29 abr 2019

Consumidor deve ter cuidado ao se inscrever em cursos a distância

Arquivado em Comportamento, cursos

Cursos-online

A expansão do acesso e da velocidade de conexão permitiram nos últimos anos um aumento significativo da oferta de cursos de graduação e pós-graduação via internet. O ensino a distância (EAD) facilitou a milhares de pessoas a conquista de um diploma, mas abriu também uma brecha para a oferta de cursos não reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC). O resultado é que, ao final de meses ou anos de frequência e pagamentos, o aluno corre o risco de não ter seu diploma reconhecido oficialmente ou de nem mesmo recebê-lo.

Em recente audiência pública no Senado Federal (março/29), o representante do Movimento Diploma Legal, com sede em Alagoas, estimou em 200 mil o número de vítimas do chamado “golpe do diploma” em todo o Brasil. Na reunião foi apontada a deficiência do ministério na fiscalização dos cursos oferecidos na modalidade EAD.

O Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) destaca a importância de o consumidor se precaver para não acabar se tornando mais uma vítima. De acordo com o coordenador do Procon Assembleia, Marcelo Barbosa, a primeira coisa que o interessado deve fazer é consultar o Cadastro Nacional de Cursos e Instituições de Educação Superior (Cadastro e-MEC) no endereço eletrônico http://emec.mec.gov.br. Se for um curso de pós-graduação, o site é https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/#. Nesses endereços é possível conferir todos os dados cadastrais das instituições de ensino autorizadas e comprovar se estão ativas, entre outras informações.

“Um cuidado muito importante”, destaca o coordenador, “é verificar se a instituição está autorizada a ministrar cursos na modalidade EAD ou apenas presenciais”. Já foram detectados casos de escolas oferecerem cursos à distância, apesar de terem autorização apenas para funcionar presencialmente nas cidades onde estão sediadas.

Cursos irregulares não costumam respeitar carga horária nem oferecer orientação acadêmica, lembra Barbosa. Além disso, cobram preços bem abaixo da média do mercado, sendo que o pagamento normalmente é feito diretamente a pessoas físicas, e não jurídicas. Tudo isso deve ser motivo de desconfiança por parte do consumidor. Outro aspecto importante: algumas instituições se dizem intermediárias ou representantes de escolas sediadas no exterior. Isso de nada adianta se os cursos oferecidos não são reconhecidos no Brasil.

Para evitar cair em ciladas, o estudante deve reunir o máximo de informações sobre a instituição, incluindo material publicitário, e-mails recebidos e outros. Ele não deve pagar nada antes de confirmar a legalidade do curso que pretende fazer. Caso não esteja 100% seguro sobre a idoneidade da instituição, vale a pena consultar diretamente o MEC (o telefone é 0800 616161). Se for comprovada alguma irregularidade, ela deve ser denunciada ao próprio MEC e ao Ministério Público para que outras pessoas não sejam vítimas de golpe.

Crédito: Procon Assembleia

27 abr 2019

Iluminador holográfico: inclua o item na make e conquiste um resultado radiante

Arquivado em Beleza, Comportamento

mini-iluminador-holografico-aquarela-espelhos-header-desktop

Maquiagem iluminada e acabamento holográfico – também conhecido como furta-cor –, são duas paixões de quem não abre mão de um efeito glow na hora de finalizar a make. Para atender a essa necessidade, o minipó iluminador holográfico, de aquarela espelho, é aliado certeiro.

Capaz de destacar pontos estratégicos do rosto e deixar a maquiagem mais moderna , o iluminador virou item indispensável ao nécessaire. E se tiver tamanho compacto, perfeito para ser levado na bolsa, melhor ainda.

Na hora do preparo da make, o ideal é que ele seja aplicado após a base, para valorizar a intensidade. Sua funcionalidade 2 em 1 ainda permite usá-lo como sombra.

Onde aplicar o iluminador

1. Têmporas

Sabe aquela região mais alta da maçã do rosto, logo abaixo dos olhos? Ela é uma das mais favorecidas pelo efeito do iluminador, que faz toda a diferença no estourar do flash na hora da foto. Se quiser um resultado ainda mais brilhante, avance com o produto pelas laterais dos olhos, reproduzindo uma espécie de c.

2. Olhos

Para aproveitar a multifuncionalidade do minipó iluminador holográfico e deixar o olhar mais marcante, use o produto no canto interno dos olhos e na região logo abaixo das sobrancelhas. São os famosos pontos de luz.

