26 nov 2015

Sociedade Mineira de Terapia Intensiva oferece gratuitamente treinamento de Ressuscitação Cardiopulmonar

Arquivado em saúde

cardio

A Sociedade Mineira de Terapia Intensiva (Somiti) – departamento científico da Associação Médica de Minas Gerais (AMMG), oferece a comunidade em geral, no dia 26 de novembro, de 16h30 às 19h30, o 7º Treinamento em Massa de Ressuscitação Cardiopulmonar (RCP). As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site:www.somiti.org.br. A campanha teve início em julho e segue com cursos mensais. O objetivo é falar e ensinar os procedimentos de um atendimento precoce e correto de vítimas de parada cardíaca súbita. A reciclagem, segundo normas da American Heart Association (AHA), deve ser feita de dois em dois anos.

De acordo com a AHA, mais de 80% das paradas cardíacas súbitas acontecem fora do ambiente hospitalar e uma porcentagem importante delas (quase 15%), ocorre em vias públicas ou em áreas de grande concentração de transeuntes. Destas vítimas, 92% não sobrevivem. Para a gestora de qualidade da Somiti e coordenadora dos cursos Basic Life Support (BLS) e Advanced Cardiovascular Life Suport (ACLS) da AHA, Maria Aparecida Braga, esses casos são assistidos frequentemente por pessoas que não sabem o que fazer frente a uma situação de emergência e são, na maioria das vezes, leigas e de idades variadas. “Essa estatística pode melhorar se o indivíduo que testemunha uma situação de emergência tem a simples habilidade de aplicar corretamente as manobras de reanimação cardiopulmonar”, comenta a especialista em terapia intensiva.

Segundo a enfermeira e coordenadora do programa de Basic Life Support (BLS) da AHA, Érika Azevedo Massimo, as vítimas de mal súbito são com frequência ativas. A parada cardíaca súbita não precisa e nem deve ser sinônimo de morte. “O fato de haver próximo ao vitimado, pessoas que saibam prestar o primeiro atendimento de forma rápida pode significar a diferença entre a vida e a morte”, reforça.