Categoria "cursos"
26 jun 2018

Santa Casa de BH oferece treinamento de suporte básico de vida

Arquivado em Cidade, Comportamento, cursos

Suporte Básico de Vida

No dia 7 de julho, a Escola Técnica Santa Casa BH realizará o Treinamento de Suporte Básico de Vida (BLS). A capacitação tem oito horas de duração e trata do reconhecimento e tratamento dos sintomas cardíacos e respiratórios no ambiente pré-hospitalar, incluindo a ressuscitação cardiopulmonar (RCP) e a desfibrilação. Com ênfase na prática, o curso é ministrado em manequins especialmente desenvolvidos para o ensino das técnicas de reanimação cardiopulmonar. O treinamento é direcionado para alunos e técnicos de enfermagem, profissionais e acadêmicos da saúde e varia de R$ 100 a R$ 110. Inscrições pelo santacasabh.org.br e informações pelos telefones (31) 3238-8601 e 3238-8672.

21 maio 2018

Educação a distância em saúde será discutida na Assembleia Legislativa

Arquivado em Comportamento, cursos

 

ensino

A Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) irá debater a educação a distância (EAD) em cursos de graduação na área de saúde. Reunião com esse objetivo está agendada para esta terça-feira (22/5/18), às 14h30, no Plenarinho IV. O requerimento para sua realização é do deputado Ivair Nogueira (PMDB).

Segundo o parlamentar, a justificativa para a reunião é o aumento dos cursos da área de saúde, como enfermagem, totalmente disponibilizados por meio da internet. A possibilidade de instituições de ensino superior ofertarem tais cursos veio em virtude do Decreto Federal 9.057/17.

“O EAD é conhecido por ter democratizado o acesso à educação superior no País, obtendo muitos resultados positivos na última década. Todavia, há uma forte tendência à substituição dos cursos presenciais por cursos a distância, especialmente em áreas que demandam contato com o objeto estudado”, afirmou Ivair Nogueira. O temor é que a qualidade da formação profissional seja prejudicada.

O parlamentar aponta em seu requerimento que o Projeto de Decreto Legislativo 733/2017, do deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP), pretende suspender os efeitos da Portaria n° 11/2017, do Ministério da Educação, que regulamenta o decreto federal sobre o ensino a distância.

Ivair Nogueira também menciona que na Assembleia Legislativa de São Paulo existe um projeto de lei para proibir os cursos de graduação a distância na área da saúde. “Conselhos profissionais e entidades de classe buscam apoio das Casas Legislativas para debater o assunto e encaminhar propostas que visem a equilibrar a oferta de cursos a distância, sem comprometer a qualidade do ensino”, declarou o deputado.

Na ALMG já houve discussões dessa natureza. Em audiência pública da Comissão de Saúde realizada em 15 de maio deste ano, enfermeiros posicionaram-se de forma contrária a essa modalidade de ensino. Nessa mesma reunião, a Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed) argumentou que o EAD é um fator importante para formação profissional em todo o mundo e que países como China e Índia já possuem cerca de 100 milhões de estudantes nessa modalidade.

Entre os convidados para a audiência desta terça estão o secretário de Estado de Educação em exercício, Wieland Silberschneider; o secretário de Educação Superior do Ministério da Educação, Paulo Barone; e o conselheiro do Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais, Victor Hugo de Melo.

Crédito: Assembleia Legislativa de Minas Gerais

09 maio 2018

Profissionais de saúde discutem cuidados com paciente terminal

Terminalidade resiliencia cuidados paliativos

O Serviço de Psicologia do Hospital Madre Teresa promove o seminário “Terminalidade, Resiliência e Cuidado Paliativo”, sábado (19/05), de 8 às 18h, visando discutir a introdução aos cuidados paliativos, os dilemas e angústias das horas finais com apresentação de casos clínicos. A programação terá a participação do psicólogo, psiquiatra e especialista em psicologia hospitalar Alfredo Simonetti.

A terminalidade de vida é um processo de esgotamento das condições de saúde e o reconhecimento da proximidade inevitável da morte. Nesse período, os cuidados paliativos, focando no suporte psíquico-espiritual, alívio de sintomas e controle da dor são essenciais para melhorar a qualidade de vida dos pacientes e familiares. Conforme dados da Organização Mundial de Saúde, entre as principais doenças terminais estão as cardiovasculares (38,47%), seguida pelo câncer (34,01%) e a doença pulmonar obstrutiva crônica (10,26%).

A coordenadora de Psicologia Clínica do Hospital Madre Teresa, Gisele Correa, explica que a discussão sobre o tema é atual e retoma os termos do juramento médico de Hipócrates, no século V antes de Cristo, ratificado em 1948Ç “curar algumas vezes, aliviar quase sempre e consolar sempre”. A preparação adequada de psicólogos, fisioterapeutas, enfermeiros, nutricionistas, assistentes sociais e médicos é essencial ao atendimento humanizado. “Contribuímos para prestar a melhor assistência possível”, destaca.

O evento é aberto a qualquer profissional e estudante da área de saúde, sendo que a inscrição é R$ 220 para profissionais e R$ 110 para estudantes e pode ser feita pelo site www.sympla.com.br. Os profissionais do próprio Hospital devem fazer inscrição pessoalmente no CDEP (Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa do hospital). Confira a programação completa no site www.hospitalmadreteresa.org.br

Página 5 de 71234567