Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; afcwidget_perfil has a deprecated constructor in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/widgets.php on line 40

Deprecated: Function create_function() is deprecated in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/widgets.php on line 103

Warning: Declaration of Walker_Nav_Menu_Dropdown::start_lvl(&$output, $depth) should be compatible with Walker_Nav_Menu::start_lvl(&$output, $depth = 0, $args = NULL) in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/funcoes-gerais.php on line 52

Warning: Declaration of Walker_Nav_Menu_Dropdown::end_lvl(&$output, $depth) should be compatible with Walker_Nav_Menu::end_lvl(&$output, $depth = 0, $args = NULL) in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/funcoes-gerais.php on line 52

Warning: Declaration of Walker_Nav_Menu_Dropdown::start_el(&$output, $item, $depth, $args) should be compatible with Walker_Nav_Menu::start_el(&$output, $item, $depth = 0, $args = NULL, $id = 0) in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/funcoes-gerais.php on line 52

Warning: Declaration of Walker_Nav_Menu_Dropdown::end_el(&$output, $item, $depth) should be compatible with Walker_Nav_Menu::end_el(&$output, $item, $depth = 0, $args = NULL) in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/functions/funcoes-gerais.php on line 52

Deprecated: O método construtor chamado para WP_Widget em afcwidget_perfil esta depreciado desde a versão 4.3.0! Utilize __construct() no lugar. in /home/saudedom99/public_html/wp-includes/functions.php on line 5304
iluminatti ◂ Saude do Meio
Notice: Undefined index: imgPadrao in /home/saudedom99/public_html/wp-content/themes/temabase_mLuv1.1/inc/head.php on line 26
21 set 2015

A intervenção dos extraterrestre na transição planetária, segundo sensitiva

espaco2

Os ufólogos tradicionais creem apenas em extraterrestres tridimensionais, como nós mesmos. Já os espíritas creem apenas em extraterrestres sem corpo físico, como Espíritos desencarnados. No entanto há um grupo de pessoas que transitam nos dois campos do conhecimento, trazendo novas informações sobre os múltiplos universos e o papel dos extraterrestre na transição planetária.

Em 1856, Allan Kardec (Livro dos Espíritas) fez 22 perguntas à Egrégora “O Espírito da Verdade” sobre a vida fora da Terra. As respostas são instigantes e nos levam, naturalmente, à compreensão de que não estamos sós neste imenso universo.

As próprias palavras de Jesus nos levam a acreditar em “possibilidades” de vida além do planeta Terra: Não se perturbe o teu coração. – Crê em Deus, crê também em mim. Há muitas moradas na casa de meu Pai; se assim não fosse, já eu te teria dito, pois vou para preparar-te o lugar. – Depois que tenha ido e que te houver preparado o lugar, voltarei e te retirarei para mim, a fim de que onde eu estiver, também tu aí estejas. (S. JOÃO, cap. XIV, vv. 1 a 3).

Conversei sobre a Transição Planetária, Jesus, abdução e extraterrestre com Mônica de Medeiros, médica e sensitiva, cirurgiã formada pela Unicamp, mestrado na University of Illinois at Chicago. Fundadora e presidente da Casa do Consolador, centro universalista de fundamento cristão e base kardecista

mônica

Imagem: Revista UFO

Adriana Santos: Você  tem experiência em três áreas do conhecimento que, no primeiro momento, parecem ser antagônicas. Qual a relação possível entre espiritualidade, medicina e ufologia?

Mônica Medeiros: O espiritismo, em seu livro codificador – LIVRO DOS ESPÍRITOS (1857), trata da vida extraplanetária em 22 questões: da 55 à 58 , aborda a pluralidade de mundos habitados e de 172 à 188, fala sobre as encarnações em diferentes mundos. Então, pode-se dizer que o estudo que reúne ufologia e espiritismo começou com sua obra magna. A medicina é uma ciência de amplos horizontes porque curar significa, sobretudo, compreender quem sofre e depende, profundamente, do conhecimento para que tal se dê. Assim, existe um área de intersecção entre os três campos: a necessidade de pesquisa e de mente aberta, sobretudo na busca de respostas que reduzam o sofrimento.

Adriana Santos: O que é transição planetária?