3. Nariz

Outra área à qual muitos recorrem para tirar melhor proveito do iluminador é o ossinho do nariz. Esse uso cria uma ilusão de ótica, fazendo-o parecer mais fino. Restrinja-se à parte mais alta, evitando a pontinha, para melhor resultado.

Aquarela espelho

Quer mais? A coleção espelho, de aquarela, conta ainda com outros itens que vão enriquecer sua make: duas cores de batom multi color 2 em 1 – pink holográfico 365 e rosa 202 roxo 632 –, lápis olhos 2+ color roxo holográfico e duas novas cores intensas do batom hidra fps 8 – rosa 224 e pink 358. Para reconectar as cores e a luz da sua beleza

22 abr 2019

Colaboração e Sustentabilidade: Pilares do ramo de brechós

Arquivado em Cidade, Comportamento
Divulgação

Divulgação

Um grupo formado por 14 mulheres, dentre elas professoras, advogadas, estilistas, modelos, e empresárias de outros segmentos, se reuniram em Ouro Preto para aprender a montar sua própria loja, no conceito faça você mesma. Elas saíram de diversas cidades mineiras e de estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo e aprenderam a montar uma loja de luxo que demandaria um investimento de R$ 10 mil e ao final custou por apenas R$ 4 mil. Tudo isso em apenas dois dias.

A ação, ocorrida nos dias 13 e 14 de abril, fez parte do Workshop Montagem e execução de um brechó de luxo, realizado na Casa de Negócios da Moda, da empreendedora Maria Silva Gomes, popularmente conhecida como Nusa Maria. As empreendedoras aprenderam, por exemplo, a afixar papel de parede e laminado no chão, como instalar araras e pasmem como usar a furadeira.

Além de luxuosa, a loja construída carrega os conceitos que Nusa trabalha como sustentabilidade, reaproveitamento de materiais, contudo, a ideia principal da empreitada foi mostrar que a colaboração mutua e a sustentabilidade são pilares do ramo de brechós. “Quando estamos todos focados em um único objetivo conseguimos concluir muitos projetos com excelência e agilidade. Essa foi a proposta da nossa loja sustentável. Utilizamos 90% da estrutura de forma sustentável e ecologicamente correta”, explica a empreendedora. Em toda a loja, somente o piso e o tecido da parede não são sustentáveis.

Muito mais do que uma simples aula de faça você mesma, Nusa Maria ensinou como usar equipamentos com segurança e praticidade, detalhou como comprar todos os materiais incluindo preços e fornecedores e repassou regras de como usar o mobiliário numa loja. O Workshop foi completo e foi abordado ainda não só como escolher o melhor ponto, mas também como avaliar a vizinhança, e detalhes como segurança, estacionamento, iluminação, acesso de pessoas com dificuldade de locomoção e com crianças não passaram despercebidos. As alunas aprenderam ainda como fazer um planejamento estratégico, construção da marca, estratégias de marketing, e como se diferenciar neste setor.

“Hoje eu tenho absoluta certeza que com tudo o que foi apreendido eu posso abrir com segurança uma loja física”, explica Sueli Onofre, que mora do Rio de Janeiro. Janaina Tereza de Freitas Campelo, proprietária do Brechó Atitude, localizado em Belo Horizonte, vai mais longe e afirma que não só vai reformar sua loja sozinha, mas o curso mudou sua concepção de negócio, no ramo de brechó. Ela percebeu que o ramo é muito mais colaborativo do que pensava. “Hoje depois dos conhecimentos adquiridos através do curso mudei totalmente minha visão, consigo me estabelecer no mercado Brechonistas com toda uma estrutura segmentada a nosso segmento, e entendi que unidos só os mais fortes”, afirma.

As alunas ficaram hospedadas na Casa de Negócios. O empreendimento foi inaugurado recentemente e está localizada na rua Vereador Paulo Elias, 153, bairro Bauxita, em Ouro Preto. A Casa conta com uma sala de estudos, equipada com equipamentos multimídia, mesa de estudos, sala para consultoria individual, três quartos confortáveis e isso sem contar a decoração, que não só carrega em sua arquitetura, o conceito de sustentabilidade, mas também parte essencial dos fundamentos da história de Ouro Preto, por isso mistura luxo e simplicidade ao mesmo tempo.

4

Página 2 de 25123456... 25Próximo