Categoria "SUS"
26 set 2018

Santa Casa mobiliza BH no Dia Nacional de Doação de Órgãos

doação-de-orgãos-1

No “Dia Nacional da Doação de Órgãos e Tecidos” (27 de setembro), a Santa Casa BH se une ao MG Transplantes e a outros hospitais transplantadores da capital para divulgar o “Setembro Verde” e a importância da doação de órgãos. Às 10 horas, funcionários farão panfletagem em frente ao hospital (Av. Francisco Sales, nº 1.111) para mobilizar os pedestres sobre a relevância do tema. A partir das 15 horas, a mobilização continuará na Praça da Estação. A programação inclui panfletagem, apresentações musicais e presença dos mascotes do Atlético e do Cruzeiro. Neste mês, a fachada da Santa Casa BH está iluminada de verde em apoio às ações educativas do MG Transplantes.

Considerado o maior hospital transplantador de Minas Gerais, oferece transplante de córnea, medula óssea, rim e fígado e realiza a captação de múltiplos órgãos para doação. A instituição realizou 168 transplantes até setembro de 2018. Deste total, 60 de medula óssea, 15 de fígado, 63 de rim e 120 de córnea. O hospital também se prepara para oferecer transplantes de coração e ossos. A Santa Casa BH está fazendo parte do “Projeto DONORS: Estratégias para otimizar a doação de órgãos no Brasil” do Ministério da Saúde. A iniciativa tem o objetivo de aumentar a taxa de sucesso das doações e a qualidade dos órgãos disponibilizados aos seus receptores.

 

28 ago 2018

Santa Casa de BH inicia processo seletivo 2019 para Residência e Especialização Médica

Arquivado em cursos, SUS

RESIDENCIA_SANTACASAEstão abertas as inscrições para o processo seletivo 2019 para Residência e Especialização Médica e Residência Multiprofissional da Santa Casa BH. Os interessados devem se inscrever até o dia 31 de outubro pelo site www.santacasabh.org.br. A prova será realizada no dia 17 de novembro, em Belo Horizonte, Salvador e São Paulo. O Programa de Residência da Santa Casa BH Ensino e Pesquisa é destinado tanto aos médicos como a outros profissionais da saúde, em caráter de especialização. A modalidade apresenta características de aprofundamento técnico-científico, decorrentes da prática em serviço e de orientações teóricas e práticas, com supervisão e tutoria de equipes especializadas. Informações pelo telefone (31) 3238-8186.

07 jun 2018

Voluntários realizam campanha para incentivar doação de medula óssea, em Betim

doação

A campanha Quinta do Bem, de incentivo a doação de medula óssea, está de volta ao Centro Administrativo João Paulo II. No próximo dia 14 de junho, a quarta edição será realizada na sede do governo municipal de Betim. A campanha é idealizada pela jornalista Flávia Freitas, em parceria com a Fundação Hemominas. Em Betim, as secretarias municipais de Saúde e Comunicação também apoiam a ação. O objetivo do evento é incentivar o cadastro para doação de medula óssea e ajudar a salvar vidas de pessoas em tratamento contra a leucemia.

Para participar, os interessados devem levar o documento de identidade. Qualquer cidadão com idade entre 18 e 55 pode se cadastrar como doador de medula óssea. Ao todo, 50 pessoas serão cadastradas no dia 14. Em seguida, os dados pessoais preenchidos no formulário, juntamente com 5 ml de sangue coletado (similar a coleta de exame de sangue normal), são encaminhados para o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome).

Voluntários da campanha serão responsáveis pelo preenchimento do formulário e será a Fundação Hemominas a responsável pela coleta da amostra de sangue. Os participantes serão convidados a usar lenço (homens) em apoio à causa.

Para o dia do cadastro está confirmada a presença da servidora pública da Procuradoria-Geral, Eliana Santos, doadora compatível, cadastrada na coleta para doação de medula óssea durante a campanha realizada na Prefeitura de Betim, em 2011. Ela realizou o transplante que salvou a vida de um paciente de leucemia morador de Natal, capital do Rio Grande do Norte, em 2015. Haverá também a distribuição dos exemplares da revista em quadrinhos “A Liga da Quinta do Bem”, criada pela Flávia Freitas, que é servidora da Secretaria de Saúde.

Doação

De acordo com o Ministério da Saúde, as chances de encontrar um doador compatível fora da família é de 1 em 100 mil voluntários. Havendo a compatibilidade genética, o Instituto Nacional do Câncer (Inca)/Ministério da Saúde, órgão responsável por manter os dados sigilosos, entra em contato com o doador para confirmar o interesse da doação. Confirmado o interesse, o doador é chamado para fazer exames complementares. Após a realização dos procedimentos, o transplante é agendado.

A doação é realizada em ambiente hospitalar, quando é coletada a medula óssea na região da bacia do doador – ele sentirá um pequeno incômodo passageiro. Para o leucêmico, o gesto de solidariedade representa a esperança de cura. O cadastro é feito nos hemocentros de todo o país. Em Minas Gerais, os interessados devem procurar a Hemominas.
Mais informações no site do Inca: www.inca.gov.br

Página 1 de 1512345... 15Próximo