Posts de Adriana Santos
05 mar 2021

Mulher: uma conquista a cada dia

Arquivado em Cidade, Comportamento, opinião

Por: Emília de Castro Belo, administradora de empresa, sócia- Fundadora da Aspen Investimentos

Entrada no mercado de trabalho, independência financeira, direito político, liberdade sexual. Essas são algumas conquistas da mulher moderna. Mas será que isso basta? Acho que não, pois essas vitórias e os obstáculos do dia a dia parecem andar juntinhos, como por exemplo, conciliar a vida profissional com a familiar e ainda priorizar as atividades profissionais; desempenhar plenamente os papéis, como o de mãe, profissional, dona de casa e ainda ser uma esposa exemplar; e etc.

Vale dizer que tudo começou no dia 28 de fevereiro de 1909, nos Estados Unidos, quando mulheres foram para as ruas para reivindicar por seus direitos. Já naquela época, havia muitas denúncias de más condições de trabalho em fábricas formadas essencialmente pelo sexo feminino. Era nítido, que os privilegiados que tinham melhores condições, eram os homens, com cargo de chefia.

Com as reivindicações do Movimento Feminista, especialmente a partir da década de sessenta do século XX, as mulheres conseguiram inúmeras conquistas, ou seja, mesmo não evitando a desigualdade entre os sexos, diminuíram consideravelmente as diferenças.

As profissões importantes e de prestígio, à época, eram muito menos associadas a nomes femininos do que são atualmente. Com acesso negado aos estudos e ambientes intelectuais durante séculos, a primeira mulher a alcançar um diploma de ensino superior o conquistou estudando sozinha, e não dentro das salas de aula. A heroína foi a filósofa italiana Elena Lucrezia Piscopia Cornaro, que reclamou este direito acredite, apenas em 1678.

Foi apenas no início do Século XX que as mulheres de classe média começaram a atuar nas empresas, preenchendo funções de auxiliar, como secretárias. Aos poucos, elas foram ganhando espaço no mercado de trabalho, bem como sua inserção na política. Além disso, as mudanças na economia, a globalização e o capitalismo, trouxeram como consequência a busca pelo aumento da renda familiar, favorecendo o crescimento das mulheres dentro das empresas.

Diante do atual cenário, mediante o surgimento da pandemia em decorrência do novo coronavírus, a vida de muitas mulheres virou pelo avesso. De acordo com a pesquisa Mulheres na pandemia, realizada pela Gênero e Número, 50% das mulheres no Brasil passaram a ser cuidadoras de alguma pessoa, sendo que 16% delas foram prejudicadas em suas finanças por conta desse fato.

Mas no Dia Internacional da Mulher, que se comemora no dia 8 de março, temos também que destacar as coisas boas: direito de expressão, direito ao voto, direito de escolher ter ou não filho, direito de tomar as próprias decisões. O resultado desse mix positivo foram as transformações ideológicas e psicológicas nas novas gerações.

A mulher tem a capacidade de sempre encontrar equilíbrio entre a sua carreira e a vida familiar. Ela sabe dividir e diferenciar o que é trabalho e o que é lazer encontrando uma nova forma de viver bem na sociedade. Que assim seja!

04 mar 2021

Sexpionage: o agente secreto da sedução

Arquivado em Uncategorized

depositphotos

As histórias de espionagem ficam ainda mais quentes, quando entram em cena os agentes secretos da sedução: no jargão policial, as andorinhas (mulheres) ou corvos (homens). Elas ou eles são treinados para seduzir as vítimas  até encontrarem provas, documentos, senhas, vídeos e informações relevantes para o sucesso da missão. Como missão dada é missão cumprida, os espiões do sexo fazem de tudo para conquistar a confiança dos “inimigos”, por isso usam e abusam das artimanhas do sexo.

A prática do sexo nos serviços de espionagem tem nome: sexpionage. Muitos espiões do sexto foram presos e até mesmo executados.  Entrevistei Thiago da Silva Pacheco, doutor em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde defendeu a tese Da Ditadura a Democracia: Uma comparação das atividades de Inteligência da Polícia Política no Estado Novo e na República de 1946. É autor de vários artigos no campo da espionagem, Operações Encobertas, Serviços Secretos, Crime Político e Terrorismo. Pesquisador do Ateliê de Humanidades. Confira:

Adriana Santos: O que é Sexpionage?

Thiago Peixoto: É o uso da sedução e do sexo para se aproximar de um alvo e obter informações dele. Pode ser usado também para coagi-lo por meio de chantagens ou distraí-lo para roubo de documentos, por exemplo.

Qual foi o primeiro caso de sexpionage registrado na história mundial?

É impossível precisar isto. As Kunoichi (mulheres ninja) já dominavam técnicas sofisticadas para isto pelo menos desde o século XVII, mas sem dúvida sexpionage era usada antes e em outros espaços geográficos.

No Brasil, há casos registrados de sexpionage nas operações de inteligência?

Um caso detalhado com uma personagem biografada, não que eu saiba. Mas o uso da sedução e do sexo consta nos relatórios policiais pelo menos desde a década de 1930. Uma certa espiã de codinome “Princesa” no DOPS de São Paulo. O Manual de Polícia Política de 1943 alerta pormenorizadamente o perigo que mulheres sedutoras podiam representar aos agentes brasileiros. E Cecil de Borer, importante personagem ligado à espionagem na História do Brasil, elogia moças que iam “até a cama” se fosse necessário.

