Categoria "cabelo"
06 dez 2019

Cauterização: entenda a técnica e aprenda a prolongar seus benefícios em casa

Arquivado em Beleza, cabelo, Comportamento

A cauterização capilar pode ajudar você a lidar com os efeitos de processos químicos, como tintura e escova progressiva, no cabelo. O procedimento pode ser a solução para deixar seus fios saudáveis.

O tratamento – feito em salão de beleza e executado por profissionais especializados – tem como objetivo principal recuperar os fios que anteriormente foram agredidos por procedimentos que modificam o cabelo.

A seguir, com a consultoria do médico e tricologista Luciano Barsanti, respondemos seis perguntas sobre o assunto.

1. Como é feita a cauterização capilar?

O procedimento começa com a limpeza do cabelo com um shampoo de limpeza profunda, que abre a cutícula dos fios. Na sequência, é aplicado um produto que contém, basicamente, queratina e silicone. Essas substâncias penetram entre as escamas, preenchendo os espaços deixados pela desidratação do processo químico realizado.

Após o produto agir, os fios são secados com secador. Para finalizar, aplica-se a chapinha. O objetivo é selar as substâncias nos fios e fechar as cutículas. É importante ter cuidado em relação à temperatura do aparelho que, quando ultrapassa 90 graus Celsius, queima os fios. Por isso é essencial realizar o procedimento com um profissional especializado.

2. A cauterização capilar é indicada para quais tipos de cabelo?

A cauterização capilar é indicada para fios muito danificados, principalmente aqueles que passaram por tratamentos químicos, como tintura, reflexo e escova progressiva.

3. Em quais casos deve ser evitada?

A cauterização capilar não deve ser feita em cabelos que passaram por outro procedimento, como tintura ou alisamento, em um prazo menor do que 30 dias. Outro cuidado é não fazer o tratamento se o couro cabeludo estiver com alguma alteração, como dermatite seborreica ou outras inflamações.

4. Quais são os principais benefícios?

A reposição do silicone e da queratina deixa os fios mais hidratados e visivelmente mais brilhantes. Além disso, a cauterização capilar diminui consideravelmente as pontas duplas e o frizz.

5. Com que frequência o tratamento pode ser feito?

Mesmo com todos os benefícios citados acima, a cauterização não reconstrói o fio que, uma vez prejudicado por uma química, não voltará a ter sua estrutura original. Por isso, a indicação é refazer o procedimento entre 45 e 60 dias, dependendo da necessidade do cabelo, que voltará, aos poucos, a ter o aspecto poroso e com frizz.

6. A cauterização capilar substitui a hidratação?

Não. Mesmo com a cauterização, é necessário manter o hábito de hidratar, pelo menos, uma vez por semana. Para isso, use produtos específicos para cabelos quimicamente danificados, como a Máscara Regeneradora, de Natura Lumina, que recupera a textura mais uniforme dos fios, reduz as pontas duplas e a quebra.

Aplique o produto pelo menos uma vez por semana, deixe agir por três minutos e enxágue. A máscara faz parte de um sistema de tratamento completo, feito para regenerar os danos.

*O especialista consultado nesta matéria pela equipe de Comunicação da Natura foi ouvido como fonte jornalística, não se utilizando do espaço para a promoção de qualquer produto ou marca.

Os produtos acima estão disponíveis no espaço digital Saúde do Meio. AQUI

 

29 out 2019

Como é sua relação com seu cabelo?

Arquivado em Beleza, cabelo, Comportamento

Como é sua relação com seu cabelo? No passado, o cabelo foi uma ferramenta de conexão da mulher consigo mesma, com sua verdade, e representava o lugar que cada uma ocupava na sociedade. Com o surgimento dos padrões, o reforço dos códigos de luxo e da perfeição, houve uma desconexão. “Identificamos isso na história e trouxemos de volta o valor do cabelo como expressão da singularidade de cada mulher”, explica Bruna Coletti, gerente de marketing da Natura.

