Facebook Twitter Youtube Google+ Image Map
25 set 2019

Parapsicologia ou metapsíquica

Por Dr. João Jorge Cabral Nogueira parapsicojoaojorgecabral@yahoo.com.br * A Parapsicologia ou metapsíquica é uma ciência que estuda os fenômenos ditos Paranormais (quer dizer: ao lado dos normais, logia: ao lado da Psicologia). Foi uma ciência criada para tentar explicar os fenômenos que não se encaixavam dentro das leis da natureza (uma levitação, por exemplo, que contraria a lei da gravidade).

Desde o início da humanidade existem fenômenos não explicáveis para o conhecimento da época. Atualmente, por exemplo, a telepatia é provada cientificamente pela física quântica como normal, mas ainda continua na classificação como paranormal. Em toda a história da humanidade aparecem descrições de possessões, curas milagrosas, visões celestiais, audição de vozes com mensagens dos céus, etc.

A classificação é muito grande, temos a escola materialista, a espiritualista, a eclética e a teórica, mas podemos dividir os fenômenos em dois grupos: os psi-gama do espírito e os psi-kapa do corpo. Na descrição dos fenômenos vocês vão entender essa divisão que não serve para nada, só para normatizar os fenômenos.

Para muitas universidades como a de Duke a parapsicologia é uma ciência, mas há muito preconceito e alguns ainda a acham um misticismo.

Todos nós apresentamos em maior ou menor grau fenômenos parapsicológicos que às vezes interpretamos como esquisitos e não nos importamos (Um pesadelo premonitório, por exemplo). Também podemos desenvolver nossas capacidades paranormais adormecidas. Existem cursos para isso, mas vai depender da sensibilidade de cada um, do dom de cada um, uns já nascem prontos e outros têm que se fazer.

Existem muitos fenômenos que se confundem com doenças mentais, então vamos expor cada um fazendo a distinção entre os dois quando necessário. Ora falaremos dos fenômenos, ora dos autores que pesquisaram esses fenômenos.

Possessão

Em todas as épocas houveram fenômenos de possessão. Na Bíblia encontramos muitas referências. Na idade média, porém, houveram várias epidemias sendo a mais famosa a Dança de São Vito, na Alemanha, onde as pessoas possuídas davam as mãos e dançavam freneticamente pelas ruas até se deixarem vencer pela fadiga e exaustão. Faziam parecer muito com os ataques epileptiformes de hoje, porque ficavam bons depois dessa catarse sem nenhum exorcismo.

Mesas falantes

Foi William Crookes, nascido em 1832, membro da Real Sociedade de Londres, foi o pioneiro no estudo em laboratório das famosas mesas falantes de sua época. As pessoas acreditavam que os espíritos se comunicavam através delas. Elas também foram estudadas por Alan Kardec, o codificar do espiritismo.

Charles Richet: Richet, nascido em 1850, foi premio Nobel em 1913, estudou e publicou trabalhos sobre clarividência, transmissão de pensamento e diagnóstico de doenças somente com a sensibilidade psíquica. Em 1922 publica o seu Tratado de Metapsíquica, importante obra até hoje.

Joseph Banks Rhine: Rhine, nascido em 1950, foi um botânico estadunidense, fundador da investigação científica na parapsicologia como um ramo da psicologia, fundador do laboratório de parapsicologia na Universidade de Duke, foi um pioneiro nos estudo da Percepção Extra Sensorial como Telepatia, Clarividência, Pré-cognição e Psicocinese. Todos os estudiosos de Parapsicologia já ouviram falar das cartas Zener nos trabalhos de pesquisas feitos por Rhine. Foi o nome mais importante dentro do início da Parapsicologia ainda na época denominada Metapsíquica.

Vamos à Classificação de Richet:

CRIPTESTESIA,  percepção fora do alcance do sensório comum como:
Telepatia: transmissão de pensamentos entre duas pessoas.

Clarividência: visualização de ocorrências distantes sem interferência do sensório.

