27 set 2019

#ONU Natura ganha o prêmio mais importante de mudanças climáticas do mundo

A Natura é um dos ganhadores do prêmio 2019 UN Global Action Award. Concedida pela Organização das Nações Unidas (ONU), a premiação é considerada a mais importante de mudanças climáticas do mundo.  A empresa foi premiada na categoria Climate Neutral Now, que reconhece os esforços de indivíduos, empresas e governos que estão obtendo resultados reais na transição para a neutralidade climática.

“O prêmio reconhece uma jornada que a Natura tomou a decisão de trilhar, há mais de uma década, de se tornar uma empresa carbono neutro. O reconhecimento tem o poder de inspirar a adoção de ações também por outras empresas para que, no futuro, a emissão de carbono na atmosfera seja zero”, diz Keyvan Macedo, gerente de sustentabilidade.

A divulgação dos vencedores do UN Global Action Award ocorreu na na Semana do Clima de Nova Iorque, evento da ONU, na quinta-feira (26/0).  A Natura foi um dos 15 selecionados, dentre 670 projetos inscritos. Além disso, haverá reconhecimento às campeãs na Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP 25), em Santiago, no Chile, que acontece de 9 a 12 de dezembro.

O programa

Criado em 2007, o Programa Natura Carbono Neutro é baseado em três pilares: inventário de gases de efeito estufa (GEE) – que mede e registra todas as nossas emissões, desde a extração da matéria-prima até o descarte do produto pelo consumidor; compensação das emissões não evitadas por meio da compra de créditos de carbono de projetos certificados, e redução, que abrange nossas ações e processos para diminuí-las. Em 2013, foram reduzidos emissões relativas de GEE 33% em comparação com o ano de 2007. Segundo a empresa, a meta é seguir inovando para a redução chegar a zero em 2030.

“Temos como meta engajar toda nossa rede de Consultoras e Consultores de Beleza, colaboradores, parceiros e consumidores para o risco do aquecimento global, um problema que afeta toda a humanidade. Por isso, nossos projetos de redução são um desafio contínuo e agora queremos atingir novos compromissos”, conclui Macedo.

04 nov 2016

Eu sou Mariana

Arquivado em Animais, Cidade, Meio Ambiente, Vlog
Mariana (MG) - Distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), atingido pelo rompimento de duas barragens de rejeitos da mineradora Samarco (Antonio Cruz/Agência Brasil)

Mariana (MG) – Distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), atingido pelo rompimento de duas barragens de rejeitos da mineradora Samarco (Antonio Cruz/Agência Brasil)

Fonte: Agência ONU

Um grupo de especialistas independentes do sistema de direitos humanos das Nações Unidas pediu ação imediata do governo brasileiro e das empresas envolvidas para solucionar os impactos do colapso de uma barragem da empresa Samarco, ocorrido em 5 de novembro de 2015 em Mariana (MG).

Na declaração, que marca o primeiro aniversário do desastre provocado pela ruptura da barragem de rejeitos de Fundão, os especialistas destacaram vários danos não solucionados, dentre eles o acesso seguro à água para consumo humano, a poluição dos rios, a incerteza sobre o destino das comunidades forçadas a deixar suas casas, e a resposta insuficiente do governo e das empresas envolvidas.

Leia a carta na íntegra: AQUI

Deixei um recadinho para os moradores de Bento Rodrigues. Veja