05 fev 2016

Mix de oleaginosas com frutas secas e garrafinhas de água coloridas são boas opções para o carnaval

Divulgação

Está próximo um dos períodos mais animados do ano, o carnaval! Para aproveitar esses dias na folia e com muita agitação, Aline Penedo, nutricionista da equipe Alessandra Feltre, dá algumas dicas importantes para desfrutar a festa com saúde e muita energia:

. É fundamental se alimentar bem ao longo do dia. Por isso, deve-se evitar o jejum prolongado, tentando fracionar a alimentação de 3 em 3 horas. É importante incluir diversas frutas e legumes no cardápio, já que além dos seus nutrientes, esses alimentos possuem grande quantidade de água, auxiliando na hidratação;

. Uma dica para evitar o jejum prolongado é ter sempre na bolsa uma barrinha de cereal, um mix de oleaginosas ou frutas desidratadas, pois são lanches fáceis de carregar e de comer;

. Durante o carnaval é de suma importância manter-se hidratado, pois além de gastar muita energia, perde-se muita água. Devido a isto, é imprescindível beber bastante líquido em forma de água, sucos naturais (de preferência, de frutas leves como limão, acerola, maracujá e morango), chás e água de coco (isotônico natural capaz de repor os sais minerais perdidos com a transpiração);

. Para os que ingerem bebida alcoólica, é ainda mais importante a boa alimentação e hidratação, uma vez que o álcool “desidrata” o corpo.

SUGESTÃO DE CARDÁPIO PARA O CARNAVAL

Café da manhã reforçado antes de sair de casa

1 copo de suco de limão com manjericão

Tapioca (2 col. sopa) com recheio de queijo minas padrão (1 fatia M), semente de chia (1 col. sobremesa), banana (1/2 unid.), pasta de amendoim natural sem açúcar (1 col. sobremesa)

Ou

1 xícara de café

Pão integral (1 fatia), queijo cottage (1 col. sopa), kiwi picado com morango e 1 col. sobremesa de creme de avelã sem açúcar

Almoço

Na hora do almoço, caso não for realizar a refeição em casa, a nutricionista sugere que o folião procure por locais seguros, salutares. Na hora de escolher o que comer, a profissional sugere pratos leves, com base em saladas e proteínas magras, sem molhos industrializados.

Lanches

Opção de suco:

Melancia, gengibre e água de coco – São frutas pouco calóricas, que juntas promovem a hidratação rápida do corpo. A melancia contém vitaminas A e C, antioxidantes capazes de combater os radicais livres produzidos durante os dias de carnaval; o coco principalmente, é capaz de repor os eletrólitos perdidos ao longo do dia com as elevadas temperaturas e a hortelã auxilia na digestão e traz um sabor “refrescante” ao suco.

Mix de oleaginosas e frutas secas:

Pode-se comprar o mix pronto ou preparar em casa (uma dica é comprar os saquinhos de chup-chup e guardar o mix, assim fica fácil de carregar). Uma boa sugestão é misturar duas castanhas de caju sem sal, quatro amêndoas, uma castanha do pará e dois damascos secos. Dentre os benefícios, as castanhas são ricas em gorduras consideradas anti-inflamatórias ao organismo, em minerais antioxidantes e ainda em sais minerais; as frutas desidratadas são fontes de carboidratos, vitaminas e minerais capazes de proporcionar energia de forma rápida ao organismo, além de serem ricas em fibras – auxiliando no funcionamento intestinal.

Garrafinha colorida para o carnaval:

Prepare em uma garrafinha – Água, folhas de hortelã ou alecrim, e misture frutas coloridas como por exemplo fatias de limão siciliano, morango, blueberry, acerola, dentre outras frutas que sejam leves e coloridas. Assim fica fácil, nutritivo e divertido se hidratar no carnaval.

29 jan 2016

Escola de samba Salgueiro mata 48 aves em ensaio técnico na Sapucaí

Arquivado em Direito Animal
pomba

ONG SOS Aves e Cia

Integrantes da escola de samba soltaram pombos no Sambódromo durante o ensaio técnico, no domingo. A maioria das aves não voou e caiu no chão. Voluntários da SOS Aves e Cia. recolheram 68 animais, mas somente 20 sobreviveram.

Integrantes da Escola de Samba Acadêmicos do Salgueiro soltaram dezenas de aves em pleno sambódromo na expectativa de que os pombos voassem. No entanto, não foi o que aconteceu… Talvez o público não tenha percebido o espetáculo de horror na Sapucaí. Alguns caíram no chão totalmente desorientados. Outros foram pisoteados pelos sambistas.  Os pombos foram criados em cativeiro com a finalidade de compor o cenário carnavalesco.

A ONG SOS Aves e Cia chegou a recolher 68 animais na Sapucaí, mas apenas 20 sobreviveram e estão sob os cuidados da instituição de preservação animal. Os que sobreviveram estão bastante debilitados, com risco de morte em alguns casos.

Os voluntários da SOS Aves e Cia prometem notificar a escola nesta sexta-feira (29) com base na lei 9.605, que tipifica como crime o abandono de animais. Em entrevista à Rádio CBN, o presidente da ONG, Paulo Maia, disse que: “Infelizmente, o Salgueiro cometeu um crime ambiental em pleno sambódromo e na frente de todo mundo.”

O site sobre direito animal VISTA-SE fez um apelo para que os ativistas façam uma “onda de mensagens” de repúdio na página oficial do Facebook da Escola de Samba Acadêmicos do Salgueiro.  “Seja educado, afinal, precisamos convencê-los a não matar mais animais. É provável que medidas judiciais sejam tomadas, já que trata-se realmente de um crime, e não apenas da opinião de quem gosta de animais”, informa o site.

Até o momento a escola de samba preferiu o silêncio.

salgueiro