Clariaudiência: percepção de sons e palavras sem interferência do sensório.

Pré-cognição: conhecimentos de fatos ainda não acontecidos.

Retro-cognição: conhecimento de fatos passados sem interferência do sensório.

Transposição de sentidos: leitura com os dedos, fotos sensibilidade cutânea, etc.

DESDOBRAMENTO ASTRAL: viajar a outros lugares numa espécie de transporte. Temos no Brasil o trabalho do Waldo Vieira chamado Projeciologia que ensina a desenvolver esse fenômeno.

XENOGLOSIA: faculdade de certas pessoas de falarem, em transe, uma língua desconhecida. Dentro do contexto religioso temos o “falar em línguas” dos Pentecostais evangélicos e Carismáticos católicos.

DUPLA PERSONALIDADE: fenômeno e que a pessoa assume caracteres de outra personalidade por períodos diversos. Tive uma paciente que desenvolveu três Personalidades por traumas na infância, por técnicas regressivas (hipnose) ao conseguirmos tratar os traumas as personalidades desapareceram.

MEDIUNIDADE: capacidade de um sensitivo (médium ou paranormal) incorporar o espírito de outra pessoa morta. É o fundamento da doutrina espírita compilada por Kardec.

TELECINESIA: capacidade por ação da energia mental ou concentração do pensamento influir no deslocamento de objetos a distância.

LEVITAÇÃO: movimentos de corpos pesados contra a ação da gravidade, muito citada na comunidade indu entre brâmanes e yogues.

BILOCAÇÃO: desdobramento astral, mas sendo visíveis os dois corpos ao mesmo tempo em lugares diferentes. Conta-se que Santo Antônio fazia sermões ao mesmo tempo em Lisboa e Pádua sendo conhecido por Santo Antônio de Lisboa em Portugal e Santo Antônio de Pádua na Itália.

ECTOPLASMIA: onde há intervenção do ectoplasma, substância geralmente eliminada pelo médium.

POLTERGEIST: é variação da telecinesia, é uma psicocinesia que é a movimentação de pequenos objetos contras as paredes, quebrando vidraças, abrindo e fechando gavetas, etc.

Há a interpretação que são espíritos brincalhões, mas eu tive um caso em que era uma jovem que produzia esses fenômenos após um trauma. Resolvido o trauma os fenômenos cessaram. A sua casa vivia com papelões nas janelas, comiam em prato de papelão e copos de plástico porque tudo voava e quebrava.

Todos esses fenômenos podem ser de uma magnitude que a pessoa consiga lidar com eles. Mas se forem de uma magnitude que não aja como lidar com eles, então precisam ser trabalhados como no caso da jovem que apresentava psicocinesia.

Quando houver necessidade de tratamento procurar um parapsicólogo seja ele um psiquiatra ou psicólogo que entenda desses fenômenos. No caso de possessões encaminhar para um centro que façam a desobsessão.

Haveria muito mais a falar, mas o tema é muito grande e ficamos por aqui desejando que vocês se interessem pelo tema e busquem mais informação.

  • O autor é médico e psicoterapeuta transpessoal. Estudou parapsicologia nos anos setenta com Padre Quevedo, fez whorkshops com o parapsicólogo Stanley Krippner, estudou estados alterados de consciência com o médico transpessoal Stanilav Groff, com os físicos quânticos Amit Goswami e Harbans Aarora, e com os neurocientistas Karl Pribram e Francisco Di Biase. Professor até este ano do curso de Psicopatologia na visão dos fenômenos paranormais confundidos com doença mental no Curso de Pós-graduação de Psicologia Transpessoal em Belo Horizonte. Diretor do Flor do AmanheSer de Medicina integral. Professor dos cursos de Pós-graduação de Hipnose e Psicologia Transpessoal. Autor dos livros: Autoscopia, Criança de Luz e Ciência e Espiritualidade.

Você deve estar logado para comentar.