17 ago 2016

A união faz a força: Muro da Gentileza recebe apoio das empresas

Arquivado em Cidade, Meio Ambiente
muro da gentileza 17

“Três coisas agradam a todo o mundo: gentileza, frugalidade e humildade. Pois os gentis podem ser corajosos, os frugais podem ser liberais e os humildes podem ser condutores de homens” (Texto Taoísta)

Muro da Gentileza Dona Pequetita, em Vespasiano, Região Metropolitana de Belo Horizonte, recebe o apoio das empresas amigas da cidade. A rede de solidariedade contagia mais pessoas e empresários, fortalecendo a vontade popular de participar da construção de uma cidade com mais qualidade de vida.

O Laboratório São Lucas abraçou a causa, cedendo um espaço  para as reuniões do grupo de ação do projeto voluntário e para guardar as doações recebidas em favor do projeto, além de molhar o jardim da praça todos os dias. Os funcionários organizam as doações de forma voluntária. Eles foram convidados para participar e aceitaram colaborar com a causa.

A preocupação com a iluminação da praça será em breve lembrança do passado. A empresa Lara Engenharia se comprometeu a resolver o problema da iluminação, repondo as lâmpadas dos cinco postes da praça que estão quebradas. O local vai receber uma limpeza reforçada para a próxima atividade cultural no dia 7 de setembro, Dia da Independência do Brasil, além do reforço da pintura que faltava.

lara
 

Os moradores abraçaram a iniciativa. Até mesmo pessoas que visitam a cidade ficam entusiasmadas com o Muro da Gentileza. Sobram elogios e palavras de gentileza. Veja o depoimento de um missionário religioso de São Paulo.

O Muro da da Gentileza Dona Pequetita é uma iniciativa popular com o objetivo de promover a cultura de paz e não violência da cidade. Lá, os interessados podem deixar roupas, livros, objetos para serem doados. O espaço também é ocupado por atividades culturais.

rose

27 jul 2016

Gentileza e generosidade são atitudes que fluem do amor

Arquivado em Cidade
flavia2

Foto: André Luppi (Estúdio Setenta e Sete)

Gentileza é uma atitude amorosa que alimenta a paz interna e contribui para o bem estar do outro. É uma virtude aliada ao desapego, por isso faz tão bem para o espírito. E o melhor de tudo é o efeito contagiante, inspirando outras pessoas na mesma corrente. E assim construímos a cultura de paz e não violência.

Generosidade deriva do latim generosĭtas e refere-se à inclinação (tendência) para dar e partilhar acima de qualquer interesse ou utilidade. Portanto, é algo que flui do amor.

Veja alguns exemplos. Mas podemos aumentar a nossa lista infinitamente. Os pequenos gestos fazem toda a diferença. Podemos ser gentis e generosos de várias formas, maneiras, estilos e gostos. É uma questão de atitude, ação e coração.

  • Alimentar animais abandonados
  • Reunir amigos para coletar o lixo de uma praça abandonada
  • Evitar sacolas plásticas nos supermercados
  • Doar livros que já foram lidos
  • Doar sangue nos hemocentros
  • Reconhecer o sucesso de um amigo
  • Ser pontual nos compromissos. Se atrasar, avise
  • Prestigiar os talentos dos amigos e dos artistas
  • Ser educado no trânsito, evitando conflitos desnecessários
  • Escutar com atenção as reivindicações dos filhos, dos amigos e dos familiares
  • Deixar o celular no silencioso ou desligado em ambientes com pessoas doentes ou recém nascidos
  • Evitar julgar ou criticar as pessoas em situações de crise, evitando possíveis desentendimentos
  • Valorizar as pessoas que trabalham na limpeza da cidade, na portaria do prédio, no policiamento das ruas.
  • Seja uma empresa que valorize as sugestões e as críticas do consumidor com agilidade e criatividade
  • Contribua para a limpeza de parques e praças
  • Elogie as atitudes positivas do seu companheiro (a) de vida
  • Respeite as limitações físicas e emocionais das pessoas.
  • Inspire fundo. Prenda a respiração 4 segundos. Expire com calma. Dica importante quando estamos dominados pela raiva. Fique calmo e seja feliz, a melhor forma de cultivar generosidade e gentileza no nosso planetinha.

