Categoria "Comportamento"
23 ago 2018

Fertilizações in vitro aumentam no Brasil

 fertilizacao-in-vitro
Por: Dr. Sandro Sabino, diretor da Clínica Vilara

Após uma queda em 2016, o número de fertilizações in vitro voltou a crescer no Brasil e chegou a um total de 36.307 ciclos realizados em 2017. Os dados são do relatório Sisembrio mais recente divulgado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Os mais de 36 mil ciclos originaram mais de 340 mil óvulos, uma taxa de fertilização de 76%. Ou seja, a cada 10 óvulos fecundados, 7,6 deram origem a um embrião. Essa taxa mostra que o Brasil não está atrás dos países desenvolvidos e que o procedimento não é mais tão inacessível do ponto de vista financeiro, como era antes.

O Brasil é um país de ponta para tratamentos de reprodução assistida. Nossas taxas de sucesso são excelentes e se equiparam aos países europeus e aos EUA. Para se ter uma ideia, a região sudeste corresponde a 65% dos tratamentos realizados no Brasil. Apesar do procedimento não estar disponível no Sistema Único de Saúde (SUS), financeiramente ele tornou-se muito mais acessível nos últimos anos. Existem inclusive programas de responsabilidade social em hospitais e clínicas que tornam possível o acesso a casais com problemas de infertilidade, que possuem dificuldades para arcar com os custos dos tratamentos de Reprodução Assistida, a tratamentos como a Fertilização in vitro (FIV).

Existente há mais de 30 anos, a Fertilização in-vitro é considerada o TRA mais usado em todo o mundo, tendo já nascido mais de um milhão de crianças com ela. É considerada como uma técnica segura e com ótimos resultados. De acordo com a Anvisa, considera-se como ciclo realizado de fertilização in vitro, os procedimentos médicos nos quais a mulher é submetida à produção (estímulo ovariano) e retirada de óvulos para realizar o procedimento. Para a inseminação intrauterina, a paciente é submetida à uma estimulação da ovulação, com doses bem baixas, sendo acompanhada por ultrassonografia (total de três a quatro exames). Quando ela apresenta folículos de tamanho adequado, a ovulação é desencadeada e o casal recebe instruções para comparecer à Clínica para a realização do preparo seminal e da inseminação intra-útero.

As possibilidades de se obter uma gravidez após um ciclo de inseminação são de aproximadamente 15%, sendo recomendado um máximo de 3-4 ciclos, quando se pode alcançar a 35% de chances de gravidez. A taxa de gestação múltipla é de cerca de 15%.

Algo importante a ser levado em consideração é a experiência profissional e a estrutura do Laboratório de Fertilização in vitro escolhido para o procedimento. É crucial na decisão pelo tratamento. Procurar um laboratório que tenha um profissional de embriologia treinado e experiente é tão importante quanto a escolha do médico especialista: um laboratório que não tenha excelência em qualidade pode afetar negativamente as chances de sucesso do tratamento, ainda que os fatores clínicos sejam promissores.

17 ago 2018

OPINIÃO – Brasil: “Terra do Nosso Senhor”

Arquivado em Cidade, Comportamento
D624F5A4-5304-4538-8BAF-D2576749E0C7

Foto montagem: Paulo Baraky Werner

Desde criança, aprendi que o Brasil é grande por natureza, talvez por influência dos meus saudosos pais. Na minha casa, por exemplo, a bandeira nacional tinha destaque na sala de visitas, dividindo espaço com os livros de história e química.  Também sempre achei a nossa bandeira a mais linda de todas. Afinal de contas, as minhas cores preferidas são: azul, verde e amarelo. Na escola, as professoras primárias não cansavam de repetir: “o azul representa o céu; o verde, as nossa matas; e o amarelo, o ouro das montanhas de Minas”. Pessoal, sou da época das aulas de OSPB – Organização Social e Política do Brasil! Juro, enquanto alguns colegas de classe reclamavam horrores da disciplina, eu colava na professora para saber mais sobre as maravilhas do meu país. Vou confessar: amava as Paradas de Sete de Setembro. Achava tudo lindo, com cheirinho bom.

Não me considero uma patriota… Será que sou? Acho que não… Detesto rótulos e definições engessadas. Ideologias só servem para nos separar da verdade. Lembre-se: nada é maior do que a verdade. Só sei de uma coisa: amo profundamente as minhas origens. No meu ponto de vista, o sentimento amoroso por um país transcende o significado de pátria. Não sou apenas uma cidadã. Sou apaixonada pelo Brasil, pelos brasileiros. Como todo apaixonado, suspiro por um país melhor. A cada suspiro, um desejo de um Brasil justo. A cada desejo, uma vontade  de superar as dificuldades. A cada vontade, um sonho bom. A cada sonho, uma realidade próspera para todos. É importante lembrar – que a realidade já foi sonhada um dia. Portanto, vamos sonhar em prol de um Brasil gigante.

