28 nov 2019

“Trocar fraldas é tarefa da mãe”: que pensamento mais ultrapassado, hein?

Divulgação Natura

Ser pai é mais do que ajudar. É dividir as tarefas e dobrar o cuidado. É ser pai todos os dias e as madrugadas também. Porque é o afeto do dia a dia e a presença noite a noite que torna o vínculo cada vez mais forte e durável. E para incentivar um novo olhar sobre a paternidade, A Natura criou o movimento de doação de trocadores para banheiros masculinos de restaurantes em todo Brasil.

A empresa lançou, em 2017, a edição dos produtos de higiene “Papai e Bebê”- porque acreditou que a importância do vínculo não se limita às mães. A Natura mergulhou fundo no universo dos pais e encontrou alguns desafios e resolveu dar uma forcinha.

Como o pai troca a fralda do bebê se no restaurante que a família adora não tem um trocador no banheiro masculino? 

“Infelizmente, esta ainda é uma cultura muito enraizada no nosso país, que é gigantesco e tem muitas realidades distintas nos diferentes estados. Essa transformação pela qual o homem vem passando – e o “ser pai” é apenas uma parte disso – com certeza é um dos principais motores de transformação do futuro da sociedade como um todo. Mas isso não acontece do dia pra noite”, diz Beto Lima, publicitário, pai do João Pedro, 5, e da Helena, 1, à frente do perfil @eupapai, que trata de questões familiares do ponto de vista paterno.

Pensando nisso, em setembro de 2018, “Papai e Bebê” doou trocadores para os banheiros masculinos de 40 restaurantes em cinco capitais brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Recife e Porto Alegre. Nas redes sociais, os embaixadores digitais da Natura incentivaram o projeto.

“Este foi um dos movimentos de maior engajamento que já participei e até hoje recebo mensagens e fotos de pessoas que se deparam com os trocadores em diversas cidades do país. A imensa maioria apoia a iniciativa e pede, inclusive, que outras empresas participem deste movimento para termos cada vez mais escala”, conta Beto Lima, um dos embaixadores.

O resultado: após o sucesso da campanha, o projeto entrou na segunda fase, mais cidades foram contempladas por votação nas redes sociais. As cidades mais votadas foram São Paulo, Salvador, Belo Horizonte e Fortaleza. Confira a lista completa dos restaurantes. AQUI

EM BELO HORIZONTE
– Pizzaria 68
Rua Felipe dos Santos, 68

– Est! Est!! Est!!!
Avenida Getúlio Vargas, 107

Confira os produtos no Espaço Digital Natura Saúde do Meio. AQUI

  • Com informações do Site Oficial da Natura
31 mar 2016

Você sabe como é feito o teste de DNA para paternidade?

Arquivado em Comportamento, Genética
dna

Divulgação/Imagem ilustrativa

Por: Rodrigo Fernandes Basílio

Apesar do teste de dna para paternidade ou teste de paternidade, já ser bem conhecido, poucas pessoas sabem como ele é realizado. Bom, o exame de paternidade pode ser divido em três etapas.

A primeira etapa consiste na coleta das amostras, onde ocorre com o auxílio de substâncias químicas, centrífugas e equipamentos presentes no laboratório, é feita a separação do DNA da célula. Em seguida, ministra-se  a amostra que será analisada em um gel, o qual irá auxiliar os técnicos ou responsáveis pelo exame.

Na segunda parte, cargas elétricas positivas são utilizadas para que ocorra a separação dos fragmentos de DNA, que serão utilizadas na analise das amostras. Mas, você deve estar se perguntando: por que carga positiva? É bem simples, pois o DNA possui carga negativa e isso fará com que ele seja atraído a parte positiva da corrente.

A última parte consiste na verificação dos fragmentos obtidos. O gel mencionado anteriormente, ao ser colocado frente a uma luz ultravioleta, irá brilhar, facilitando com os técnicos ou responsáveis pelo exame, possam examinar os fragmentos obtidos.

Essencialmente, o teste de DNA de paternidade funciona desta forma. Como o exame envolve probabilidade, nunca irá constar 100%, porém chega a índices como 99,999%, o que pode ser considerada como uma paternidade confirmada.

No entanto, o exame de DNA de paternidade, não é o único teste de DNA que pode confirmar esse vínculo entre um homem e seu suposto filho. Existem diversos outros exames de dna que também desempenham esta função. Vale ressaltar que, para os seguintes testes o procedimento de análise do DNA por meio das amostras obtidas, é semelhante ao que foi descrito acima.

Podemos determinar o grau de parentesco por meio do exame de avuncular, que pode ser descrito como o exame de para a determinação do vínculo entre tios/sobrinhos. Por meio de teste de dna entre avós/netos também pode ser feito essa análise, para a determinação de parentesco.

Estes testes citados, são bem comuns de serem realizados caso o pai não se encontre presente para o momento do teste de paternidade, devido a encarceramento, morte ou abandono.

Com isso, despeço-me e espero que tenha esclarecido suas dúvidas a respeito dos testes de paternidade, de forma geral.