“É com muito amor e carinho que compartilho o vídeo que gravei em homenagem à uma grande amiga que está em tratamento contra o câncer de mama e à todas as mulheres que estão na luta contra o câncer. Meu muito obrigada à todos os amigos que de forma voluntária doaram seu tempo, dedicação e sensibilidade para a realização do vídeo, aos meus familiares e esposo. Que a empatia e a solidariedade estejam presentes em nossas vidas. O vídeo é uma surpresa para minha amiga, que ficará sabendo da transformação em homenagem a ela a partir desta postagem” Flávia Freitas, jornalista

livro Stefano Ferrara

“Minha contribuição para a campanha “Esqueça um livro, espalhe conhecimento” que está acontecendo hoje 25/07! Esqueça” um livro também!” Stefano Ferrara, empresário e apaixonado por animais (Facebook)

daniela

“A minha ideia era só levar alguns brinquedinhos e olha só no que deu!!!!! Muitas e muitas doações pra brinquedoteca do Hospital Infantil João Paulo II. Sem palavras pra agradecer todo mundo que contribuiu! Um gesto tão simples mas que arranca sorrisos e traz alegria pra essas crianças que passam meses e meses internadas aqui. Isso sim não tem preço!!!! Muito feliz!!!! Obrigada a todos!!!” Daniela Kayser, estudante de Medicina, com a ajuda da escola Vespanito

liga da justiça

Projeto Social Liga da Justiça/BH começou com uma brincadeira entre amigos na  Volta Internacional da Pampulha, vestidos de super-heróis. Não demorou muito para que os heróis assumissem a verdadeira missão: levar alegria, solidariedade e amor para quem precisa, principalmente pessoas internadas por algum problema de saúde. A primeira visita hospitalar foi em 2013, no Hospital Militar e, desde então, o projeto só cresce.

IMG_5633[1]

Muro da Gentileza Dona Pequetita, em Vespasiano, Região Metropolitana de Belo Horizonte, no início, serviu como espaço para doações de roupas, sapatos e acessórios. A iniciativa realizada por voluntários cresceu e conquistou a confiança dos moradores. Novas ideias surgiram. O muro, a praça e os bancos, jardins e a iluminação passam por processo de revitalização. O objetivo é deixar a cidade mais humanizada e solidária.

OVO

“Nós que somos da área de marketing e comunicação têm brilho nos olhos quando vivenciamos ações de atenção e cuidado com o consumidor… falhas nos processos podem acontecer, entretanto a conduta da empresa na tratativa de uma queixa por mais simples e menor que seja, faz toda diferença, e precisa ser compartilhado!! Estou encantada com o atendimento recebido!” Kylia Isabela Lopes Cota (Facebook)

noiva

Arquivo pessoal/Reportagem Portal UAI

Buffet dá o cano em casamento e noivos fazem festa com bolo de padaria e copo descartável. Quando o fornecedor não apareceu, os convidados se mobilizaram para comprar salgados, doces e bebidas e garantiram o resto da comemoração.
O grande dia da administradora Raquel Ramos Santana Melo, 31 anos, e do advogado Daniel Carreiro Miranda, 28, foi marcado pela desonestidade de um buffet contratado para o casamento. A data só não foi totalmente estragada por causa da solidariedade de parentes e amigos, que improvisaram o resto da festa. (Portal Uai)
divulgação

Divulgação

Nos Estados Unidos, uma garota estava prestes a completar 11 anos de idade quando se comoveu com a história de um cachorro bem doente. Então, ela decidiu abrir mão de seus presentes de aniversário e pediu que seus amigos e familiares fizessem doações financeiras para ajudar o animal. A adolescente arrecadou 250 dólares. (Fonte: ANDA)

IAB-MG recebe indicações para o Prêmio Gentileza Urbana 2016

O Prêmio IAB-MG de Gentileza Urbana foi concebido, desenvolvido e lançado pelo Departamento de Minas Gerais do Instituto de Arquitetos do Brasil há 22 anos. O objetivo desde então, tem sido estimular iniciativas diversas, tanto de pessoas físicas quanto jurídicas, que contribuem para a melhoria da qualidade de vida urbana.

Podem concorrer as iniciativas reconhecidas e indicadas pelas comunidades, instituições e entidades civis de natureza privada, e também as iniciativas que, mesmo desconhecidas do grande público, configurem-se como “Gentileza Urbana”.

Prazo para indicação: até o dia 15 de agosto de 2016.  Como: preenchimento de formulário eletrônico disponível AQUI. Cerimônia da premiação: 03 de setembro de 2016, às 14 horas, no Museu de Arte da Pampulha, em Belo Horizonte, participação gratuita.