Alguém já foi preso por praticar sexpionage?

Sim. Um caso recente e que gerou repercussão foi o da espiã russa Anna Chapman. Ruiva, bonita e sem desprendimento sexual, seduziu alvos americanos mas foi presa pelo FBI em 2010. Há outros casos.o

Como são recrutados mulheres ou homens?

É difícil responder a esta pergunta porque cada Agência tem seus métodos. Os soviéticos usavam dançarinas e atrizes, por exemplo. Na verdade, o candidato ou candidata deve ter alto poder de sedução e desprendimento para não se envolver. Há casos em que se usa prostitutas, ou se coagem um(a) amante próximo(a) do(a) alvo.

Quando é utilizado o sexpionage? (espionagem governamental, empresarial…)

A sexpionage é uma ferramenta assim como o suborno, a coerção, o grampeamento de telefones, etc. Embora oficialmente os americanos demonstrassem no passado algum pudor ao falar dela, a sexpionage foi e é usada sempre que se considerar uma forma prática de se chegar a um objetivo.

Qual o caso mais emblemático sobre sexpionage?

Como gera escândalo, é muito complicado falar de um caso específico. Pela fama e repercussão, sem dúvida Mata Hari e seus amantes são uma demonstração de sexpionage, embora Mata Hari não tenha sido uma espiã relevante como normalmente se imagina.

“Margaretha Gertruida Zelle (Leeuwarden, 7 de agosto de 1876 — Vincennes, 15 de outubro de 1917), conhecida como Mata Hari, foi uma dançarina exótica dos Países Baixos acusada de espionagem que foi condenada à morte por fuzilamento, durante a Primeira Guerra Mundial. Em diferentes ocasiões sua vida foi alvo da curiosidade de biógrafos, romancistas e cineastas. Ao longo do tempo, Mata Hari transformou-se em uma espécie de símbolo da ousadia feminina. “Mata Hari”, seu nome artístico, é uma palavra malaia que significa “Sol”, mas traduzida literalmente significa Olho do dia”. (Wikipédia)

Homens ou mulheres são mais vulneráveis ao sexpionage?

A questão é descobrir a vulnerabilidade. A preferência sexual (hétero ou homo) e o gênero importam menos que a vulnerabilidade do alvo ao jogo da sedução e a viabilidade de aplicá-lo.

Por que o tema é pouco abordado no Brasil?

Acredito que não pelo tema em si, mas, infelizmente, pelo fato de abordamos muito pouco o assunto da espionagem no Brasil em qualquer aspecto que seja, excetuando-se a ficção. Por falarmos pouco sobre espionagem no geral, falamos pouco sobre sexpionage em específico.

02 mar 2021

Tudo está conectado

Divulgação Netflix

A série é um estilo audiovisual que agrada o paladar brasileiro, praticamente em toda faixa etária. Em tempos de quarentena covid-19, nada melhor do que conferir o cardápios de opções e escolher conforme o gosto do freguês.

Devorei duas séries em menos de uma semana: Por Trás de Seus Olhos e Secret Ciy. Foi uma maratona deliciosa. Listei alguns aprendizados que anotei durante as séries e gostaria de dividir com o meu leitor. Mas antes uma pequena sinopse das séries. Vamos lá!

A série Por Trás De Seus Olhos, inspirada no romance homônimo de Sarah Pinborough, é uma viagem do início ao fim. A princípio, parece uma história de triângulo amoroso. No entanto, a narrativa ganha elementos “paranormais”, como: sonambulismo, experiências fora do corpo, telepatia, além de alguns ingredientes policiais. O fim é surpreendente.

  • A realidade é apenas um ponto de vista
  • Nada é o que parece ser
  • Coincidências não existem
  • A droga é uma droga
  • Inveja mata
  • Falsos amigos são piores que inimigos
  • Psiquiatras também piram
  • Sonhos também são fragmentos de uma realidade que ainda desconhecemos
  • Evite transar com o seu chefe. Você pode ficar sem sexo e desempregada
  • Tudo está conectado

Divulgação Netflix

Secret City é uma série australiana exibida pela Netflix no Brasil que conta com doses cavalares de suspense. Em plena tensão entre a China e os Estados Unidos, a jornalista política sênior Harriet Dunkley descobre um programa militar ultra secreto que nem mesmo o primeiro-ministro tinha conhecimento das ações de inteligência. A série é baseada nos romances The Marmalade Files e The Mandarin Code, de Chris Uhlmann e Steve Lewis.

  • Jornalista sênior tem mais faro para investigar pautas de interesse social
  • Jornalista investigativo é 90% mente e 10% tecnologia de dados
  • Governantes também desconhecem informações ultra secretas
  • Bastidores da política é um campo minado
  • Câmeras de vídeos estão por todo lado
  • Você pode estar sendo vigiado nesse exato momento
  • Na política, vale tudo
  • Arapongagem é realidade nos governos
  • Agentes secretos utilizam métodos nada seguros, como sexo sem camisinha… (ironia)
  • Sexpionage é uma realidade dentro e fora dos governos
  • Envolvimento entre jornalista e fonte pode ser explosivo
  • Serviço de inteligência é um mosaico de informações
  • Tudo está conectado
Página 1 de 24912345... 249Próximo