Facebook Twitter Youtube Google+ Image Map
31 jan 2020

Santa Casa BH pesquisa doenças hereditárias da retina e esclarece dúvidas à população

Arquivado em Comportamento, saúde

Instituição é a única em Minas a fazer parte do estudo de desenvolvimento de medicamento para doenças raras

As doenças hereditárias da retina causam perda progressiva da visão e ainda nos dias de hoje não possuem tratamento. Em conjunto, afetam 1 a cada 2000 pessoas e são consideradas a maior causa de perda da visão em pessoas entre 15 e 45 anos de idade, impactando na qualidade de vida de milhares de pacientes. Com o objetivo de encontrar novas opções terapêuticas e medicamentos para doenças órfãs da retina como Doença de Stargardt, Retinose Pigmentar e Amaurose Congênita de Leber, desde dezembro de 2019, a Santa Casa BH (SCBH) participa, de maneira inédita, de estudos internacionais multicêntricos.

O estudo envolvendo Doença de Stargardt tem aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa/Conselho Nacional e está em fase 3, quando busca comprovar a eficácia do medicamento em um grupo maior de seres humanos. No Brasil, são apenas dois centros selecionados, sendo a Santa Casa BH um deles.

No dia 1º de fevereiro, a Dra. Fernanda Belga Ottoni Porto, investigadora principal do estudo e especialista em doenças hereditárias da retina, vai realizar uma reunião na SCBH para esclarecer dúvidas a respeito das pesquisas clínicas para Doença de Stargardt para pacientes e familiares.

Os interessados devem se inscrever pelo WhatsApp (31) 99849-6777 ou pelo e-mail pesquisainret@gmail.com. Vagas limitadas.

25 jan 2020

Cabelo comprido: veja 7 cuidados especiais para que tem fios longos

Arquivado em Beleza, cabelo, Comportamento

Há quem diga que o cabelo comprido dá trabalho e que é difícil de domá-lo. Mas seguindo uma rotina de cuidados especiais e usando os produtos certos da maneira correta, fica fácil conseguir um cabelo grande bem modelado, hidratado e com boa aparência da raiz às pontas.

Antes de tudo, é preciso saber que esse tipo de cabelo envolve cuidados que vão além da conhecida hidratação. A rotina passa pela melhor maneira de lavar, pentear, finalizar e até por aquela ajudinha da tesoura. Quer saber mais e colocar tudo isso em prática? É só seguir as dicas!

Lave com o shampoo ideal

O primeiro passo é acertar na escolha do shampoo. Segundo o médico e tricologista, Luciano Barsanti, diretor do Instituto do Cabelo e presidente da Sociedade Brasileira de Tricologia, o cabelo deve ser lavado com shampoo e condicionador de Ph fisiológico – entre 5 e 6 – e com ingredientes naturais na formulação.

Extrato de alecrim, rosas brancas, manteiga de Karité, murumuru, óleos vegetais como o de coco e argan são ótimos aliados. Procure escolher também shampoos com pouca quantidade de detergente lauril sulfato de sódio”, lista Barsanti.

Na hora da lavagem, o especialista aconselha não enrolar o comprimento do cabelo até o topo para esfregá-lo, isso machuca e danifica os fios. Aplique o shampoo no couro cabeludo, massageie bem e deixe ele escorrer pelo comprimento do cabelo. Na hora do condicionador, evite a raiz. E lembre-se: nada de lavar com água quente, o ideal é entre morna e fria – isso evita o ressecamento e a perda de brilho.

Hidrate as madeixas

O ressecamento é um grande vilão dos cabelos compridos, já que a oleosidade natural do couro cabeludo não chega até as pontas. Por isso, a hidratação é essencial para reconstruir os fios e devolver o brilho. “Procure hidrata-los com máscara pelo menos uma vez por semana. Ampolas de tratamento também são ótimas aliadas, mas devem ser usadas exclusivamente no comprimento e nunca no couro cabeludo,” ressalta o tricologista.

Para quem tem o cabelo grande e os fios estão mais ressecados, a Máscara Reparadora, de Natura Lumina é a escolha ideal. Ela reduz o frizz, as pontas duplas e os danos mais leves da ação da poluição e do uso do secador.

Penteie de forma correta

Pentear o cabelo comprido não é uma tarefa fácil e alguns cuidados devem ser levados em consideração. Para quem tem cabelo liso ou ondulado, o recomendado é desembaraçar antes do banho para evitar a quebra dos fios molhados. Já os fios cacheados podem ser penteados na hora do banho e após a aplicação do condicionador – isso evita os nós e deixa os cachos macios.

