Categoria "saúde"
27 mar 2020

A Hipnose é uma aliada no tratamento de ansiedade

Divulgação

A ansiedade já é considerada um dos principais males deste século. Esta é uma doença que tem a capacidade de desordenar a vida de quem a possui e vem atingindo uma parcela cada vez maior de pessoas. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), esse transtorno atinge cerca de 33% da população mundial. O Brasil está no topo do ranking de países que mais sofrem com essa doença – mais de 9% da população sofre com o problema.

Entre os inúmeros motivos que podem desencadear o transtorno estão os fatores emocionais que se desenvolvem desde a infância ou a partir da vida adulta. Ao procurar tratamento, a opção mais comum é a terapia, que pode vir acompanhada de medicamentos ou não, quando prescrito por um psiquiatra, dependendo do grau de ansiedade do indivíduo.

Porém, esse método não é o único que se mostra eficaz. “Cada pessoa reage de uma maneira a um tratamento. Isso vale para qualquer doença e com a ansiedade não é diferente. Assim como doenças físicas podem ser tratadas com diferentes tipos de especialidade, as doenças psicológicas também”, explica o hipnoterapeuta Thiago Porto.

De acordo com ele, existem casos em que recomenda-se utilizar a hipnoterapia acompanhada de outros métodos para que o paciente obtenha um tratamento ainda mais assertivo e eficaz. “Precisamos considerar todos os aspectos do corpo humano para tratar a ansiedade. Por isso, além da terapia, em muitos casos, é indispensável obter exercícios físicos e emocionais”.

Hipnose como aliada

Nesse contexto, descobrir a causa do problema é fundamental. Thiago explica que a hipnose vai muito além de um simples estado de transe, como muitos ainda imaginam. “É uma excelente prática para tratar a ansiedade. Por meio dela é possível identificar a causa dessa doença no subconsciente. A partir disso, conseguimos eliminar os traumas ou lembranças que são o gatilho para as crises de ansiedade”.

Porém, o especialista afirma que nada é feito com base em achismos ou promessas milagrosas. “Para que realmente dê certo, o paciente precisa procurar auxílio qualificado. É importante pesquisar se o profissional tem certificação e responsabilidade. Além disso, é necessário se comprometer a seguir o tratamento e os comandos do hipnoterapeuta”, destaca.

*Thiago Porto, Hipnoterapeuta, Professor De Hipnose, Master Practitioner em PNL, Coach e Palestrante. É certificado pela OHTC – OMNI Hypnosis Training Center, membro da NGH – National Guild of Hypnosis e membro da IBHEC – International Board Of Hypnosis Education & Certification.

20 mar 2020

Alimentação que favoreça a imunidade do organismo é fundamental em tempos de coronavírus

 

Por Monica Vitorino nutricionistamonicavitorino@gmail.com

WhatsApp (31) 9311 4609

Neste momento de quarentena é crucial fortalecer o sistema imunológico, além de garantir a proteção antiviral. Estratégias alimentares simples e eficientes potencializam nossa imunidade e nos protegem diante às adversidades!
A composição dos alimentos e toda sua riqueza de micronutrientes, fibras e compostos fitoquímicos são imprescindíveis na modulação imunológica.

Então, é o momento de adquirir e/ou reforçar pequenos hábitos que fazem toda a diferença:

– Ao acordar, um shot de água com limão, própolis e gengibre. Também vale óleo de copaíba, óleo de coco, cúrcuma e sempre, o poderoso suco verde, rico em clorofila, minerais e fitonutrientes.

– No café da manhã, inserir 1 ou 2 colheres de sopa de aveia ou levedura nutricional aumenta a oferta de fibras betaglucanas que auxiliam na ativação de células natural-killers. Frutas ricas em vitamina C como a acerola e o kiwi associados à fontes de proteínas de qualidade como grão de bico, quinoa, lentilhas que também são sugestões para compor a primeira refeição do dia.

-No lanche da manhã, o mix de castanhas, amêndoas, sementes de abóbora e girassol pela ótima concentração de zinco, magnésio, vitamina E e selênio. Também o chá de gengibre ou equinácea é bem vindo.

– No almoço, vegetais devem ser a base do prato! Busque consumir pelo menos 3 a 5 cores diferentes, com destaque àqueles de cor verde escura pelo teor de folato, magnésio, fibras, ferro, vitamina C e carotenóides.  Azeite ou óleo de coco para cozinhar devido a composição ótima de ácidos graxos.

– À tarde, como suporte antiviral, chás ricos em ácido cafeico como o chá de sálvia ou sabugueiro auxiliam bastante!
-No jantar, apenas alimentos cozidos ou frutas frescas para facilitar a digestão. Sempre muita cúrcuma, alho e cebola pela alta concentração de curcumina e quercetina.

– Na ceia, chás são ótimas opções: camomila, mulungu, erva cidreira.

A nutrição da alma com meditações, muita água para manter a eletricidade do corpo atuante, respiração profunda, banhos de sol sempre quando possível e a certeza de que tudo é passageiro compõem o menu.

19 mar 2020

Para médicos: Webmeeting sobre diabetes, hipertensão e coronavírus

Arquivado em Comportamento, saúde

A Torrent realizará amanhã, sexta-feira (20 de março), às 19h30, um webmeeting dirigido a toda a classe médica do Brasil sobre “Diabetes, Hipertensão e COVID -19”. Nesse momento turbulento pelo qual estamos passando a Torrent entende que é muito importante auxiliar os médicos com a prestação de serviços, dando-lhes acesso a líderes de opinião da categoria e mostrando as mais recentes e confiáveis informações a respeito do coronavírus e seu impacto nos pacientes que sofrem dessas doenças. Os speakers serão o endocrinologista Dr. Carlos Eduardo Barra Couri, pesquisador da Equipe de Transplantes de Células-Troncos da USP de Ribeirão Preto, o cardiologista Dr. Rui Póvoa, professor de cardiologia e chefe do setor de Cardiopatia Intensiva na Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e o infectologista Dr. Benedito Antônio Lopes da Fonseca, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – USP.

No webmeeting o Dr. Couri falará sobre o diabetes e o coronavírus e a possibilidade de o diabetes poder aumentar o risco de complicações do COVID-19 em até três vezes, enquanto o Dr. Póvoa abordará o artigo publicado no Journal of Hypertension sobre o uso de anti-hipertensivos durante a pandemia. O Dr. Fonseca, por seu lado, conversará sobre o COVID-19 de modo geral, com ênfase nos casos de risco cardiovascular, respondendo ainda às dúvidas dos participantes sobre a pandemia.
Os médicos interessados em participar do webmeeting devem entrar no link https://bit.ly/2IXDx3o às 19h30 de amanhã (20 de março).

Página 3 de 781234567... 78Próximo