13 jun 2016

Dia dos Namorados nas redes em tempos de Amor Líquido

Arquivado em Comportamento
amor-líquido
Depois de muitos dias sem acessar minha página pessoal do Facebook, quebrei a promessa de  passar uma temporada distante das redes sociais, por conta da curiosidade de ver fotos de casais apaixonados em pleno Dia dos Namorados. Para minha surpresa, apreciei belos homens jovens declarando as delícias de curtir a própria solidão, escolher sozinho o cardápio do restaurante e dormir espalhado em uma cama grande e confortável. Observei mulheres incríveis rodeadas de outras mulheres maravilhosas, comemorando o “dia da liberdade”, brindando com  os amigos de diferentes gêneros sexuais as alegrias de uma vida de solteiro.

Vi também algumas fotos de casais que pareciam cumprir um ritual para mostrar que um nasceu para o outro. Mas na verdade, a cara de um deles parecia de tédio ou de insatisfação aparente. Nem tudo são flores na Dinamarca.

Alguns casais pareciam não fazer força para mostrar que aquele momento marcava mais um dia de união amorosa. Foram as fotos mais simples, sinceras, singelas e sem filtros.

Outros escreviam declarações de amor, detalhando momentos como: o nascimento do primeiro filho, a primeira briga, as dificuldades financeiras, os projetos para o futuro e a vontade de viver os últimos momentos com o homem ou mulher de uma vida.

Os sentimentos são tão subjetivos em tempos de “AMOR LÍQUIDO”, como relata o livro de um dos maiores críticos da sociedade contemporânea, o filósofo Zigmunt Bauman. Ele discute em suas obras Tempos líquidos e Amor Líquido a fragilidade das relações humanas, que se tornam cada vez mais fracos e vulneráveis, em parte por causa de um mundo que se torna mais virtual do que real, afetando os conceitos de família e comunidade.

09 jun 2016

Ativistas protestam contra a venda de animais no Mercado Central no Dia dos Namorados

mercado

O Mercado Central de Belo Horizonte programou para o Dia dos Namorados, 12/06, uma corrida para os amantes do esporte. Alguns ativistas e simpatizantes da causa animal aproveitaram a oportunidade do evento e pretendem reunir centenas de pessoas para integrar uma manifestação contra a venda de animais como: cães, pássaros, coelhos, pequenos roedores, galos e outros que são confinados no mais tradicional mercado da capital mineira.

Segundo Matheus Cavallini, responsável pelo ato em favor dos animais organizado por meio da rede social Facebook: “Não poderíamos deixar um evento tão grande promovido por um local que mata e adoece animais todos os dias passar despercebido”.

Segundo os organizadores da marcha contra os maus-tratos-animais, os ativistas, demais pessoas interessadas e ambientalistas vão estar concentrados na Praça Raul Soares, às 8:00. Eles prometem chamar atenção de todos, em especial dos atletas, sobre o confinamento dos animais em um local que vende alimentos, além da ideologia que sustenta a causa do direito animal.

12 jun 2015

Pra você guardei o amor

Arquivado em Comportamento

flores

Pintura da artista Karen Tarlton da Califórnia.

Há casais que deixam um cheirinho de flores por onde passam. São almas perfumadas, uma mistura de Amor-perfeito, Alisso-doce, Jasmim, Gardenia, Lírio-do-vale e Rosas vermelhas…

Com o passar do tempo, um fica tão parecido com o outro, contrariando que os opostos se atraem ou outros mitos criados pela nossa imaginação.

O amor supera a lógica. É que tudo faz sentido: o primeiro olhar, o primeiro beijo, o primeiro toque. Borboletas no coração… Chego a acreditar em destino. É claro que a eternidade existe!

Quando os olhos se cruzam pela primeira vez, algo é traçado no universo e a humanidade sente os impactos dos encontros prováveis e improváveis. Impossível não se lembrar de: Tristão e Isolda, Cleópatra e Marco Antônio, Romeu e Julieta, Victor Hugo e Juliette Drouet, Rainha Vitória e Príncipe Albert,  Ulisses e Penélope, Dom Quixote e Dulcinéia, Sansão e Dalila, Dom Pedro e Inês de Castro, Lampião e Maria Bonita.

Hoje é dia daqueles que acreditam no amor. Então… Feliz Dia dos Namorados!

“Pra você guardei o amor
Que aprendi vendo os meus pais
O amor que tive e recebi
E hoje posso dar livre e feliz
Céu cheiro e ar na cor que arco-íris
Risca ao levitar”


Música Pra Você Guardei O Amor de Nando Reis no Vagalume!