30 jul 2021

Como aliviar o estresse: 5 maneiras simples que irão te ajudar

Arquivado em Cidade, Comportamento, saúde

Imagem:
Yan Krukov

Com a correria do dia a dia, muitas pessoas não têm tempo para descansar da rotina e acabam ficando estressadas, mas você sabia que tem como aliviar o estresse com algumas mudanças de hábitos? Exercícios de relaxamento, aromaterapia, ter momentos de lazer são algumas das práticas importantes para ter mais qualidade de vida e menos estresse.

O Brasil é considerado um dos países com maior número de pessoas estressadas, cerca de 70% da população brasileira lida com esses sintomas, os dados foram divulgados pela Isma-BR (Associação Internacional de Gerenciamento de Estresse Brasil).

A pandemia causada pelo novo coronavírus também contribui para o aumento da ansiedade e do estresse, por exemplo, essas condições e sintomas causam grandes impactos negativos para a vida de quem lida com isso diariamente.

Se você também tem algum sintoma de estresse, ansiedade ou qualquer outra condição de saúde, primeiramente, procure um médico para avaliar seu estado geral de saúde. E se você quiser algumas dicas para como aliviar o estresse diário, confira nossas dicas!

Como aliviar o estresse para dormir: evite utilizar celular a noite

Com a tecnologia cada vez mais presente em nossas vida, o uso do celular é comum durante o dia inteiro, apesar dos benefícios e facilidades que esse dispositivo oferece, ele também possui alguns malefícios.

A luz azul emitida pelos celulares e outros dispositivos eletrônicos já é conhecida por causar alguns problemas à saúde dos olhos, mas não é somente isso, ela também interfere no sono e na sua qualidade.

A melatonina é o hormônio produzido pelo corpo humano e responsável pelo sono. A luz azul prejudica a produção desse hormônio e, consequentemente, no sono, afetando diretamente os níveis de estresse, que podem aumentar.

Como aliviar o estresse para dormir: 

Diminuir ou evitar o uso desses dispositivos algumas horas antes de dormir pode aliviar os casos de insônia, facilitar o relaxamento e diminuir o estresse no dia a dia devido a uma noite de sono mais reparadora.

Utilize a aromaterapia para diminuir o estresse

A aromaterapia é uma terapia milenar utilizada para diversas condições, inclusive é conhecida pelos seus benéficos para como aliviar o estresse.

Alguns óleos essenciais indicados para como aliviar o estresse:

Laranja doce: um óleo bem agradável e que muitas pessoas gostam, seu uso indicado para estresse, pois promove a tranquilidade, diminui a raiva, nervosismo e outros sentimentos que, em excesso, podem prejudicar a saúde e o dia a dia.

Lavanda: um dos óleos mais utilizados, o de lavanda também ajuda a como aliviar o estresse. Uma substância presente nesse óleo chamada de  linalol é a causa para a diminuição dos sintomas dos períodos mais estressantes.

Melissa: a planta já é muito utilizada para chás, pois promovem a calma e aumento da tranquilidade. Na aromaterapia, o óleo essencial de melissa é indicado para estresse, ansiedade e insônia.

Camomila: com propriedades calmantes, o óleo essencial de camomila é benéfico para sintomas de ansiedade e estresse.

Alecrim: outra planta utilizada na aromaterapia e indicada para estresse, o alecrim possui propriedades e dores de cabeça.

Sálvia: conhecida pelas suas propriedades relaxantes e calmantes, a Sálvia pode ser utilizada para massagens, o óleo também pode ser usado por inalação, conforme a recomendação do profissional.

Segundo especialistas, os óleos essenciais são indicados para diversas condições, mas seu uso deve ser feito sempre com orientação de um profissional, para evitar uso em excesso ou algum prejuízo à saúde.

Lembre-se: o mais indicado é procurar um profissional ou loja especializada em aromaterapia para ter uma indicação correta quanto ao uso, tipo de óleo e quantidade de aplicação para o seu caso.

Faça atividades físicas

As atividades físicas promovem diversos benefícios para corpo e mente, e um deles é para como aliviar o estresse. Outras vantagens da prática regular de exercícios é pelas pessoas que lidam com ansiedade, depressão e insônia.

Se você é uma pessoa sedentária, comece a se exercitar aos poucos, mas com constância, assim o corpo se acostuma e, aos poucos, é possível aumentar o tempo dedicado às atividades físicas.

A caminhada, por exemplo, é uma das atividades mais democráticas, sendo indicada para todas as idades e pessoas. Você pode começar com passos mais lentos e ir aumentando aos poucos, sendo possível começar com 30 minutos por dia, 3 vezes na semana, ou conforme recomendação de um professor de educação física.

Contudo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) faz uma recomendação de, no mínimo,  150 minutos por semana de exercícios físicos.

Antes de iniciar qualquer atividade física, é necessário ir ao médico e avaliar sua saúde geral e saber os exercícios mais indicados para sua idade e condição física.

