Facebook Twitter Youtube Google+ Image Map
04 maio 2020

Melhor morrer de vodca que de tédio!

Mais fragmentos pelos ares de uma quarentena que parece durar uma eternidade…

Os momentos de recolhimento são ideais para repensar velhos costumes, geralmente no período da madrugada, por volta das 3:33 horas;

Mudar os comportamentos cristalizados em nossa mente não é nada fácil, principalmente no início da manhã;

Adquirir um novo hábito também não é uma tarefa tão simples assim. Só funciona nos livros de autoajuda em promoção;

Estamos consumindo mais bebidas alcóolicas, principalmente quando rola uma live nas redes sociais;

Para muitos, a frase faz muito sentido: Melhor morrer de vodca que de tédio! (Vladimir Maiakóvski)

Reclamamos do distanciamento social, mas ficamos, constantemente, irritados com as pessoas que dividimos o mesmo teto;

A ostentação nas redes sociais alimenta a frustação de muitos;

A teoria do medo continua norteando os especialistas mais cartesianos, geralmente comentaristas das grandes emissoras de TV;

Quarentena na casa de praia é mais legal;

Programas de TV chatos estão ainda mais chatos com as lives;

Você deve estar logado para comentar.