24 jun 2016

Amiga da onça lamenta morte de Juma

Arquivado em Animais, Direito Animal

onçablog

Talvez poucas pessoas tenham conhecimento sobre o meu amor incondicional pela onça-pintada, o maior felino das Américas, presente em todos os biomas brasileiros. O animal (nome científico: Panthera onca Linnaeus), também conhecido por jaguar ( o termo vem do tupi-guarani, e significa “que mata com um salto”)  é  o terceiro maior felino do mundo, após o tigre e o leão. É um animal robusto e musculoso. Tamanho e peso variam consideravelmente, podendo atingir até 2,41 metros e pesar 158 quilos.

Sou editora do blog “Amiga da Onça-Pintada“, uma iniciativa voluntária para divulgar a importância da onça para a conservação do meio ambiente, em especial da Mata Atlântica. Inclusive criei uma campanha para incentivar a indicação da onça-pintada como símbolo das Olimpíadas de 2016. Criei outro blog com a finalidade de despertar o amor pelo nosso rei da floresta. AQUI. Os Amigos da Onça também estão no Facebook. Já somos mais de 6 mil amigos da onça. Uma outra iniciativa foi produzir um vídeo simples sobre os hábitos do jaguar e movimentar a campanha.

Por isso meu coração está partido. Metade dele está com Juma, uma onça acorrentada, morta pela ignorância de alguns em um momento festivo, em Manaus. A minha postagem não é apontar culpados. Somos todos responsáveis pela cultura do aprisionamento dos animais silvestres para efeito recreativo. A onça era bem tratada pelos militares. Já mostrei vários vídeos de total entrosamento entre o humano e a fera. Portanto, lamento profundamente pelo ocorrido, mas confesso que ainda estamos muito longe da convivência harmoniosa com a natureza selvagem.

27 abr 2016

Resenha digital do livro Comunicação Não-Violenta com Adriana Santos

comunicacao

O “Saúde e Literatura” de hoje apresenta o livro “Comunicação Não-Violenta: técnicas para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais”

Manual prático e didático que apresenta metodologia criada pelo autor Marshall B. Rosenberg, voltada para aprimorar os relacionamentos interpessoais e diminuir a violência no mundo. Aplicável em centenas de situações que exigem clareza na comunicação: em fábricas, escolas, comunidades carentes e até em graves conflitos .

Confira na resenha de Adriana Santos

18 dez 2015

Como se livrar dos sentimentos tóxicos. Veja o vlog

Arquivado em saúde, Saúde mental, Vlog
pensamento

Reprodução/Google

Sempre que o ano novo se aproxima, aproveitamos a data para traçar planos, jogar fora o que não presta e apostar em um futuro melhor. Para ajudar no planejamento de uma virada com mais prosperidade, faço uma listinha de desejos. Em 2016, desejo mais pensamentos positivos e menos pessimismo. Quero também observar tudo aquilo que interfere no meu humor durante o dia. Pretendo investir mais tempo no meu processo de reforma íntima, evitando, sempre que possível, sentimentos como; ciúmes, inveja, julgamentos neuróticos, estresse, frustração, raiva, apego, culpa e rejeição. Mas o que significa isso? Simplesmente separar o joio do trigo, ou seja, descartar o supérfluo e semear a generosidade. Acredito que a humanidade precisa melhorar a vibração energética dos pensamentos, muitas vezes  tóxicos, prejudicando a saúde mental do planeta.

Talvez o mais importante em qualquer mudança no padrão comportamental, seja identificar os pensamentos negativos que rondam nossa cabeça. Nem sempre é fácil admitir os nossos desejos mais íntimos, mas é necessário. Tentar identificar que a culpa nem sempre está no outro é um bom começo. Nossas emoções existem para serem sentidas, não para nos dominar, ou elas se tornarão tóxicas. Uma emoção tóxica pode devastar relacionamentos e aniquilar a autoestima. Para curar-se desse mal é preciso deixar que cada emoção encontre seu propósito, libertando-se de sentimentos negativos e ressentimentos.

Que tal começar fazendo uma faxina mental? Deixei um dica com o objetivo de ajudar na identificação dos tais sentimentos tóxicos. Confira no vlog:

Página 4 de 512345