Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; afcwidget_perfil has a deprecated constructor in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/widgets.php on line 40

Deprecated: Function create_function() is deprecated in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/widgets.php on line 103

Warning: Declaration of Walker_Nav_Menu_Dropdown::start_lvl(&$output, $depth) should be compatible with Walker_Nav_Menu::start_lvl(&$output, $depth = 0, $args = NULL) in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/funcoes-gerais.php on line 52

Warning: Declaration of Walker_Nav_Menu_Dropdown::end_lvl(&$output, $depth) should be compatible with Walker_Nav_Menu::end_lvl(&$output, $depth = 0, $args = NULL) in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/funcoes-gerais.php on line 52

Warning: Declaration of Walker_Nav_Menu_Dropdown::start_el(&$output, $item, $depth, $args) should be compatible with Walker_Nav_Menu::start_el(&$output, $item, $depth = 0, $args = NULL, $id = 0) in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/funcoes-gerais.php on line 52

Warning: Declaration of Walker_Nav_Menu_Dropdown::end_el(&$output, $item, $depth) should be compatible with Walker_Nav_Menu::end_el(&$output, $item, $depth = 0, $args = NULL) in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/funcoes-gerais.php on line 52

Deprecated: O método construtor chamado para WP_Widget em afcwidget_perfil esta depreciado desde a versão 4.3.0! Utilize __construct() no lugar. in /home/saudedom99/public_html/wp-includes/functions.php on line 5304
acolhimento ◂ Saude do Meio
Notice: Undefined index: imgPadrao in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/inc/head.php on line 26
Categoria "acolhimento"
27 jun 2018

Voluntários mineiros: os inconfidentes da atualidade

liga2

Enquanto alguns ganham milhões para fazer quase nada em prol da população, muitos ganham nada para salvar vidas, para encantar a existência do outro. No Brasil, segundo dados da pesquisa Pnad Contínua, divulgados pelo IBGE, 6,5 milhões de pessoas exerceram algum tipo de trabalho voluntário em 2016. Esse grupo corresponde a 3,9% da população acima de 14 anos. As regiões Norte e Sul apresentaram as maiores taxas de participação voluntária.

Pela classificação do IBGE, o trabalho voluntário pode ocorrer de forma individual, desenvolvido diretamente para outros domicílios, ou por meio de organizações, como, por exemplo, instituições sem fins lucrativos, entidades governamentais e empresas privadas. Além disso, as atividades de voluntariado podem ser feitas para beneficiar uma grande variedade de organizações e causas: pessoas, meio ambiente, animais e a comunidade em geral.

Os leitores do blog Saúde do Meio já sabem que sou fã dessa gente grande, que exala o perfume de Deus. “Ver a bondade é estar acordado ao Senhor”. Durante minha trajetória como jornalista, conheci pessoas que merecem os nossos mais sinceros aplausos de gratidão. Se eu pudesse fazer um pedido ao futuro governador de Minas Gerais, diria: os voluntários são os verdadeiros merecedores da Medalha da Inconfidência Mineira.

Conheci trabalhos que me emocionam, como: Liga da Justiça;  Quinta do Bem da jornalista Flávia Freitas de Betim; Voluntárias da Santa Casa de Lagoa Santa; Capoeira adaptada para pessoas com necessidades especiais do jovem Bráulio de Vespasiano… E tantos outros que me ensinaram a ser mais humana.

Governo lança Prêmio Nacional de Voluntariado 2018

O Programa Nacional de Voluntariado do governo federal irá premiar, neste ano, oito iniciativas de voluntariado que estão transformando o país. Organizações da sociedade civil sem fins lucrativos, organizações públicas e empresas privadas que desenvolvam atividades de voluntariados podem participar da seleção em quatro categorias:

Organizações da Sociedade Civil
Voluntariado Empresarial
Voluntariado no Setor Público
Líder voluntário

As inscrições devem ser feitas até 29 de junho. Mais informações no site Viva Voluntário.

Assessoria de Comunicação Social do MDIC

(61) 2027-7190 e 2027-7198
imprensa@mdic.gov.br

 

Veja só um pouquinho do trabalho do capoeirista Bráulio Alves – realizado na Escola Municipal Vovó Mariquita de Vespasiano. Grande Bráulio!