Seu cabelo, sua verdade

A modelo Elen Santigo, que trabalhou com Natura Lumina, passou anos alisando seus cachos. Ainda na infância, adotou fios bem lisos. Há três anos, porém, a vontade de conhecer seu cabelo de verdade falou mais alto. O resultado não poderia ser outro: se apaixonou! “Hoje, tenho uma relação de amor com o meu cabelo e sei que essa é a verdadeira Elen”, conta orgulhosa.

Já a modelo Maria Clara de Melo, 24, parte do casting de Natura Lumina, passou a cuidar dos fios durante sua transição de gênero. O crescimento do cabelo serviu de expressão da sua identidade. “Quando comecei a deixar o cabelo crescer, senti uma pressão grande. Mas quando vi fotos dos meus cachos, até chorei. Vi quem eu sinto que sou. Meu cabelo me representa totalmente”, compartilha ela, que se identifica como uma mulher trans.

Foi a maturidade que ajudou a modelo Maristani, 47, a encarar seus fios como verdadeiros acessórios, que lhe permitem brincar e se divertir. “Meu cabelo é meu maior parceiro, ele topa tudo. Ninguém quer ficar com a mesma aparência sempre”, diz a modelo.

Fonte de beleza

Liso, cacheado, crespo, colorido, grisalho: expresse a beleza da sua verdade! Insubmissa a padrões inatingíveis, Natura Lumina tem tudo para se tornar sua melhor aliada nesse processo.

Não existe cabelo perfeito, mas você pode se entender com ele”, explica Bruna. E emenda: “O segredo é entender sua necessidade para tratá-lo da forma ideal”.

Por isso, entregue aos seus fios o que ele realmente precisa: tratamento capilar com precisão. Sem truques. Inspirada na inteligência da natureza e na beleza da ciência, Lumina criou a Biotecnologia Pró-Teia para o tratamento capilar com precisão. Os sistemas de tratamento da marca preenchem os fios de dentro para fora, na exata medida de cada dano. Nem mais nem menos.

Os produtos da linha Lumina estão disponíveis no meu espaço digital Natura.  

25 set 2019

Cabelos: tecnologia permite tratamento dos fios porosos

Arquivado em Beleza, cabelo, Comportamento

Se você já procurou o salão de beleza para tratar o cabelo, em algum momento deve ter ouvido que os fios podem ficar porosos. Porém, muito além do aspecto tátil – de passar a mão e senti-los ásperos –, a porosidade interna faz com que eles fiquem mais fragilizados e, consequentemente, propensos à quebra, ao surgimento de frizz, pontas duplas, entre outros danos.

Por isso, para desenvolver Natura Lumina e seus sistemas de tratamento de alta performance, recorremos à microtomografia de raios x, uma técnica similar àquela utilizada para exames médicos e que permite uma análise profunda da porosidade dos fios e dos microporos do córtex.

A partir desse diagnóstico inédito, foi possível identificar as necessidades específicas para cada tipo de cabelo, seja seco, quimicamente danificado, liso, cacheado ou crespo.

Como a tecnologia de Lumina atua na fibra capilar?

Quando um cabelo está profundamente danificado significa que a agressão ultrapassou a cutícula, parte externa do fio, que o protege de agentes ambientais, químicos e térmicos. Nesse ponto, os danos chegam ao córtex, parte interna e onde estão as fibras de queratina capazes de manter os cabelos saudáveis e fortes.

Ao perder essa massa de proteína, os fios ficam cada vez mais leves e desalinhados”, explica Carla Scanavez, do nosso time de Inovação e Tecnologia. A olho nu, ela acrescenta que “a porosidade interna também se mostra nas características que mais valorizamos, como o brilho.”

Nesse momento, o tratamento tem que ser certeiro para reparar os fios. Foi então que mais uma vez a microtomografia de raios x foi utilizada e comprovou os resultados da utilização da Biotecnologia Pró-Teia, uma tecnologia inédita de reparação.

Conseguimos quantificar a porosidade e ver como a Biotecnologia Pró-Teia, que consegue chegar ao córtex, trata e preenche esses poros, repondo a proteína na medida exata que o cabelo precisa”, afirma ela. Sem truques!

A linha completa de Natura Lumina está disponível no site Natura.

Página 2 de 512345