Mônica Medeiros: É o período que estamos passando, quando o planeta sairá de uma condição rude, conhecida no espiritismo por “expiação e prova” para uma outra, mais leve, ainda que densa, chamada de “ regeneração. “ Ou seja, a característica do mundo atual é o predomínio da força sobre o direito, da matéria sobre o espírito, da dor sobre o amor, do egoísmo sobre a fraternidade. Um mundo onde a injustiça social rege o sistema de vida; onde o ser humano se sente no direito de matar irmãos hominais , animais, vegetais e minerais; onde doenças ceifam esperanças, vidas ; onde o mal parece prevalecer, tendo o domínio de forças financeiras mundiais. O planeta é um ser vivo e, como tal, também tem evolução. Após tantos milhões de anos como expiação e provas, adquiriu quantum energético suficiente para dar seu salto quântico e isso mudará radicalmente a qualidade dos seres que nele viverão. É o tempo de mudanças radicais e estamos vivendo essa experiência difícil mas, absolutamente necessária porque não aguentamos mais o status quo.

Adriana Santos: Qual o papel dos extraterrestre na transição planetária?

Mônica Medeiros:  Existem duas possibilidades quanto aos extraterrestres: os elevados moral e tecnologicamente e os elevados apenas tecnológica. Os primeiros são membros da Confederação Cósmica ou Galáctica e nos observam muito atentamente, desde o advento da bomba atômica porque não estamos sós, neste braço de Órion (da via láctea), onde nos encontramos e muito menos no sistema solar, onde Vênus e Marte, principalmente mas não apenas, podem sofrer consequências de nossos desmandos destrutivos. Contudo, visitam a Terra a milhões de anos, como bem comprovam provas arqueológicas como fósseis com pegadas de botas do período pré-cambriano, quando não haviam hominais por aqui, desenhos rupestres desde 17000 anos atrás. Atualmente, estão presentes e, a cada dia, mostrando-se mais presentes entre nós, principalmente em centros espíritas, onde se manifestam ostensivamente. A missão deles é nos acompanhar neste período difícil de transição, pelo qual eles mesmos já passaram, sem interferir mas nos apoiando em encontrar soluções para nossos problemas.

Adriana Santos: Quem é Jesus nos múltiplos universos?

Mônica Medeiros: Jesus, também chamado de Sananda, por extraterrestres, é o Espírito de Maior hierarquia desta galáxia, sendo descrito como logus planetário. É a referência para todos os seres que buscam a felicidade porque está só pode ser obtida através da prática da lei da fraternidade que Ele mesmo nos trouxe.

Adriana Santos: Jesus é um extraterrestre de qual dimensão?

Mônica Medeiros: Olha,extraterrestres somos todos nós porque, após 4,5 bilhões de anos de existência, o planeta Terra já não deve estar contando com seres de evolução inicial por aqui. Ou seja, somos todos nós, hominais, filhos do universo.ev. É difícil dizer de qual dimensão é Jesus porque não creio que Ele seja desde universo tão jovem mas para este universo, Ele deve estar no ápice evolutivo.

Adriana Santos: A vinda de Jesus está próxima. Ele vem sozinho?

Mônica Medeiros:  Jesus voltar? Mas Ele nunca se foi. Figura física acho pouco provável.

Adriana Santos: Os extraterrestre se comunicam de que forma? Qual a mais utilizada?

Mônica Medeiros: Telepatia.

Adriana Santos: Só os médiuns captam as mensagens dos extraterrestre?

Mônica Medeiros:  Médiuns somos todos, a partir dos animais superiores. Então, todos podem ser contatados. O Projeto Nova Terra, Nova Raça Humana que está sendo desenvolvido pela confederação galáctica, sob coordenação de Jesus, neste momento, é DNA-Dependente. Ou seja, abduzidos e contatados são seres de DNA escolhido e assim o é em virtude de serem reencarnantes que aceitaram participar desse projeto. Não existem eleitos nisto. Apenas o compromisso com o aprimoramento da atual raça humana. Mas, em tempo futuro e não muito distante de hoje, o contato será às claras e irrestrito.

Adriana Santos: O Espiritismo é a religião oficial dos extraterrestre?

Mônica Medeiros: Extraterrestres não têm religião, em sua maioria. Creem em Deus, a quem chamam de Fonte Criadora e se relacionam de um modo mais maduro que nós. O espiritismo , ao ver deles, é o campo mais propício, hoje, ao contato em maior escala, já que na própria codificação fala-se sobre a vida extraplanetária.

Adriana Santos: O que é abdução?

Mônica Medeiros: É o fenômeno pelo qual um ser terrícola é levado a uma nave sem, aparentemente, permissão explícita do mesmo. Mas isso não é real, uma vez que os abduzidos são voluntários nesse processo. Perceba, as abduções podem ocorrer em diferentes encarnações e são, de modo geral, múltiplas numa mesma família, atestando a DNA- dependência do fenômeno.

Adriana Santos: A abdução não fere o livre arbítrio?