“O Brasil samba que dá
Bamboleio que faz gingar
O Brasil do meu amor
Terra de Nosso Senhor”

O Brasil é grande, acredite! Estamos em um solo sagrado, “Terra de Nosso Senhor”. Alguém duvida? Não deixe que as vozes das sombras digam o contrário. Sim, fazemos parte de uma nova consciência planetária. Somos a bola da vez. Parece difícil acreditar, diante de tanta sujeira na política.  Estamos arrumando a casa. É isso mesmo!!!  Faz parte da jornada separar o joio do trigo. Confie! Coragem! Foco!  A miscigenação  é o nosso ponto forte. Somos todos em um. Fazemos parte de um projeto maior, quando realmente seremos reconhecidos como a nação do futuro em pleno presente da humanidade. Desejamos, realmente, um país de todos os cidadãos de bem.

“Ah! Abre a cortina do passado
Tira a mãe preta do cerrado
Bota o rei congo no congado
Brasil, pra mim”

As Eleições 2018 estão próximas. Vamos novamente às urnas. É muita responsabilidade! Você está preparado (a)? Não? Calma! Prudência! Tenho certeza que vamos eleger os melhores candidatos, independentemente dos partidos. Nossa bandeira é a verdade nua e crua. Menos ideologias! Mais amor! Confie! Juntos somos mais. Vote consciente! Isso é o mais importante. O resto é hipocrisia. Avante!!!

15 ago 2018

Mistérios da Ufologia e da Astronomia integram a programação da Virada Varginha 2018

Arquivado em Cidade, Comportamento, Ufologia

imagem_release_1388963

Há vinte e dois anos Varginha ficou conhecida mundialmente. Desde o Caso ET a cidade passou a ser rota de estudiosos e aficionados por Ufologia e Astronomia que viajam até o Sul de Minas a procura de respostas sobre o fato. Durante a Virada, o assunto também será tema de várias ações abertas ao público que quiser aprender um pouco mais sobre o caso e sobre os mistérios e curiosidades do céu da região.

Durante os dias do evento dois telescópios vão circular por alguns pontos da cidade, para que o público possa observar o sol, a lua e alguns planetas. Os equipamentos vão ser disponibilizados pelo Observatório Vaz Tolentino, de Belo Horizonte, em parceria com o Instituto de Pesquisa, Educação e Extensão em Arte Educação e Tecnologias Sustentáveis– IPEARTES e SEDUCE-GO além do Observatório Centauro de Cambuquira. Os astrônomos João Marcos de Almeida Pinto e Raoni Vilhena vão acompanhar os observadores para responder perguntas sobre o tema.

A Ufologia e Astronomia integram ainda a programação dos Cinemas de Rua. Na sexta no Parque Rinaldi 2 e o sábado no Carvalhos será exibido o desenho animado BugiGangue no Espaço, uma animação 3D intergalática que conta com a participação especial do personagem ET de Varginha. Já na plataforma da Estação Ferroviária, a exibição de vários documentários e reportagens sobre o Caso ET de Varginha e um debate com ufólogos será a oportunidade para quem quiser aprofundar no assunto.

A Virada Varginha é um festival de cultura e promoção de conhecimento, por isso o céu e seus mistérios não poderia ficar de fora da programação. O coordenador-geral do festival, Diego Gazola observa que, embora o Caso ET tenha projetado a cidade para o mundo, poucas pessoas conhecem a fundo a história e o que é Ufologia e Astronomia. “Percebo na cidade, entre os moradores, um curiosidade grande sobre o Caso ET, mas com poucas chances de discutir o fato de forma séria e informativa, por isso estamos trazendo a temática para a Virada. Queremos também que as pessoas tenham a chance de olhar para o céu de uma maneira diferente ampliando consciência e conhecimento”, destaca.

ONDE PROCURAR:

Na quinta (17): os observatórios estarão montados das 11 h às 13 h, no Calçadão da Wenceslau Braz.

Na sexta (18): os observatórios estarão montados das 11 h às 13 h, na Praça Getúlio Vargas; e das 19 h às 22 h, ao lado do Memorial do ET, na Vila Paiva.

No sábado (18): na arquibancada do Estádio 7 de Setembro, na rua Paraná, das 19h às 22h.

A programação completa da Virada Varginha 2018, está disponível no site www.viradavarginha.com.br

Página 2 de 82123456... 82Próximo