Aposte no leave-in

O leave-in fecha as cutículas, protege do sol, do calor do secador, ajuda no pentear, dá brilho, diminui o frizz e reduz as pontas duplas”, afirma o especialista.

Por todos esses benefícios, o produto costuma ser um ótimo aliado principalmente de fios ressecados por processos químicos. Além disso, durante o verão, ele é extremamente importante devido à proteção UV. Então, depois de dar aquele mergulho no mar ou na piscina, lave os fios em água doce e aplique o produto.

Protetor térmico como aliado

A escova e a chapinha têm feito parte da rotina de beleza de muitas mulheres. Quem gosta de usar os fios mais lisos precisa se atentar aos cuidados com os cabelos, uma vez que esses acessórios podem tracionar os fios. Para protegê-los é necessário o uso de um protetor térmico.

É aconselhável usar o produto antes da secagem e modelagem para evitar lesões na parte externa dos fios”, afirma o tricologista.

Corte as pontas

Ainda que a ideia seja manter os fios compridos, é aconselhado apará-los a cada 2 ou 3 meses. Isso evita pontas duplas, ressecamento e quebra.

Foque na alimentação!

A força do cabelo comprido também é reflexo de uma alimentação equilibrada, já que muitos nutrientes vêm de dentro para fora. Conforme o especialista, os sais minerais, vitaminas e proteínas são fundamentais para manter a estrutura saudável dos fios. “A alimentação precisa ser variada, com a presença de proteína animal ou vegetal, além de frutas, laticínios, verduras (verde escura, que tem maior quantidade de ferro) e legumes”, explica o especialista. “Ingerir pelo menos de oito a dez copos de água por dia também é fundamental.”

*O médico (ou especialista, se for o caso) consultado nesta matéria foi ouvido como fonte jornalística, não se utilizando do espaço para a promoção de qualquer produto ou marca

Os produtos acima estão disponíveis no meu espaço digital Natura.

24 jan 2020

Cuidar da coluna vertebral é fundamental para uma boa qualidade de vida

Arquivado em Comportamento, saúde

Geralmente, quando falamos sobre estilo de vida saudável, as pessoas pensam automaticamente em atividade física e alimentação balanceada. No entanto, existem outros fatores que precisam ser considerados. Um deles é o cuidado com a coluna vertebral, pois dela dependemos para ter uma boa qualidade de vida.

Segundo o médico ortopedista Daniel Oliveira, especialista em coluna vertebral, problemas na coluna podem refletir no dia a dia das pessoas, prejudicando atividades rotineiras como trabalhar, limpar casa, sair com os amigos e até se movimentar com segurança.

“A coluna é o maior complexo músculo-articular do corpo humano. Ela é responsável por nos deixar em posição ereta, sustentar nossa cabeça e membros, assim como proteger parte do nosso sistema nervoso. É formada por discos, músculos, ossos e ligamentos, por isso sua saúde é tão importante.”

Ainda de acordo com Daniel Oliveira, existem cuidados que devemos tomar para prevenir e amenizar a temida dor nas costas, entre eles: a prática regular de atividade física, a utilização de calçados confortáveis, atenção a uma boa postura, fazer uso de cadeiras com encosto anatômico, não ficar muitas horas parados na mesma posição e, claro, procurar um especialista caso haja alguma dor persistente na região.

A falta de cuidado ao longo da vida pode resultar em hérnias de disco, lombalgias, osteartrose e dores ciáticas. O tratamento pode incluir mudanças nos hábitos de vida, medicamentos, fisioterapias e, em alguns casos, cirurgias.

Atualmente, segundo o ortopedista, existem procedimentos minimamente invasivos para tratamento de hérnias de disco e compressões medulares, que podem substituir as grandes cirurgias de coluna tradicionalmente usadas, trazendo muitos benefícios para os pacientes.

“A endoscopia de coluna é uma evolução da cirurgia tradicional, que permite acessar a coluna de maneira direta, através de endoscópicos associados a câmeras de alta resolução, onde o cirurgião de coluna consegue ver e remover a hérnia de disco com cortes menores que 1 cm.”

O resultado, de acordo com Daniel Oliveira, é um pós-operatório com pouca dor, alta no mesmo dia e retorno rápido às atividades profissionais e da rotina diária.

“Com essa técnica, toda estrutura articular, muscular e ligamentar da coluna permanece praticamente intacta e não geramos instabilidade adicional. Assim, evitamos a necessidade do uso de parafusos e implantes em muitos casos”, finaliza o especialista.

Página 4 de 2371 ...12345678... 237Próximo