Outras atividades físicas indicadas para como aliviar o estresse:

  • Andar de bicicleta
  • Natação
  • Yoga
  • Dança
  • Tai chi chuan
  • Alongamento

Busque terapia para lidar com o estresse

A terapia é uma das formas mais indicadas para ajudar a lidar com o estresse e períodos, pois com o autoconhecimento que essa prática possibilita, é possível identificar os principais estressantes do seu dia.

Ao conhecer os principais estressantes do seu dia, você consegue administrar melhor essa situação e buscar formas menos danosas para lidar com elas, ao invés de ficar com níveis de estresse muito altos, prejudicando seu dia a dia e sono.

Mude hábitos e tenha uma rotina saudável

O estresse é presente na vida de todas as pessoas na atualidade, mas o estilo de vida impacta diretamente no nível que isso te afeta. Assim, o conjunto de hábitos conta bastante.

Manter hábitos saudáveis, além de proporcionar mais saúde física, também ajuda na saúde mental, uma delas é a diminuição do estresse.

Tenha uma rotina mais saudável com os seguintes hábitos:

  • Durma bem
  • Vá ao médico e faça exames regularmente
  • Pratique atividades físicas
  • Inclua na sua agenda semanal momentos para lazer e relaxamento
  • Evite alimentos gordurosos, estimulantes e com açúcar em excesso
  • Tenha uma alimentação saudável e balanceada, de acordo com as suas necessidades nutricionais e indicadas por um profissional

Agora que você já sabe como aliviar o estresse, não deixe de seguir nossas dicas para um dia a dia com mais saúde e qualidade de vida. 

 

31 mar 2020

Psicóloga de BH faz atendimento on line para ajudar pessoas no enfrentamento da solidão social

Imagem: Borya

A quarentena adotada pelo Brasil para tentar controlar os casos do Coronavírus (COVID-19) impacta a nossa saúde mental, desencadeando, muitas vezes, comportamentos como: ansiedade, depressão e abuso de substâncias.

Diante de um momento tão desafiador, alguns psicólogos voluntários estão oferecendo atendimentos virtuais, com base na prerrogativa do Código de Ética Profissional que defende o dever do psicólogo em prestar serviços profissionais em situações de calamidade pública ou de emergência. Uma dessas ações está sendo desenvolvida pela psicoterapeuta Letícia Faleiro, preocupada com a repercussão do isolamento na saúde mental da população.

Em suas redes sociais, a profissional lançou uma campanha social na qual oferece apoio psicológico voluntário com o objetivo de ajudar as pessoas a lidarem de forma mais saudável com esse momento.

 

Entrevistei a psicóloga Letícia Faleiro, por e-mail @leticiafaleiropsicologa

Confira:

Adriana Santos: Quais os possíveis impactos na saúde mental por conta do isolamento social, medida exigida pelos governos no controle do coronavírus?

Psicóloga Letícia Faleiro: Por sermos seres sociais, o isolamento vivido pela pandemia nos expõe à restrição da convivência com outras pessoas e, consequentemente, temos reflexos disso na nossa saúde. Precisamos de outras pessoas para viver, assim como elas precisam de nós. A restrição social pode agravar sintomas que já existiam bem como ser um estímulo para o desenvolvimento de novos sintomas. Na minha prática clínica, tenho identificado uma intensificação dos sintomas relativos aos transtornos de ansiedade e depressão.

As fobias podem ser agravadas?

O medo é uma sensação comum a todos nós, contudo, entre o medo e o pânico, temos uma distância importante a ser considerada. O medo aciona os nossos mecanismos de proteção, defesa e fuga diante de situações ameaçadoras. O pânico nos paralisa e nos expõe de forma limitante às situações perigosas.

Vivemos um momento diferente, ainda que não seja o primeiro. Em outros momentos na história da humanidade foram necessários cuidados coletivos para melhor compreender os acontecimentos e tomar medidas preventivas e corretivas adequadas para a preservação da saúde. É tempo de resgatar o senso de coletividade essencial para nossa sobrevivência.

O que podemos fazer para amenizar a ansiedade nos momentos de Coronavírus?

A forma que reagirmos ao que está acontecendo pode ser decisiva para a nossa sanidade mental e corporal. Por isso, compartilho com vocês algumas dicas que considero importantes para vivermos esse momento da forma mais protetiva e equilibrada possível.

a) Busque informações em FONTES CONFIÁVEIS e não compartilhe notícias falsas. Escolher um momento do dia para se informar pode ser uma boa maneira de se blindar do excesso de informações.

b) Se você não faz parte do grupo de risco e está sem sintomas da doença, OFEREÇA AJUDA para as pessoas ao seu entorno.

c) DIVIDA AS ATIVIDADES DOMÉSTICAS entre as pessoas do seu convívio. Com o ambiente externo organizado temos mais facilidade para acalmar o nosso interior. Além disso, dividindo as tarefas não haverá sobrecarrega e, assim, também cuidamos das pessoas que amamos.

d) Se vai trabalhar em HOME OFFICE, estabeleça horários e escolha um espaço privado para executar o trabalho com seriedade.

e) Sabe aquele CURSO ONLINE GRATUITO que vai enriquecer o seu currículo ou aquela videoaula de culinária que você tanto gosta? Tá aí um bom momento!

