitas pessoas ainda estão hospedadas em hotéis, já que perderam tudo, muitos animais não têm previsão de voltar para casa”.

O sargento Daniel faz um apelo para que as doações continuem. “Quem puder doar ração, material veterinário ou até mesmo atuar como voluntário, o abrigo fica localizado na MG-129, Km 3, próximo a Porteira de Minas, sentido Mariana/Mineradoras. Para mais detalhes e informações como ajudar, entrar em contato com a brigadista Fernanda Falci. Ela está à disposição para qualquer dúvida:(31) 99732-7579. Quem optar por doar em Belo Horizonte, os produtos podem ser encaminhados à Cruz Vermelha, localizada na Alameda Ezequiel Dias, 427 – Santa Efigênia. Telefone:(31) 3239-4200. Desde o rompimento da barragem, temos mobilizado nossas doações para Mariana, através da Cruz Vermelha e do Servas. No entanto não esquecemos dos animais, tão vítimas dessa tragédia quanto as próprias pessoas que tiveram suas vidas impactadas”.

heroi1 heroi3 heroi4 heroi6 heroi7

06 jul 2015

Os heróis da justiça estão em tripla missão

Arquivado em Cidade

LIGA JUSTIÇA4

Sábado é dia de cinema, pipoca, diversão e solidariedade. Os heróis do Projeto Social Liga da Justiça/BH participaram de uma missão especial: sessão de cinema com a APAE. A iniciativa teve o apoio da  Rádio Transamérica. Meninos e meninas foram convidados para uma sessão exclusiva do filme “Os Minions“.

A próxima missão da Liga será no próximo domingo (12/07), no “Arraiá dos Loucos que usam Tênis” e no “Treinão” da Nova Praça da Pampulha.  Os heróis pretendem arrecadar muitas doações para o Instituto Geriátrico Afonso Pena.  “Logo depois, já partiremos para o Hospital da Polícia Militar de Minas Gerais, para visitar os verdadeiros heróis e seus familiares que se encontram internados. Neste, nossa missão será combater a tristeza daquelas pessoas que se encontram sob tratamento hospitalar. Será uma missão tripla. Mas, para os heróis da Liga, toda essa aventura já faz parte da rotina. Ajudar as pessoas, com certeza, ajuda a renovar nosso fator de cura mutante”, diz entusiasmado Daniel Bernhard, o Shazam da Liga da Justiça.

Informações:  loucosqueusamtenis@gmail.com  (Assunto: Arraiá dos Loucos) ou na página do Facebook Liga da Justiça

LIGA JUSTIÇA 3liga5justiça6JUSTIÇA7

29 jun 2015

Liga da Justiça em nova missão no Hemocentro de BH

Arquivado em Comportamento, saúde

liga da justiça

No dia 4 de julho, às 14 horas (Alameda Ezequiel Dias, 321 -Centro), os heróis da Liga da Justiça vão vão estar reúnidos em nova missão no Hemocentro de Belo Horizonte. Desta vez, as doações de sangue serão feitas em nome do Hospital Militar. O policial militar exerce uma profissão de risco e pode precisar de uma hemotransfusão a qualquer momento. Por isso, os voluntários heróis uniram as forças do bem para aumentar  o saldo de sangue da instituição. Bacana, né?

Sangue é um “remédio” diferente dos outros: não se fabrica em laboratórios, não se compra em farmácia – somente pode ser obtido por meio de doação de um ser humano a outro. E para ter sangue em estoque é necessário contar com a solidariedade humana. A todo instante, pessoas sofrem acidentes, necessitam de cirurgias de urgência, de transplantes etc. Além disso, alguns pacientes – como os aqueles que têm anemias falciformes, hemofilia e outras doenças crônicas – precisam, constantemente, de receber transfusão de sangue e hemocomponentes.

Podem doar sangue pessoas entre 16 e 69 anos. Pessoas com mais de 60 anos somente poderão doar caso já tenham realizado uma doação antes dos 60 anos, independente do sexo, e devem respeitar o intervalo mínimo de seis meses entre as doações. Saiba mais: HEMOMINAS