Facebook Twitter Youtube Google+ Image Map
04 jul 2019

Biblioteca acessível: um direito de todos

Por Marília Paiva, presidenta do Conselho Regional de Biblioteconomia – 6ª Região (MG/ES)

Os livros contribuem para a formação intelectual e pessoal durante toda a vida, mas de modo especial, em relação a crianças em processo de alfabetização. O ideal é que a apresentação da literatura ocorra de forma integral, inclusive envolvendo pessoas com necessidades especiais.

O Brasil ainda está longe de se tornar um país de leitores. Conforme o último estudo Retratos da Leitura do Ibope, 44% dos brasileiros não têm o hábito de ler e 30% nunca, sequer, compraram um livro. O que torna esse retrato ainda pior é a falta de acessibilidade a leitores deficientes. De acordo com o IBGE, 23,9% de brasileiros são portadores de algum tipo de deficiência, sendo que 6,6% deles são visuais.

Uma biblioteca acessível acolhe o maior e mais diverso público para oferecer o mesmo serviço, independentemente de limitações físicas ou intelectuais. Infelizmente, a falta de investimento ainda resulta na realidade de que são poucas as bibliotecas com obras adaptadas ou aparelhos que possibilitem a leitura e prédios planejados para receberem deficientes físicos.

À primeira vista, parece que as mudanças para atender a democratização da literatura são um pouco complexas. Entretanto, as alterações podem ser feitas de forma gradativa, mesmo em caso de recursos financeiros escassos. Além do mais, uma das barreiras mais importantes a se superar são as barreiras comportamentais, que envolvem as reações e as relações com os usuários com deficiência. Para romper essas barreiras a informação e a formação dos mediadores nas bibliotecas são as providências mais importantes, e nem sempre dependem de algum dinheiro.

A internet tem algumas videoaulas e contação de histórias em libras que podem auxiliar no atendimento a pessoas com deficiência auditiva e também existem aplicativos, como o Eye-D, possibilitando a leitura de livros para portadores de deficiência visual, além dos já antigos audiolivros (quem se lembra dos disquinhos coloridos de décadas atrás?).

Os exemplos são vários, alguns apenas paliativos que podem auxiliar na rotina da biblioteca e não uma solução efetiva. Entretanto, já são um caminho, considerando que o mais importante é todos entenderem a importância da democratização do acesso à cultura escrita, buscado efetivamente minimizar o problema, que não se limita só aos portadores de necessidades especiais, mas os brasileiros em geral.

Os obstáculos ainda são muitos para se ampliar o acesso ao livro e a acessibilidade no Brasil, mas não podem e devem ser superados. A leitura é importante para a formação e orientação de qualquer cidadão, pois permite acessar o conhecimento e contribui para uma maior evolução social e aí, sim, secundariamente, melhorar a posição brasileira no ranking mundial de leitores.

03 jul 2019

Shopping recebe a exposição sobre as primeiras formas de vida até o surgimento do homem

Arquivado em Cidade, Comportamento

A exposição Terra de Lund será realizada nos dias 6 a 21 de julho, no Shopping Monte Carmo, em Betim, com o objetivo de explorar as primeiras formas de vida que surgiram no mar, desde as formas de vida simples, unicelulares, primitivas até a evolução de organismos mais complexos e o surgimento das plantas nos continentes.

É possível visualizar toda essa transição por meio de fósseis de invertebrados marinhos, em destaque as trilobitas, que povoavam os mares durante o período Devoniano (416 milhões e 359 milhões de anos).

Do ambiente oceânico primitivo, entramos em uma era de transição da vida aquática para a terrestre, ainda na Era Paleozoica (542 milhões e 251 milhões de anos atrás). São vistos registros de vegetais e dos primeiros peixes e anfíbios. E chegamos a um estágio próximo a florestas, que marca o início da Era Mesozoica (251 milhões e 65,5 milhões de anos atrás). Aqui surgem os primeiros animais terrestres, com variados fósseis dos períodos Triássico, Jurássico e Cretáceo. Onde reinaram os temíveis dinossauros.