07 jun 2018

Voluntários realizam campanha para incentivar doação de medula óssea, em Betim

doação

A campanha Quinta do Bem, de incentivo a doação de medula óssea, está de volta ao Centro Administrativo João Paulo II. No próximo dia 14 de junho, a quarta edição será realizada na sede do governo municipal de Betim. A campanha é idealizada pela jornalista Flávia Freitas, em parceria com a Fundação Hemominas. Em Betim, as secretarias municipais de Saúde e Comunicação também apoiam a ação. O objetivo do evento é incentivar o cadastro para doação de medula óssea e ajudar a salvar vidas de pessoas em tratamento contra a leucemia.

Para participar, os interessados devem levar o documento de identidade. Qualquer cidadão com idade entre 18 e 55 pode se cadastrar como doador de medula óssea. Ao todo, 50 pessoas serão cadastradas no dia 14. Em seguida, os dados pessoais preenchidos no formulário, juntamente com 5 ml de sangue coletado (similar a coleta de exame de sangue normal), são encaminhados para o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome).

Voluntários da campanha serão responsáveis pelo preenchimento do formulário e será a Fundação Hemominas a responsável pela coleta da amostra de sangue. Os participantes serão convidados a usar lenço (homens) em apoio à causa.

Para o dia do cadastro está confirmada a presença da servidora pública da Procuradoria-Geral, Eliana Santos, doadora compatível, cadastrada na coleta para doação de medula óssea durante a campanha realizada na Prefeitura de Betim, em 2011. Ela realizou o transplante que salvou a vida de um paciente de leucemia morador de Natal, capital do Rio Grande do Norte, em 2015. Haverá também a distribuição dos exemplares da revista em quadrinhos “A Liga da Quinta do Bem”, criada pela Flávia Freitas, que é servidora da Secretaria de Saúde.

Doação

De acordo com o Ministério da Saúde, as chances de encontrar um doador compatível fora da família é de 1 em 100 mil voluntários. Havendo a compatibilidade genética, o Instituto Nacional do Câncer (Inca)/Ministério da Saúde, órgão responsável por manter os dados sigilosos, entra em contato com o doador para confirmar o interesse da doação. Confirmado o interesse, o doador é chamado para fazer exames complementares. Após a realização dos procedimentos, o transplante é agendado.

A doação é realizada em ambiente hospitalar, quando é coletada a medula óssea na região da bacia do doador – ele sentirá um pequeno incômodo passageiro. Para o leucêmico, o gesto de solidariedade representa a esperança de cura. O cadastro é feito nos hemocentros de todo o país. Em Minas Gerais, os interessados devem procurar a Hemominas.
Mais informações no site do Inca: www.inca.gov.br

09 maio 2018

Profissionais de saúde discutem cuidados com paciente terminal

Terminalidade resiliencia cuidados paliativos

O Serviço de Psicologia do Hospital Madre Teresa promove o seminário “Terminalidade, Resiliência e Cuidado Paliativo”, sábado (19/05), de 8 às 18h, visando discutir a introdução aos cuidados paliativos, os dilemas e angústias das horas finais com apresentação de casos clínicos. A programação terá a participação do psicólogo, psiquiatra e especialista em psicologia hospitalar Alfredo Simonetti.

A terminalidade de vida é um processo de esgotamento das condições de saúde e o reconhecimento da proximidade inevitável da morte. Nesse período, os cuidados paliativos, focando no suporte psíquico-espiritual, alívio de sintomas e controle da dor são essenciais para melhorar a qualidade de vida dos pacientes e familiares. Conforme dados da Organização Mundial de Saúde, entre as principais doenças terminais estão as cardiovasculares (38,47%), seguida pelo câncer (34,01%) e a doença pulmonar obstrutiva crônica (10,26%).

A coordenadora de Psicologia Clínica do Hospital Madre Teresa, Gisele Correa, explica que a discussão sobre o tema é atual e retoma os termos do juramento médico de Hipócrates, no século V antes de Cristo, ratificado em 1948Ç “curar algumas vezes, aliviar quase sempre e consolar sempre”. A preparação adequada de psicólogos, fisioterapeutas, enfermeiros, nutricionistas, assistentes sociais e médicos é essencial ao atendimento humanizado. “Contribuímos para prestar a melhor assistência possível”, destaca.

O evento é aberto a qualquer profissional e estudante da área de saúde, sendo que a inscrição é R$ 220 para profissionais e R$ 110 para estudantes e pode ser feita pelo site www.sympla.com.br. Os profissionais do próprio Hospital devem fazer inscrição pessoalmente no CDEP (Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa do hospital). Confira a programação completa no site www.hospitalmadreteresa.org.br

Página 11 de 11«1 ...7891011
Pular para a barra de ferramentas