Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; afcwidget_perfil has a deprecated constructor in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/widgets.php on line 40

Deprecated: Function create_function() is deprecated in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/widgets.php on line 103

Warning: Declaration of Walker_Nav_Menu_Dropdown::start_lvl(&$output, $depth) should be compatible with Walker_Nav_Menu::start_lvl(&$output, $depth = 0, $args = NULL) in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/funcoes-gerais.php on line 52

Warning: Declaration of Walker_Nav_Menu_Dropdown::end_lvl(&$output, $depth) should be compatible with Walker_Nav_Menu::end_lvl(&$output, $depth = 0, $args = NULL) in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/funcoes-gerais.php on line 52

Warning: Declaration of Walker_Nav_Menu_Dropdown::start_el(&$output, $item, $depth, $args) should be compatible with Walker_Nav_Menu::start_el(&$output, $item, $depth = 0, $args = NULL, $id = 0) in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/funcoes-gerais.php on line 52

Warning: Declaration of Walker_Nav_Menu_Dropdown::end_el(&$output, $item, $depth) should be compatible with Walker_Nav_Menu::end_el(&$output, $item, $depth = 0, $args = NULL) in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/funcoes-gerais.php on line 52

Deprecated: O método construtor chamado para WP_Widget em afcwidget_perfil esta depreciado desde a versão 4.3.0! Utilize __construct() no lugar. in /home/saudedom99/public_html/wp-includes/functions.php on line 5304
apresentadores de televisão em acidente aéreo ◂ Saude do Meio
Notice: Undefined index: imgPadrao in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/inc/head.php on line 26
27 maio 2015

Não é a primeira vez que a família Huck utiliza o SUS

Arquivado em SUS

luciano

Não é a primeira vez que a família Huck utiliza do SUS e, provavelmente, não será a única. Não é praga, meus amigos! É informação! Com certeza o casal foi à farmácia adquirir um medicamento, vacinou os filhos pequenos, fez uma compra no supermercado, foi à padaria, cuidou da aparência e das unhas em um respeitado salão de beleza, embarcou e desembarcou nos terminas internacionais dos Aeroportos. Não fiquem espantados, infelizmente, os brasileiros não têm essa informação disponível nos meios de comunicação. É incrível, mas até hoje, depois de 27 anos, muitos dizem que enfrentam as longas filas do INAMPS (criado pelo regime militar em 1974).

Levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em fevereiro de 2011, indica que boa parte da população ainda desconhece a amplitude do SUS: 34,3% afirmaram nunca ter usado o sistema — o que é pouco provável. A iniciativa apontou que a avaliação positiva do SUS se dá por quem utiliza os serviços assistenciais. O sistema público de saúde recebeu melhor avaliação de quem declarou tê-lo utilizado (68,9%) do que daqueles que afirmaram não fazê-lo.

Outro equívoco é achar que o SUS “é coisa do PT”, assim como o programa de governo Bolsa Família. O SUS é uma política de Estado, resultado de conquistas, movida pela determinação de bravos sanitaristas, políticos de partidos diferentes, movimentos sociais, intelectuais. O SUS é garantido pela Constituição de 1988 e regulamentado dois anos depois, pelas leis 8.080 e 8.142.

Poucos conhecem sobre a abrangência e os pilares que norteiam o SUS, até mesmo os comentaristas sobre saúde. Meu querido e eterno professor, o jornalista Valdir Oliveira, desde 2000 já chamava atenção para uma pesquisa realizada em 1998, que mostrava que a maioria dos entrevistados não sabia definir com precisão o significado da sigla SUS. No artigo publicado na edição de agosto de 98 da revista Interface (www.interface.org.br) — voltada a comunicação, saúde e educação —,  ele apontava que as principais imagens e informações divulgadas pela mídia sobre o sistema realçavam aspectos negativos, impedindo que o SUS criasse para si melhor imagem na esfera pública.

Para finalizar, o Sistema Único de Saúde é para todos: ricos, pobres, famosos ou anônimos. Até mesmo aqueles que condenam a Saúde do Brasil utilizam os serviços públicos de uma maneira ou de outra, inclusive os brasileiros que pagam planos de saúde. Por isso a necessidade da soma de forças nas esferas públicas e privadas para que o SUS seja de qualidade e universal.

Quer saber mais sobre a história do SUS?

Pular para a barra de ferramentas