f) Se você é um PROFISSIONAL AUTÔNOMO, talvez possa oferecer soluções virtuais criativas para que as pessoas se ocupem e conheçam o seu trabalho.

g) Convide seus amigos para participarem de GRUPOS ONLINE de livros ou filmes, assim terá companhia para sorrir ou chorar ao final do capítulo. A solidão experimentada nesse momento pode ser um gatilho para sintomas depressivos, portanto, use a tecnologia a favor da saúde mental!

h) Tente EXERCITAR o seu corpo. Há vários educadores físicos disponibilizando aulas gratuitas nas redes sociais durante esse período.

i) Faça um TOUR VIRTUAL naquele museu internacional que você tanto admira.

j) Promova ATIVIDADES DIVERTIDAS com as crianças utilizando materiais recicláveis.

k) Converse sobre ASSUNTOS ALEGRES durante as refeições.

l) Se estiver difícil lidar com esse momento sozinho, PROCURE AJUDA. Vários profissionais da Psicologia estão disponíveis por meios digitais oferecendo orientação e acompanhamento qualificado.

Quais as alternativas para aliviar os sintomas de manias de limpeza?

Cuidar da higiene pessoal e do nosso ambiente tem sido uma instrução para contribuirmos com a prevenção e controle da doença, contudo, um comportamento extremo em relação a essa medida pode ser um alerta. Pessoas que já vivenciavam uma mania de limpeza ou que possuem predisposição para desenvolver esse comportamento podem ter o quadro psíquico agravo nesse momento. É preciso considerarmos que o pânico e a preocupação excessiva com a higienização nos coloca mais vulneráveis a desenvolver doenças por fragilizar o nosso sistema imunológico.

Uma intervenção indicada para esses casos é conscientizar às pessoas que estamos vivendo um cenário momentâneo, compartilhado com todo o mundo e que a forma buscar o equilíbrio pode ser uma maneira eficaz para lidarmos com tudo isso.

Atendimento à distância

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) regulamentou em 2018 os atendimentos psicológicos à distância com base em pesquisas científicas que comprovaram a eficácia da psicoterapia virtual em relação à presencial, revelando-a como uma prática viável e promissora. Além disso, a comodidade, economia de tempo e redução dos gastos com deslocamento tem tornado a psicoterapia online mais acessível e preferida por muitas pessoas.

São diversas as possibilidades de assistência por meio virtual e, para isso, é obrigatório que o profissional esteja inscrito e autorizado pelo Conselho Federal de Psicologia para prestação do serviço. As sessões podem ser realizadas por chamadas de vídeo, áudio ou mensagens escritas. O valor da sessão é estipulado conforme a tabela de honorários sugerida pelo conselho profissional. Para o cuidado com o sigilo e confidencialidade dos atendimentos, é importante estar em um ambiente privado, sem interrupção e utilizar um computador ou celular pessoal.

24 dez 2019

Indiano ajuda brasileiras interessadas em relacionamentos amorosos na Índia

Arquivado em Comportamento

Arquivo pessoal 

A Índia é uma das civilizações mais antigas do mundo, com hábitos e costumes completamente diferentes do Ocidente. Hindi e Inglês são os idiomas oficiais. A cultura indiana é muito rica e diversificada, que inclui danças, gastronomia vegetariana, temperos exóticos, monumentos sagrados e crença em diversos deuses. Há quem afirme que existam centenas de milhares de divindades. As religiões indianas são: Hinduísmo, Budismo, Jainismo e Sikhismo.

O Hinduísmo é uma das religiões que compreende o maior número de adeptos no mundo. Shiva é o principal deus do Hinduísmo. Ele é conhecido como o destruidor. A trindade hindu é formada ainda por Brahma (o criador) e Vishnu (o conservador), simbolizando a relação cíclica de destruição, criação e conservação.

O casamento indiano é uma festa que dura muitos dias. Os preparativos fazem parte de um ritual muito colorido, festivo, simbólico e com uma mesa farta.

Atualmente, é mais fácil visitar a Índia. As agências de viagens facilitam o pagamento e, também, oferecem pacotes econômicos, conforme o interesse na região: religião, misticismo, monumentos históricos e até relacionamentos amorosos. São vários casos de mulheres que sonham em embarcar para a Índia com o objetivo de se encontrar com o namorado que conheceram pela Internet. No entanto, muitas são enganadas por falsas promessas.

O Amigo Indiano

Com o objetivo de ajudar as brasileiras que desejam conhecer a Índia com segurança, surge em cena o “Vlog  de Um Indiano” nas redes sociais: Youtube e Instragram.  São milhares de inscritos e mulheres ávidas por respostas. A iniciativa é do belo jovem indiano Sumit, 30 anos.  Ele fala com desenvoltura o português e esclarece algumas dúvidas como: relacionamentos amorosos entre indianos e brasileiras; diferenças culturais entre Brasil e Índia; como não cair em um golpe romântico; e outros assuntos.  Muito legal!

Sumit fez um vídeo exclusivo para os leitores e ouvintes do blog Saúde do Meio. Confira:

Página 1 de 9123456789