Categoria "cabelo"
17 jun 2019

Biotecnologia Pró-teia: Descubra como ter cabelos regenerados de verdade

Arquivado em Beleza, cabelo, Comportamento

biotecnologia-pro-teia-cabelos-regenerados-natura-lumina-header-desktop

Por: Natura

Com tecnologia inédita, Natura Lumina tem fórmula inteligente capaz de promover um tratamento capilar de precisão, recuperando a saúde do cabelo na medida certa, sem truques.

Tratar todos os tipos de cabelo com alta performance e entregar o que o fio realmente precisa são os focos dos produtos de Natura Lumina. E para atender a esse objetivo na exata medida de cada dano, criamos uma tecnologia avançada inédita e exclusiva: a Biotecnologia Pró-teia. Vem saber mais!

O que é exatamente a Biotecnologia Pró-teia?

É uma tecnologia capaz de atuar em todas as camadas do fio de cabelo. Do nível mais profundo (no interior do fio) até sua superfície, regenerando de dentro para fora.

Por que essa Biotecnologia trata de verdade?

Descobrimos na natureza o poder da teia. Apesar de mais fina do que um fio de cabelo, ela é cinco vezes mais forte que o aço e mais maleável que o nylon. Além disso, também composta apenas de proteína. Dessa maneira, foi possível identificar que tanto a proteína da teia como a do cabelo possuem o mesmo design, revelando uma afinidade única dela aos fios. Ela é capaz de se conectar a eles e promover uma recarga dirigida especificamente para cada região dos danos, ao longo de todas as camadas dos fios, tratando de dentro para fora. Reproduzimos então a proteína da teia em laboratório, dando origem à Biotecnologia Pró-teia.

Biotecnologia Pró-teia e seus benefícios

Os resultados do uso dessa biotecnologia na saúde do fio são comprovados graças ao uso da microtomografia de raios X para avaliação os cabelos – uma técnica parecida com a tomografia usada para diagnóstico em exames médicos. Ela enxerga os danos de porosidade no interior dos fios, região conhecida como córtex, a camada mais profunda e não visível a olho humano. Isso demonstrou uma redução de 70% de porosidade nos fios, já na primeira aplicação.

Presente em todos os sistemas de tratamento de Lumina, que atendem às mais variadas necessidades capilares – secos, quimicamente danificados, lisos, cacheados e crespos –, a Biotecnologia Pró-teia é aliada a ativos específicos entregando um tratamento capilar direcionado e preciso, exatamente para o que cada tipo de cabelo precisa.

O resultado é promissor: cabelos saudáveis desde a primeira aplicação e regeneração na medida exata. Nada de truques.

Lumina Cabelos Secos e Lumina Quimicamente Tratados já está disponível no site Natura.

03 abr 2019

Co-wash: O que é e como usar a técnica que limpa o cabelo sem danificar

Arquivado em Beleza, cabelo, Comportamento

co-wash_o_que_e_e_como_usar_a_tecnica_que_limpa_o_cabelo_sem_danificar

Cabelos cacheados e crespos tendem a ser naturalmente secos. Logo, o uso excessivo de alguns shampoos que prometem limpeza profunda pode ser agressivo a eles. Não raro, há quem opte por reduzir a frequência de lavagem durante a semana a fim de eliminar por completo a oleosidade natural dos fios. A notícia boa é que já existe no mercado um produto específico para cuidar de todos os tipos de curvas, evitando qualquer prejuízo: trata-se do Condicionador Co-Wash.

Sentiu o couro cabeludo ressecado? É hora de ele entrar em ação, limpando com delicadeza, condicionando e definindo o cacheado ou o crespo em um único passo. Vem saber mais!

O que é o co-wash?

Em um esquema dois em um, o condicionador co-wash foi desenvolvido para limpar e condicionar, dispensando o uso de um shampoo. Esse é o caso do Condicionador Co-Wash Curvas Envolventes, de Plant, rico em óleo de macadâmia e livre de sulfato, parabeno e petrolato.

Apesar de homônimos, o condicionador co-wash não deve ser confundido com um condicionador comum. A farmacêutica bioquímica Marcela Buchain explica:

Se ele tiver na composição petrolato – também conhecido como vaselina ou silicone -, parafinas, ceras ou óleos vegetais, como é o caso dos comuns, e for aplicado no couro cabeludo, vai obstruir o folículo. Isso exige o uso de um shampoo de limpeza profunda, que tende a ser agressivo aos fios ressecados.”

Como usar o co-wash?

Prático, o co-wash é usado como um shampoo, ou seja, direto no couro cabeludo. A diferença está na fórmula, que não tende a espumar. Assim que depositado, basta massagear e enxaguar em abundância. A quantidade ideal equivale ao dobro daquela usada para o shampoo de costume.

