Categoria "Cidade"
17 set 2019

Suicídio é tema de debate na Assembleia Legislativa de Minas

Como parte da programação em adesão à campanha Setembro Amarelo, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) promove nesta quarta-feira (18/9/19) o encontro “Setembro Amarelo – Suicídio: é possível prevenir”. O evento, aberto ao público, está marcado para acontecer entre 19 horas e 20h30, no Teatro, e é uma parceria com a Associação Mineira de Psiquiatria (AMP) e o Centro de Valorização da Vida (CVV).

A abertura da atividade será feita pela assistente social do Núcleo de Atendimento Psicossocial (NUP), ligado à Gerência-Geral de Saúde Ocupacional (GSO), Danielle Teixeira Tavares Monteiro. Em seguida, haverá uma fala do secretário adjunto da AMP, o médico Paulo José Teixeira.

A palestra prossegue com a psicóloga do NUP, Daniela Piroli Cabral, e também com a participação da coordenadora de desenvolvimento de voluntários do CVV, em Belo Horizonte, Norma Moreira de Oliveira, e de representantes da Liga Acadêmica de Psiquiatria do Centro Universitário de Belo Horizonte (Uni-BH).

Audiência interativa – Além dessa ação, a ALMG vai promover no dia 25 de setembro, às 10 horas, no Plenarinho I, uma audiência pública interativa da Comissão de Saúde. O objetivo é debater ações de prevenção ao suicídio, em apoio à Campanha Setembro Amarelo. Na ocasião, haverá o lançamento da Frente Parlamentar de Prevenção ao Suicídio, à Depressão e à Automutilação.

Até o fim de setembro, o Palácio da Inconfidência fica iluminado na cor amarela em apoio à causa. Também estão sendo veiculadas na Sinalização Digital (Sinal) imagens da campanha cujo tema de 2019 é “Combater o estigma é salvar vidas”.

A adesão da ALMG faz parte do Laços da Consciência, que reúne ações de sensibilização sobre temas afetos ao bem-estar social dos mineiros, em especial às causas relacionadas à saúde.

Crédito: Comunicação Assembleia Legislativa

16 set 2019

Entre Lugares: livro sobre migração e refúgio é lançado em BH com distribuição gratuita

Com o apoio do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), dia 19 de setembro, às 18h, ocorre o lançamento do livro Entre-lugares, que traz relatos de homens e mulheres migrantes, de 11 países do mundo, que tiveram como destino o Brasil. A cerimônia será no auditório da PUC Minas (campus Praça da Liberdade), na Rua Sergipe, 790, em Belo Horizonte. A primeira edição do livro impresso será distribuída gratuitamente no dia do lançamento.

A obra é das jornalistas Paula Dornelas e Roberta Nunes, e organizada por Duval Fernandes e Maria da Consolação Gomes de Castro, professores da PUC Minas. Cada capítulo conta com pinturas da artista Yanaki Herrera e fotografias de Luiza Gontijo. Entre-lugares tem apoio do Curso de Serviço Social por meio Grupo Interdisciplinar de Pesquisa e Extensão Direitos Sociais e Migração (GIPE-DSM) e do Programa de Pós-Graduação em Geografia por meio do Grupo Distribuição Espacial da População (GEDEP), ambos da PUC Minas.

O livro foi produzido ao longo de dois anos, com objetivo de contribuir para a visibilidade de pessoas migrantes e refugiadas e dos contextos sociais, culturais, políticos e econômicos de seus países de origem, bem como para abordar aspectos do acolhimento à migrantes e as políticas públicas voltadas para esse público no Brasil. Entre as histórias, está a de Maha Mamo e Souad Mamo, nascidas no Líbano, porém sem pátria, que se refugiaram no Brasil. As irmãs foram as primeiras pessoas reconhecidas como apátridas na história brasileira, tendo conquistado a nacionalidade brasileira em 2018. Com narrativas que mesclam a literatura e o jornalismo, a obra traz os relatos de pessoas nascidas no Peru, Palestina, Argentina, Haiti, Bolívia, China, República Democrática do Congo, Líbano e Síria.

Exposição fotográfica e artística

O evento contará com exposição das fotografias e pinturas contidas na obra. A fotógrafa Luiza Gontijo (Assistente Social) acompanhou e fotografou as entrevistas e encontros realizados com os migrantes e refugiados ao longo dos últimos anos. As fotografias serão expostas no evento do dia 19/09. A artista visual Yanaki Herrera também foi responsável por retratar, porém em tinta à óleo, as histórias contidas no livro. O trabalho resultou na série de pinturas Senderos, que também será exposta durante o lançamento de Entre-lugares.

16 set 2019

Ciro Gomes conversa com os mineiros sobre direito, emprego, desenvolvimento e preconceito

Arquivado em Cidade, Comportamento

O ex-candidato à presidência da República Ciro Gomes (PDT) está em Belo Horizonte (16/09). Na Faculdade Mineira de Direito da PUC Minas, ele participa da aula inaugural,  no Teatro João Paulo II (prédio 30), Campus Coração Eucarístico (av. Dom José Gaspar, 500). O tema da palestra é “Direito, Emprego e Desenvolvimento”. Veja ao vivo AQUI

Às 18:30 horas, Ciro tem encontro marcado na Câmara Municipal de Belo Horizonte, onde participa, junto com Duda Salabert (professora, ativista e primeira candidata travesti ao Senado por Minas Gerais), de uma aula pública: Como resistir em tempos de ódio”. Não há necessidade de inscrição prévia. Evento sujeito a lotação.

Página 1 de 7212345... 72Próximo