São seis (6) categorias, entre elas: GENEROSIDADE: Praticas cotidianas individuais de pessoas que doam o seu tempo em prol da vida de outrem. Altruísmo, voluntariado, bondade, compreensão da dimensão humana existente na vida social e CIDADANIA: Gestos coletivos ou individuais, voluntários que contribuem para a melhoria da qualidade de vida e a vida a comunitária ressaltando a importância da participação individual ou coletiva na vida das comunidades; Clique aqui para acessar o edital

20 jun 2016

Quando Dr. Fritz me pediu um abraço, senti o amor além da vida

uai

Arquivo Portal UAI

Em um sábado frio e iluminado por um sol sereno fui motivada por meio do amigo João Batista da Mota, estudioso sobre fenômenos transcendentes,  a visitar a Fraternidade Olhos da Luz, em Sabará, região metropolitana de Belo Horizonte e conhecer de perto, por meio da médium Eliane Gonçalves, a energia divina do espírito do Dr. Fritz. Não fui como jornalista infiltrada ou convidada – interessada no funcionamento do local, mas como todos aqueles que procuram o conforto do espírito e o crescimento da consciência universal.

João me alertou que o local recebe em média no fim de semana 2  mil pessoas, entre mulheres, homens, idosos e crianças. Todos buscam, por meio da fé, a cura das dores físicas e espirituais. E me disse ainda que Dr. Fritz começa o atendimento às 6 horas da manhã e só encerra as atividades quando todos recebem o atendimento, sem distinção de raça, religião, preferência política, gênero ou situação financeira. E mais, sem hora para terminar.

Ninguém precisa se preocupar com dinheiro, porque lá o atendimento é gratuito, além das medicações, do café da manhã e de  uma sopa de legumes deliciosa feita por voluntários amáveis. Amigos e amigas, a sopa realmente esquenta o corpo e a alma. A Fraternidade recebe doações para manter há 16 anos as atividades de puro amor incondicional aos seres encarnados e desencarnados.

O amor está no local. Os voluntários de várias idades, inclusive adolescentes, ajudam a transmitir o clima agradável  de cura do local. Tudo é muito organizado. Impressiona a rapidez em solucionar problemas e prestar informações. Confesso que apesar do volume de pessoas, tive a paciência e a serenidade necessária para esperar minha vez. Somos envolvidos por músicas evangelizadoras, palavras confortantes e uma energia de cooperação.

Chegou a minha hora… Fui conduzida pelas mãos de um gentil voluntário até Dr. Fritz. Quase não me lembrava mais das minhas queixas individuais (físicas e emocionais). Na realidade, se fosse possível, gostaria de ajudar na cura das pessoas que estavam ali.

A emoção tomou conta e só consegui suplicar por mais consciência na minha vida e ter a oportunidade de ser mais solidária. Meus olhos arderam muito. Pensei que não iria conseguir enxergar. Ele cuidou dos meus olhos com uma limpeza profunda e fez dois curativos: um do lado  do coração e o outro perto do estômago.

Para me acalmar, ele me pediu um abraço. Fiquei simplesmente tomada por um amor universal, para além da vida. Ele me disse com a voz firme de um alemão em missão: “posso fazer um pedido?”. Leia todas as noites a Oração aos Anjos Guardiões e Espíritos Protetores” – Evangelho Segundo o Espiritismo – Allan Kardec.

IMG_5584Tive dificuldades de sair da maca, mas com a voz firme, Dr. Fritz determinou: “ela sabe caminhar sozinha”. Quando fui conduzida até a saída, a voluntária que apoiava o atendimento me entregou o livro “Evangelho Segundo o Espiritismo” e  me disse que era um presente do Dr. Fritz. Sem palavras. Não tenho palavras para descrever meus sentimentos de gratidão.

ev2

 

Em publicação no Portal UAI em 5 de maio de 2014 (primeira equipe de reportagem a escrever sobre o assunto) 

Segundo o espiritismo kardecista, Adolph Fritz é alemão, estudou medicina e foi mandado para o “front” na Primeira Guerra Mundial, como médico-cirurgião. Na época, com poucos recursos, fez diversas cirurgias. Desencarnou durante a guerra e seu espírito foi chamado por seus superiores espirituais a descer à Terra, onde seria mais útil. No Brasil, ele se manifesta há mais de 60 anos. O fenômeno, no qual uma entidade espiritual se comunica por meio da voz e do corpo de um médium, é chamado na doutrina espírita de psicofonia.

E foi em 1998 que o espírito de Adolph Fritz se manifestou pela primeira vez na Instituição Casa de Auxílio e Fraternidade Olhos da Luz, que na época funcionava no Bairro Esplanada, na capital. A psicofonia ocorreu em um jovem médium de Brasília, que acompanhava uma das reuniões espíritas da casa. Doutor Fritz, então, atendia as pessoas e nos pediu um lugar maior para desenvolver seu trabalho, mas deveria ser às margens do Rio das Velhas, por causa da energia do lugar.

Página 2 de 41234