Categoria "Cidade"
26 jun 2017

Jardineiro que intrigou o mundo com imagens de um suposto ovni

Arquivado em Cidade, Comportamento, Ufologia

geraldo2

É sempre uma grande surpresa participar dos encontros promovidos pelo Fórum Permanente para Estudos de Fenômenos Transcendentes de Minas Gerais (FOTRANS) – na Universidade FUMEC. A organização é impecável e o clima de confraternização deixa o ambiente com um gostinho de quero saber mais sobre ufologia.

IMG_8705[1]

No último sábado (24/06) foi ainda mais especial. A data marcou o Dia Internacional do Ufólogo. A palestra ficou por conta de uma pessoa que sempre cultivou a vida na terra fértil, mas sempre com os olhos grudados no céu: Geraldo Bruzinga.

Bruzinga, 54 anos,  jardineiro aposentado estuda, há 30 anos, objetos não identificados em Belo Horizonte.  Já conseguiu reunir 30 vídeos com registros de luzes e formas desconhecidas. “Não  me considero ufólogo, mas gosto de olhar para cima. As pessoas não olham mais para o céu”, diz.

Geraldo ganhou fama internacional, depois que publicou um vídeo de 44 segundos, no dia 12/03 desse ano, com imagens de um objeto não identificado no bairro Nova Cintra, na capital mineira. As imagens foram exibidas na emissora T3M no México. O apresentador compara as imagens feitas pelo senhor Geraldo com outra filmagem realizada em 29 de janeiro de 2017 por um israelense.

Ele conta um pouco no pequeno vídeo abaixo como conseguiu filmar o objeto no telhado de sua casa, apesar das dificuldades de locomoção provocadas por uma degeneração na medula.

Veja as imagens do objeto voador não identificado captadas pelo Geraldo Bruzinga, por meio de um telescópio médio porte (Toya de 200 mm). O equipamento foi adaptado com um artefato de madeira com o objetivo de fotografar os fenômenos.

14 jun 2017

Dia Mundial do Doador de Sangue: O amor corre nas veias

doador de sangue

[DIA MUNDIAL DO DOADOR DE SANGUE] A data é uma forma de conscientizar a sociedade sobre a importância da doação de sangue, um gesto de solidariedade que pode salvar vidas. Todos ganham com uma ação que não traz nenhum prejuízo para o doador: hospitais, pacientes, sociedade. A qualquer momento, uma pessoa pode precisar recorrer aos hemocentros ou às unidades de doação.

A triagem clínica é rigorosa e o candidato só doa sangue se estiver em boas condições de saúde. O material utilizado é descartável, garantindo mais segurança ao doador.

O candidato que apresentar qualquer sintoma, mesmo que leve, deverá aguardar a melhora para então procurar uma unidade de coleta. Nem todo interessado pode doar e há regras que devem ser rigorosamente seguidas para que tudo ocorra bem.
Os doadores adolescentes de 16 e 17 anos devem estar munidos de documento de identidade original e oficial com foto e acompanhados pelo responsável legal.

A idade máxima para a primeira doação de sangue é 60 anos. Os candidatos, que já tiverem doado pelo menos uma vez antes dos 60 anos, poderão doar até a idade de 69 anos.

Saiba mais sobre doação de sangue no site da Fundação Hemominas.

13 jun 2017

Voluntárias da Santa Casa de Lagoa Santa incentivam doações para o hospital

Arquivado em Cidade, saúde

IMG_8600
As voluntárias da Santa Casa de Lagoa Santa (ASSANTA) doaram para o hospital 100 toalhas brancas de banho novinhas. Elas compraram com o dinheiro da venda de artesanato. Os produtos são vendidos em uma lojinha dentro do hospital ou encomendados pela comunidade.

Segundo a coordenadora operacional e hotelaria, Franciane Rocha Borges Esteves, a Santa Casa atende pessoas com poucos recursos financeiros e, muitas vezes, as famílias não têm condições de trazer de casa uma toalha para suprir as necessidades do paciente. “Depois de devidamente higienizadas, as toalhas vão estar disponíveis para os pacientes, evitando possíveis contaminações”, esclarece.

As voluntárias não param de trabalhar em favor da Santa Casa. Elas receberam de um hotel da cidade várias roupas de cama, que estão sendo reformadas para o hospital. Tudo é feito com muito carinho e capricho.

A vice-presidente da ASSANTA, Gilcea Guimarães Fonseca, faz um apelo para que a comunidade se mobilize para mais doações de roupas de cama e de banho em prol dos pacientes internados. “Nós trabalhamos aqui na Santa Casa de Lagoa Santa como voluntárias, promovendo atividades que ajudem a suprir algumas necessidades básicas do hospital. É importante a participação e colaboração de toda sociedade. As doações podem ser feitas na loja das voluntárias, que fica no hospital ou na hotelaria do Hospital. O telefone de contato é (31) 3689 5392

IMG_8604

Página 27 de 50«1 ...232425262728293031... 50Próximo