Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; afcwidget_perfil has a deprecated constructor in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/widgets.php on line 40

Deprecated: Function create_function() is deprecated in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/widgets.php on line 103

Warning: Declaration of Walker_Nav_Menu_Dropdown::start_lvl(&$output, $depth) should be compatible with Walker_Nav_Menu::start_lvl(&$output, $depth = 0, $args = NULL) in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/funcoes-gerais.php on line 52

Warning: Declaration of Walker_Nav_Menu_Dropdown::end_lvl(&$output, $depth) should be compatible with Walker_Nav_Menu::end_lvl(&$output, $depth = 0, $args = NULL) in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/funcoes-gerais.php on line 52

Warning: Declaration of Walker_Nav_Menu_Dropdown::start_el(&$output, $item, $depth, $args) should be compatible with Walker_Nav_Menu::start_el(&$output, $item, $depth = 0, $args = NULL, $id = 0) in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/funcoes-gerais.php on line 52

Warning: Declaration of Walker_Nav_Menu_Dropdown::end_el(&$output, $item, $depth) should be compatible with Walker_Nav_Menu::end_el(&$output, $item, $depth = 0, $args = NULL) in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/funcoes-gerais.php on line 52

Deprecated: O método construtor chamado para WP_Widget em afcwidget_perfil esta depreciado desde a versão 4.3.0! Utilize __construct() no lugar. in /home/saudedom99/public_html/wp-includes/functions.php on line 5304
cirurgia bariátrica ◂ Saude do Meio
Notice: Undefined index: imgPadrao in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/inc/head.php on line 26
08 out 2015

Pesquisa alerta sobre problemas mentais após cirurgias bariátricas

Arquivado em Internacional, Obesidade

Imagem: Creative Commons

Pessoas que passam por uma cirurgia para redução de peso têm um risco 50% maior do que a média da população de tentar cometer suicídio após a operação – é o que aponta uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira (7).

A pesquisa envolveu 8.815 habitantes da província canadense de Ontário que passaram por cirurgia bariátrica entre 2006 e 2011 e foi publicada no Journal of the American Medical Association (JAMA).

As pessoas analisadas no estudo foram acompanhadas durante seis anos: três anos antes e três após a cirurgia bariátrica para aliviar a obesidade mórbida, uma epidemia nos países desenvolvidos, onde cerca de 6% da população é afetada.

Embora os pesquisadores já soubessem há algum tempo que os problemas de saúde mental podem resultar do excesso de peso, não tinham sido capazes de identificar se os riscos de auto-mutilação aumentavam antes ou após a cirurgia.

O número real de emergências por auto-mutilação entre as 8.800 pessoas acompanhadas pelo estudo foi baixo – 111 pacientes tiveram 158 emergências derivadas de tentativas de suicídio. Mas os pesquisadores encontraram que o risco destas emergências aumentou significativamente – aproximadamente 50% – após a operação.

“Envenenamento autoinfligido intencionalmente por medicamentos foi o mecanismo mais comum de tentativa de suicídio”, argumenta o estudo. Outros métodos de auto-mutilação incluem a ingestão excessiva de álcool, trauma físico e envenenamento por produtos químicos tóxicos.

Segundo Junaid Bhatti, principal autor da pesquisa feita pelo Instituto de Investigação Sunnybrook, em Toronto, os resultados sugerem a necessidade de maiores cuidados no acompanhamento dos pacientes que passaram pela cirurgia bariátrica. Cerca de 200.000 destas operações foram feitas em 2014 nos Estados Unidos.

Cirurgia bariátrica, segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

Cirurgia Bariátrica ou Cirurgia de redução do estomago, é uma plástica no estômago que tem como o objetivo reduzir o peso de pessoas com o IMC muito elevado.

A adesão ao tratamento deverá ser avaliada, uma vez que pacientes instáveis psicologicamente.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), esse tipo de cirurgia é indicado para pacientes com IMC acima de 35 Kg/m², que tenham complicações como apneia do sono, hipertensão arterial, diabetes, aumento de gorduras no sangue, problemas articulares, ou pacientes com IMC maior que 40 Kg/m², que não tenham obtido sucesso na perda de peso com outros tratamentos.

A cirurgia é um procedimento complexo. A intervenção impõe uma mudança fundamental nos hábitos alimentares dos indivíduos.

Mulheres que realizam cirurgia bariátrica devem aguardar pelo menos 15 a 18 meses antes de engravidar. A grande perda de peso logo após a cirurgia pode prejudicar o crescimento do feto.

Em alguns casos, uma cirurgia plástica para retirada do excesso de pele é necessária.

Pular para a barra de ferramentas