O destaque da exposição fica para o período em que surgiram os primeiros hominídeos, há 4 milhões de anos na África. Réplicas de fósseis, ferramentas pré-históricas, utensílios de caça e artefatos decorativos. Um mergulho na arte rupestre e nas tradições dos primeiros humanos.

A exposição faz uma homenagem ao pai da paleontologia, arqueologia e espeleologia. Peter W. Lund (1801-1880), naturalista dinamarquês que descobriu centenas de espécies extintas e a presença do homem pré-histórico na região de Lagoa Santa, MG. Peter W. Lund escavou milhares de fósseis. O visitante vai conhecer mais sobre o estudo das cavernas com as maquetes e representações sobre os processos geológicos.

Há vários banners e displays que complementam a exposição, que é ricamente ilustrada e com mais de 200 peças, sendo algumas únicas. Para as crianças, a parte lúdica fica com a turminha da Terra de Lund, com livros, atividades e exibição do desenho animado, “Terra de Lund, a pedra do espaço”. Um passeio pelo mundo fantástico da pré-história. Aventura e conhecimento. O projeto é uma realização do jornalista mineiro Paulo Baraky Werner.

SHOPPING MONTE CARMO
Av. Juiz Marco Túlio Isaac, 1119 – Ingá Alto, Betim – MG
02 jul 2019

Sol, Lua e Prosperidade estão favoráveis no mês de julho

Arquivado em Comportamento

Os astros estão bem favoráveis durante o mês de julho. Alguém duvida? Algumas partes da América do Sul e do Oceano Pacífico vão poder  observar, a partir das 16h48 de hoje (2) um dos fenômenos mais esperados da astronomia: o eclipse total do Sol. É quando a Lua fica entre a Terra e o Sol, ocultando total ou parcialmente a luz solar em uma faixa terrestre.

No Brasil, o fenômeno poderá ser visto em alguns estados, mas apenas de forma parcial. Segundo o Observatório Nacional,  os lugares com melhor visualização são: Porto Alegre, onde o sol terá 75% de sua área sombreada pela lua, a partir das 16h48; Florianópolis (60%, com início às 16h53), Curitiba (55%, com o eclips iniciando às 16h55), Campo Grande (46% – início às 16h56), São Paulo (46% – início às 17h), Rio de Janeiro (40% – início às 17h03). O próximo eclipse total do Sol só poderá ser visto em 12 de agosto de 2045 no Nordeste brasileiro.

O eclipse é uma poderosa força da natureza, quando Sol, Lua e Terra estão em perfeito alinhamento. O fenômeno celeste é prenúncio de transformações e momentos de extrema sensibilidade e receptividade. Portanto, aproveite a oportunidade para estabelecer uma conexão com a Inteligência Superior.

Lua Nova em Câncer

Hoje, às 16h16, ocorre a Lua Nova em Câncer. É momento de ouvir o coração e prestar mais atenção nas coisas que fazem sentido na nossa vida. O período é de inspiração, indicando um novo ciclo. Fase boa para começar todo tipo de atividade, além dos rituais de prosperidade.

Ritual da Prosperidade  

Este ritual está especificado na Bíblia: Números, 28: 14, segundo o cabalista Carlos Rosa, e deve ser realizado mensalmente quando da entrada da Lua Nova, a fim de atrair prosperidade à empresa, escritório/e ou residência. “Claro, os tempos são outros e a “matança” de animais é completamente desnecessária, sendo substituída por outros elementos condizentes com os tempos atuais”, explica Rosa no site Academia Brasileira de Numerologia Cabalista.

Material necessário/valor médio:

* 1 Vela de Sal: R$ 17,00

* 1 Vela desmancha-tudo: R$ 12,50

* 1 Vela da Prosperidade: R$ 8,00

* 1 perfume energético com pedras de Turmalina Negra: R$ 12,50

* Incenso (flor-de-laranjeira): R$ 2,00

* Desodorizador de ambientes: R$ 26,00

* Pedras

* 3 banhos energéticos

* Semente de São Cipriano – contra inveja (opcional)

Procedimento: no site  www.academiabnc.com.br 

Página 5 de 2061 ...123456789... 206Próximo