18 set 2019

SUS oferece mais quatro medicamentos para tratar psoríase

Arquivado em saúde, SUS

Ilustração

Por Agência Brasil: O Sistema Único de Saúde (SUS) passará a oferecer gratuitamente mais quatro medicamentos para o tratamento de psoríase. De acordo com o Ministério da Saúde, as novas opções de tratamento são alternativas para casos mais graves da doença ou para quando o paciente não responde bem aos medicamentos já ofertados.

Os medicamentos já eram ofertados pelo SUS, mas tinham indicação para tratamento de outras doenças. Segundo o Ministério, entre os medicamentos incluídos para tratamento da psoríase estão adalimumabe, indicado para a primeira etapa do tratamento após falha da terapia padrão para psoríase; o secuquinumabe e o ustequinumabe, indicados na segunda etapa do tratamento após falha da primeira; e o etanercepte, indicado na primeira etapa de tratamento da psoríase após falha da terapia padrão em crianças.

Eles foram incluídos no Protocolo Clínico de Diretrizes Terapêuticas (PCDT) de psoríase em setembro deste ano após consulta pública realizada pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologia no SUS (Conitec).

Psoríase

A psoríase é uma doença crônica da pele, não contagiosa, caracterizadas por placas avermelhadas ou róseas, recobertas por escamas esbranquiçadas, que afeta a pele, as unhas e pode acometer as juntas. A doença pode ocorrer em qualquer idade, tanto em homens quanto em mulheres e, até o momento, não tem cura.

O protocolo de tratamento de psoríase, a ser seguido pelos profissionais de saúde, foi publicado pelo Ministério da Saúde em 2013, para disponibilizar tratamentos e medicamentos que ajudem pacientes a alcançarem períodos prolongados de remissão da doença. Desde então, são ofertados tratamentos com fototerapia e fototerapia com fotossensibilização, além de medicamentos como ciclosporina, em cápsulas ou solução oral; metotrexato, em comprimido ou injetável; acitretina, em cápsulas; calcipotriol, em pomada; clobetasol, em creme; e dexametasona, creme.

Estes medicamentos, somados aos tratamentos médicos e sessões de fototerapia, segundo o Ministério da Saúde, melhoram as lesões, mas não curam a doença. “A melhor forma de tratamento e administração de remédios é feita com base em avaliação clínica, caso a caso, entre o médico e o paciente”, disse pasta em nota.

12 jun 2018

Coletivo Narradores lança CD no II Encontro Internacional de Narração Artística

Arquivado em Cidade, Comportamento

Coletivo Narradores - Foto Divulgação Acervo Pessoal

No próximo sábado, às 21 horas, no Sesc Palladium (Teatro de Bolso), durante o II Encontro Internacional de Narração Artística, será o lançamento do Coletivo Narradores de Minas Gerais, grupo de 12 artistas da palavra – que compartilham pesquisas e criações artísticas para todas as idades.

O Coletivo foi criado em Belo Horizonte, a partir da vontade de compartilhar as narrativas orais nos espaços públicos e privados, como: praças, bares, cafés, feiras etc. Desde então o grupo tem desenvolvido seus projetos, participando de apresentações, oficinas, mostras, workshops. Esse encontro busca pesquisar e refletir sobre a potência da palavra em suas diferentes manifestações. Possibilita aos seus integrantes a experimentação em variados papéis no processo de construção dos diferentes espetáculos, tais como: direção, produção, registro fotográfico, arranjos musicais, dentre outros.

O Coletivo Narradores apresenta um processo de trabalho diferenciado no que diz respeito à arte e à cultura da narrativa. Participam do grupo: Alessandra Nogueira, Aline Cântia, Bárbara Amaral, Carlos Barbosa, Fernando Chagas, Gislayne Matos, Isaac Luiz, Juliana Daher, Nadja Calábria, Pâmela Machado, Rodrigo Teixeira e Samuel Medina.

II Encontro de Narração Artística

O II Encontro Internacional de Narração Artística é uma oportunidade, por meio da tradição oral, de valorizar e promover a escuta e a palavra. São cinco dias e cinco noites de uma programação intensa e gratuita – para todas as idades. As apresentações terão interpretação de Libras.

