Facebook Twitter Youtube Google+ Image Map
20 dez 2019

Aguenta coração: doenças cardiovasculares aumentam durante as festas de dezembro

Arquivado em Comportamento, saúde

As festas de fim de ano são, geralmente, recheadas de emoções fortes, reconciliações, despesas excessivas com presentes, compromissos sociais, exageros alimentares. Muitas vezes, o coração não aguenta tanto estresse. Algumas doenças cardíacas podem se agravar devido à ansiedade. Excessos de bebida alcoólica, gastos além da conta, depressão e saudade dos entes queridos também estão na lista dos desencadeadores de problemas de saúde.

O clínico geral e especialista em Cardiologia, Gilmar Reis, alerta que problemas cardíacos estão no topo das principais causas de morte do mundo. Cientistas consideram que suas causas são diversas. “Tabagismo, alimentação e sedentarismo, por exemplo, são componentes do estilo de vida que podem agravar a saúde, além de elementos de curto prazo, como estresse, esforço físico excessivo e exposição ao frio e à poluição”, explicou.

Fim de Ano

Exatamente por ser uma época em que as emoções estão à flor da pele, o mês de dezembro é um dos períodos em que a taxa de doenças cardiovasculares aumentam. “Muitas vezes, os exageros com a bebida alcoólica, aliados à alimentação que, nessa época do ano, é mais gordurosa, podem influenciar no aumento desses problemas. Além disso, a ansiedade provocada por esse momento também é um dos motivos”, acrescentou.

O especialista recomenda que a melhor forma de fugir de tais transtornos no fim de ano é através da prevenção e cuidados durante todo o ano. “Você pode comer e beber de tudo durante as festas. Nada está proibido, desde que seja com equilíbrio e responsabilidade. Principalmente, se você já tem alguma pré-disposição ou possui algum problema cardiovascular, os cuidados devem ser redobrados”.

Além disso, é importante manter os exames e a visita ao cardiologista em dia. “O profissional é o único que poderá orientar com certeza o que você precisa. Por isso, ele deve ser parte fundamental da sua vida. Principalmente, no fim de ano, um especialista poderá indicar os principais cuidados para cada perfil de paciente”.

Você deve estar logado para comentar.