Mônica Medeiros: Pelo exposto acima, de modo algum.

Adriana Santos: Você já foi abduzida?

Mônica Medeiros: Fui abduzida dos 5 aos 16 anos. Hoje, sou contatada.

Adriana Santos: Os extraterrestre estão em missão de paz?

Mônica Medeiros: Os confederados, sim. Os pesquisadores não relacionados com o projeto Nova Terra, não tem qualquer interesse em nos prejudicar. Os draconianos, seres reptilianos que chegaram à Terra pouco depois do dilúvio bíblico, aportando na África, mancomunaram-se com os magos negros da Terra e compõe o que é conhecido como governo oculto, cuja manifestação tridimensional são os iluminatti e os 12 magníficos. Estes últimos nada de bom fazem e são altamente destrutivos para o planeta e para todas as espécies que aqui vivem.

02 set 2015

As teorias da conspiração fazem algum sentido?

Arquivado em Comportamento

illuminati

aécio maçonariadilma illuminatti

Quando as crises financeiras e políticas apertam, surge um solo fértil para as teorias da conspiração, em especial nas redes sociais. Você sabe exatamente o que é teoria da conspiração? Também chamada de “conspiracionismo” é qualquer teoria que explica um evento histórico ou atual como sendo resultado de um plano secreto levado a efeito geralmente por conspiradores maquiavélicos e poderosos, tais como uma “sociedade secreta” ou “governo sombra”.

Conversei com Sérgio Pereira Couto, 48 anos, jornalista e escritor especializado em história do esoterismo, da ciência criminal, de teorias de conspiração e das sociedades secretas. Segundo entrevista para a revista Istoé em 2010, foi redator das revistas História Oculta e Biblioteca Negra, publicadas pela Editora Mythos, além de ter participado das revistas Geek, Discovery Magazine e outras. Hoje continua a trabalhar com outras revistas da mesma editora (Biblioteca Secreta, Sociedades Secretas e Arquivos Negros), enquanto prepara novos livros que serão lançados em livrarias e bancas de jornais. Confira:

Adriana Santos: Na sua opinião: por que as crises políticas e econômicas favorecem as teorias da conspiração?

Sérgio Pereira Couto: Numa situação onde ninguém sabe apontar um culpado oficial, uma causa para a crise acontecer, é mais interessante experimentar a sensação de “estamos impotentes” do que se preocupar em localizar as verdadeiras causas e analisá-las. Assim, é mais fácil culpar as conspirações, algo que não acontece em plena luz do dia e que nunca se sabe quando estão em operação, do que admitir que a possível culpa esteja em nós mesmos, pela incapacidade de enfrentar o problema.

Adriana Santos: Na sua avaliação, quais os motivos dos interesses dos brasileiros pelas sociedades secretas, em especial com relação aos Iluminatti?

Sérgio Pereira Couto: Todo povo gosta de pensar que os problemas de seu dia-a-dia são causados por forças “invisíveis”, como dizia Jânio Quadros. Com os estadunidenses, o vilão preferido sempre foi o governo federal, pois contra ele pouco (ou nada) pode ser feito. O mesmo acontece no Brasil. O que não se conhece ou não se tem acesso, é foco de desconfiança. E o governo está cheio de membros de sociedades secretas (principalmente maçons). Essa história toda de Illuminati no governo é coisa típica de conspirólogos (estudiosos de teorias de conspiração) e nunca esbarra na confirmação histórica, científica ou mesmo acadêmica. Porém todos adoram uma boa história de suspense, não é? Assim, é fácil pensar nos Illuminati como o grupo manipulador que todos adoram odiar…

Adriana Santos: Até que ponto as sociedades secretas influenciam a política brasileira?

Sérgio Pereira Couto: Hoje em dia, muito pouco. Mesmo porque os diversos grupos sabem que, desde o estouro de O Código da Vinci em 2004, as sociedades secretas passaram a ser uma atração que atrai muita gente. E depois, esquecemos com facilidade que não são apenas políticos que participam desse tipo de grupo. Praticamente todos os setores da sociedade moderna frequentam as lojas e templos ligados a maçonaria e outros grupos.

Adriana Santos: A maçonaria continua influenciando a política brasileira?

Sérgio Pereira Couto: Se levarmos em consideração que os políticos da velha guarda eram, em quase sua maioria, maçons, há ainda muitos casos de que seus filhos e até seus netos passaram a fazer parte da mesma sociedade secreta. Ainda mais porque a Maçonaria possui grupos organizados para as esposas, os filhos e as filhas, ou seja, cobrem todos os componentes da família tradicional. E a famosa ajuda que os membros dão uns aos outros ainda faz com que muitos prefiram se tornar maçons a fim de conseguir uma ascensão social e até econômica rápida. Não acredito em uma influência direta, mas sim indireta.