[PROGRAMAÇÃO] – 13 a 17 de junho

Abertura da CANDEIA

13/06 – quarta-feira
20:00 – Sesc Palladium (Grande Teatro)

Intervenção Artística: Sérgio Pererê – Cordel O milharal da vovó

Espetáculo: Era uma vez África – Boniface Ofogo (Camarões)
Público: geral

14/06 – quinta-feira
17:00 – Sesc Palladium (Palco do Grande Teatro)
Mesa: A Narração de Histórias como linguagem artística
Participantes: Regina Machado SP e Gislayne Matos BH
Mediadora: Júlia Grillo RJ

20:00 Sesc Palladium (Palco do Grande Teatro)
Espetáculo: Contos da Lua Nova – Regina Machado e Gabriel Levy (São Paulo)
Público: Adulto

15/06 – sexta-feira
10:00
Bate-papo com o grupo de contadores de histórias da Biblioteca Infantil e Juvenil de BH
Local: Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte

19:00 – Sesc Palladium (Teatro de Bolso
Espetáculo: “A polpa e a semente e o desenho das histórias” – Júlia Grillo RJ

21:00 – Sesc Palladium (Teatro de Bolso)
Espetáculo: Foi Coisa de SACI – Josiane Geroldi SC
Público: Família

16/06 – Sábado
09:00 às 13:00 – Espaço Multiuso
Oficina: Contos e Lendas da África, com Boniface Ofogo (Camarões)
Duração: 04 horas

09:00 às 13:00 – Espaço Multiuso
Oficina: Contos de lugares distantes: estudos e práticas do narrar, com Giuliano Tierno SP
Duração: 04 horas
(Inscrições prévias)

14:00 – Sesc Palladium (Teatro de Bolso)
Evento: Bate papo com Ricardo Azevedo
Abertura: Contadores da Vila, da Escola Municipal Vila Fazendinha

16:00 – Sesc Palladium (Teatro de Bolso)
Mesa: Contador de histórias Contemporâneo, que profissional é esse?
Participantes: Giuliano Tierno SP e Boniface Ofogo (Camarões). Mediação: Josiane Geroldi

Intervenções Artísticas: Fernando Chagas (BH/RJ) e Bárbara Amaral

18:00 – Sesc Palladium (Teatro de Bolso)
Espetáculo: Histórias de muitos mundos com Emilie Andrade, SP
Público: Família

19:30 – Sesc Palladium (Teatro de Bolso)
Espetáculo: O buscador da verdade – Rosana Mont’ Alverne e Eduardo Flores MG

21:00 – Sesc Palladium (Teatro de Bolso)
Espetáculo: Lançamento do CD do Coletivo Narradores – MG

17/06 – domingo
10 ás 12:00 – Mostra Candeia no Rancho da Cultura
Rua José Vaz Pedrosa, 360 – Pompéu, Sabará-MG

26 jan 2017

Sesc oferece aprendizado gratuito em Libras

Arquivado em Cidade, Comportamento
libras

Se comunicar de forma eficaz com todos os tipos de públicos é uma necessidade para diversas áreas, e incluir a população surda ou muda nesse contexto é fundamental, seja no âmbito trabalho ou para se ter um melhor relacionamento com as pessoas. Ciente disso, o Sesc está com inscrições abertas, até 6/2, para a Oficina de Libras, na unidade Tupinambás, em Belo Horizonte (rua Tupinambás, 908, Centro).

As vagas são limitadas e estão disponíveis para o período da tarde, das 15h às 17h. A idade mínima para participação é 15 anos. Os interessados devem fazer a inscrição na Central de Atendimento do Sesc Tupinambás, das 8h às 17h, de segunda à sexta.

A atividade tem como objetivo capacitar profissionais para atenderem e se comunicarem da melhor forma com a população surda ou muda. A participação é gratuita e voltada para o público que atenda ao perfil do Programa de Comprometimento e Gratuidade (PCG) do Sesc, que beneficia candidatos com renda familiar mensal bruta de até três salários mínimos, sendo preferencialmente trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo e seus dependentes.

SERVIÇO
Inscrições para Oficina de Libras
Período: até 6 de fevereiro
Horário: das 8h às 17h, de segunda à sexta.
Local: Sesc Tupinambás (rua Tupinambás, 908, Centro)
GRATUITO