Não existe regra, porém, na hora de incluí-lo na rotina de beleza. Segundo Clarissa Romeu, pesquisadora e desenvolvedora de produtos Natura, algumas pessoas preferem adotá-lo como único passo na hora de lavar o cabelo. “Já outras sentem a necessidade de intercalar o uso com o de um shampoo tradicional”, diz. Uma ótima opção é combiná-lo com uma máscara de tratamento, caso haja necessidade de turbinar os cuidados.

Para quem o co-wash é indicado?

Como os cabelos cacheados e crespos são mais ressecados que os demais, são eles os mais beneficiados pelo produto. “O shampoo convencional pode reduzir demais a oleosidade natural dos fios. Com o uso do co-wash, isso não acontece”, explica Clarissa.

Marcela o indica também para fios tingidos de loiro e alerta que quem tem caspa ou algum tipo de alteração no couro cabeludo deve evitar e procurar um especialista.

15 fev 2019

Hospital Felício Rocho inaugura banco de peruca para pacientes oncológicos

perucas

Uma parceria entre o Hospital Felício Rocho e a ONG Fio de Luz, irá repaginar a autoestima de suas pacientes em tratamento de câncer. A Instituição acabou de inaugurar um banco de perucas para doar às mulheres que tiverem seu cabelo raspado ao longo do processo de procedimentos oncológicos.

A partir de agora, a paciente do Hospital Felício Rocho que se sentir à vontade para usar uma peruca, pode recorrer ao banco, experimentar, selecionar a sua e levar para casa. É bom ressalvar que se trata de uma doação do material, sem nenhum custo, e não carece de devolução após o término do procedimento.

Cerca de 20 perucas estarão disponíveis para serem experimentadas e doadas, com reposição conforme demanda. Além disso, o Hospital torna-se um ponto para doação de cabelo. Todo o material arrecadado será direcionado para a ONG Fio de Luz e transformado em perucas. Qualquer quantidade de cabelo superior a 20 centímetros é bem-vinda. Para doar, basta procurar o Ambulatório Oncológico, na Rua Aimorés, número 3580, no Barro Preto.

A diretoria comemora mais este feito e reforça seu compromisso com os pacientes. “Para nós do Hospital Felício Rocho essa é mais uma iniciativa que endossa nosso empenho com a harmonia e o bem-estar de nossos pacientes. Enxergamos que pequenos feitos como esses podem contribuir para a o tratamento de pacientes oncológicos, levando a eles mais alegria e um reforço à autoestima. Não medimos esforços nesse objetivo de cuidar bem de todas as pessoas que procuram o Hospital diariamente”, comenta o diretor Dr. Pedro de Oliveira Neves.

Enquanto isso, o responsável pela ONG Fio de Luz, Edimilson Marques Oliveira, fala a respeito da missão desse projeto. “Fazer o bem, faz bem! Quando você ajuda alguém, você se sente melhor do que quem está sendo ajudado. E nós estamos muito felizes com essa parceria porque sabemos da importância dela para que mais pessoas se sintam acolhidas e tenham mais força para enfrentar a doença”, comenta.

Primeiras pacientes

Assim que as perucas estavam disponíveis, algumas pacientes que já realizam tratamento no Hospital Felício Rocho puderam escolher as suas próprias perucas. Tímidas, porém dispostas, uma a uma das mulheres se sentaram diante ao mostruário e aos poucos experimentavam os modelos para conferir o novo visual.

A primeira a provar foi a jovem Samanta Antunes, de 27 anos. Para ela, a iniciativa é um alívio para a autoestima e, também para o bolso, por conta do alto custo de uma peruca. “Quando recebi o diagnóstico fiquei desnorteada. Desde sempre quis usar perucas, mas não sabia onde procurar. Cheguei a fazer alguns orçamentos e não encontrei nada abaixo de R$ 3 mil. É muito dinheiro para quem está enfrentando a doença. Saber dessa parceria entre o Felício Rocho e a ONG Fio de Luz é muito gratificante porque serve de apoio para nós. Sem dúvida a falta do cabelo retira a feminilidade de nós mulheres e hoje, com a minha peruca, vou sair daqui mais feliz”, comenta a paciente.

E por falar em felicidade, a paciente Fabíola Neri, comenta a iniciativa sorridente. “Você joga o cabelo para o lado, joga para o outro. É perfeito! A sensação é a de ter o meu cabelo novamente, nem parece peruca. E também é interessante porque é gratuito. Muita gente não tem dinheiro para comprar uma peruca assim, porque custa em média R$ 4 mil. Sem dúvida que um presente desses, faz muita diferença e levanta muito a nossa autoestima”, reporta a paciente.

Por Rose Leoni/Naves Coelho

 

Página 2 de 3123