Facebook Twitter Youtube Google+ Image Map
26 out 2015

Direito animal está na pauta do dia: veja o vlog

Arquivado em Direito Animal, Vlog

direito-animal-copy

Dois assuntos foram destaque nos jornais mineiros, nos últimos dias, com relação ao direito animal: aprovação por unanimidade do Projeto de Lei (PL) do senador mineiro Antônio Anastasia que altera o Código Civil e venda de animais no Mercado Central.  Foram assuntos que despertaram vários comentários, sendo que a maioria deles condena o confinamento e os maus tratos contra os animais domésticos e selvagens. Veja minha análise sobre o assunto no Vlog Saúde do Meio. Quero conversar mais sobre direito animal.

  • Thiago Luiz

    Em 26.10.2015

    É uma pena que o mercado central seja pra muita gente o maior culpado sobre a prática e venda de animais. Creio que seja pelo assunto estar na boca do povo que não conhece bem o Brasil, pois o que se mais vê, principalmente no interior com suas zonas rurais, é a impunidade do tráfico de animais que em sua maioria comercializa animais silvestres vendidos em feirinhas de rua ou mesmo na internet. Esse é o nosso Brasil que não sabemos.

  • Adriana Santos

    Em 26.10.2015

    Thiago, a venda de animais não é uma prática apenas do Mercado Central. No entanto, algumas regras não estão sendo cumpridas pela administração do local. É uma pena, já que o Mercado é símbolo de BH. O mais importante não é apontar culpados, mas sinalizar soluções que garantam o bem estar animal. A sociedade só cresce quando refletimos sobre nossas condutas e relações. Acho que estamos em um momento importante de reflexão sobre o direito animal.

  • ronaldo lacerda

    Em 26.10.2015

    ACHO ENGRAÇADO QUE OS ANIMAIS VENDIDOS NO MERCADO CENTRAL NÃO PERTENCEM A FAUNA BRASILEIRA E NÃO HÁ MALTRATO POR PARTE DOS COMERCIANTES. QUANTAS PESSOAS PRECISAM DE AJUDAR E NÃO HÁ CAMPAINHA NENHUMA. IGUAL QUEREM PROIBIR A CANTIGA A TIREI O PAU NO GATO. MEU DEUS. E, FALTA DE FAZER. DEIXA O MERCADO EM PAZ.

  • Edson

    Em 26.10.2015

    Parabéns pela iniciativa. Deveríamos sim, parar com essa ladainha de que no Brasil é assim mesmo, todo mundo faz isso, etc e etc. Quem sabe se, com esta ação, o restante do Brasil acorda e dê valor à vida dos animais, que em nenhum momento pediram para estar ali confinados e tratados como uma mercadoria qualquer. Estamos falando de vidas, que devem sim, ser tratadas com o devido respeito.

  • Lino Amorim

    Em 26.10.2015

    O problema da venda de animais no mercado central é com o mau cheiro produzido em um ambiente apertado e abafado. Levando em consideração a existência deste comercio no mercado a muitos anos.
    O resto é “mi mi mi” de “defensores de animais” sem algo MELHOR para fazer na vida…

  • Lino Amorim

    Em 26.10.2015

    Olá Adriana,
    você diz que, “precisamos reavaliar nossa relação com os animais” mas,
    primeiro precisamos reavaliar VALORES e nossa própria relação com os seres humanos.
    As “opiniões” atuais estão invertendo a ordem das coisas e estamos nos esquecendo
    do MAIS importante na face da terra: o homem. (Sendo ILÓGICO as opiniões contrárias).
    PRIMEIRO o homem e suas necessidades e depois é claro a boa CONSCIÊNCIA de que,
    maltratar animais é errado ! Trate do homem primeiro e depois o “mundo” será
    um “ambiente” bem melhor !

  • Adriana Santos

    Em 26.10.2015

    Prezado Lino, repensar a nossa relação com os animais não descarta pensar sobre nossa existência. Na minha opinião, somos mais humanos quando nos relacionamos melhor com o planeta Terra. Um grande abraço e volte sempre.

Você deve estar logado para comentar.