Adriana Santos: Ao longo da história da humanidade, várias sociedades secretas foram criadas com os mais diversos propósitos, que obviamente nunca são totalmente revelados, se tornando um fácil alvo de teorias de conspiração. Por que os iluminatti são considerados as sociedades secretas que buscam dominar o mundo e são tão temidos pelos cristãos?

Sérgio Pereira Couto: Meus contatos e minhas pesquisas desmentem isso de maneira inequívoca. Para se ter uma ideia, é complicado falar sobre Illuminati sem vê-los inseridos em outros contextos (dentro das lojas maçônicas ou misturados com os neotemplários, por exemplo). Não há hoje um grupo que seja Illuminatus por si mesmo. Até o site oficial deles está dentro do domínio grandorient.org, que pertence aos Maçons. Isso os torna parte dos Illuminati? Pelo contrário, mostra que são um pequeno grupo que age de maneira quase simbiótica com os maçons, bem maiores e com muito mais recursos. Pelo que eu saiba, os cristão nunca temeram os Illuminati mais do que qualquer outra sociedade secreta. Esse é um conceito criado pela ficção de Dan Brown e não corresponde aos fatos históricos colhidos e reconhecidos pelos pesquisadores tarimbados. E os Illuminati não querem mais dominar o mundo do que as demais sociedades secretas. Novamente é necessário separar o joio do trigo por aqui.

Adriana Santos: Por que as sociedades secretas não aceitam membros mulheres?

Vale dizer que apenas os ramos mais tradicionalistas não aceitam mulheres. Mesmo na Maçonaria já há correntes feministas e mistas, embora não sejam reconhecidas pela maçonaria tradicional. Isso tem uma explicação histórica: desde o começo esses grupos eram exclusivos de homens, que os mantinham em atividades ditas “saudáveis” longe dos rigores e obrigações do casamento, como se fosse uma espécie de “clube de cavalheiros”, comuns até hoje na Europa. Há quem afirme que as mulheres não são aceitas porque tem “tendências a falar mais que os homens” e que, por isso, não serviriam para guardar os segredos dos grupos onde atuam, mas são apenas reinterpretações modernas e sem apoio histórico.

Adriana Santos: Os iluminatti estão presentes no governo brasileirol? A presidente Dilma poderia ser uma Iluminatti?

Sérgio Pereira Couto: Não. Não há nenhum Illuminatus no governo. E se houver, com certeza não estará no PT ou se envolvendo com política brasileira via partido.

Adriana Santos: Por que alguns símbolos Iluminatti são considerados satânicos?

Sérgio Pereira Couto:  Os símbolos universais, quando não se conhece sua verdadeira origem, são assim interpretados porque a maioria das pessoas tem a mente fechada e imagina sempre um cenário de conspiração ou controle da mente. Nenhum dos chamados símbolos Illuminati são satânicos. Nem mesmo os símbolos considerados satânicos são assim chamados, são pura invenção de pessoas normais. O Olho que Tudo Vê, como já disse antes, é apenas a presença de Deus,nada mais. Ou já esqueceram que Deus não tem a forma de um homem velho de barbas longas? Como você representa algo que não tem forma? Essa do domínio político de um único país é invenção descarada de conspirólogos.

Adriana Santos: Muitos afirmam que alguns desenhos animados muito conhecidos das crianças usam mensagens subliminares para atender aos planos de dominação dos Iluminatti. Isso é possível? O cinema, por exemplo, seria um grande divulgador das ideias Iluminatti?

Sérgio Pereira Couto: Outra bobagem pura. Sim, na teoria qualquer coisa (mesmo um simples email) pode passar uma imagem codificada ou um texto subliminar. Mas se começarmos a ver demônios onde não existem, de que adianta irmos ao cinema ou vermos tv? A maldade está na cabeça de quem interpreta o quadro que vê. O cinema é propagador de violência e sexo, não de ideias Illuminati.

Adriana Santos: Você é Iluminatti ou conhece algum me membro Iluminatti?

Sérgio Pereira Couto: Não, com certeza não sou um Illuminatus. Conheço pelo menos seis pessoas que são Illuminati, três delas maçons e três pertencentes a outra vertente. Todos são minhas fontes de confiança e uso-as toda vez que preciso de informações. Da mesma forma que mantenho relações com pelo menos um membro de todas as outras sociedades existentes.

Pular para a barra de ferramentas