24 jun 2015

Especialista alerta sobre os riscos da bolsa térmica na amamentação

amamnteção4

Embora seja muito recomendado, o uso de bolsas térmicas no seio da lactante não é aconselhado por especialistas. Isto porque o uso da bolsa térmica quente ou fria podem provocar queimaduras.

“Aqui no Banco de Leite Humano (BLH) não indicamos o uso da compressa, somente em alguns casos, se a paciente chega com nódulos no seio, recomendamos que ela faça massagem, e a retirada do leite. Compressa somente a fria e para as mães portadoras de HIV ou as que por alguma razão não vão amamentar, nestes casos indicamos a compressa fria para inibir a lactação. Já a compressa morna, não indicamos em nenhuma situação”, explicou Nina Savoldi, enfermeira do Banco de Leite Humano do Instituto Nacional da Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz).

A seguir a especialista responde às principais dúvidas das mamães sobre o uso de bolsas térmicas.

Qual a diferença entre a bolsa térmica morna e a fria?

Nina Savoldi: A fria inibe a produção do leite através da vasoconstrução. A morna causa uma vaso dilatação, podendo aumentar a produção. No entanto, essas compressas podem causar efeito contrário, por isso preferimos a massagem, pois ela ajuda a dissolver os nódulos, sem precisar fazer compressa quente.

Quais são os riscos para a lactante?

O grande problema da compressa quente é que algumas mães, que estão com mastite e usam a este tipo de bolsa térmica começam a ter queimaduras. “Nosso conselho para as mães que estão amamentando e estão com o leite empedrado, é só fazer massagem e tirar o leite, colocar o bebê mais vezes para amamentar em livre demanda, notar se ele está pegando na auréola da forma coreta”, explicou Nina Savoldi. A compressa quente aumenta a produção de leite, por este motivo as mães que estão com leite empedrando por conta da grande produção de leite não devem usar este tipo de compressa.

Qual seria a melhor alternativa ao uso de bolsas térmicas?

A especialista aconselha somente o uso de massagens para auxiliar as mamães que estão tendo problemas com a grande quantidade de produção de leite, assim como, a ordenha e a amamentação em livre demanda do bebê. “Aconselhamos às mamães prestarem atenção nos sinais de fome do bebê, por exemplo, o gemido, ou o lamber da mãozinha, e antes dele começar a chorar, já colocá-lo no peito”, esclareceu ela. Já a bolsa térmica fria é aconselhada apenas para inibição do leite, para mães que não podem amamentar seus bebês.

05 jun 2015

Um orgasmo por semana pode fazer maravilhas pela sua saúde

Arquivado em Saúde & Literatura

vitamina o

Por que o orgasmo é vital para a saúde e a felicidade da mulher? A pergunta é o subtítulo do livro Vitamina O ( O de orgasmo) da Dra. Natasha Janina Valvez, uma das mulheres mais populares da Internet da sexualidade, segundo a Revista Playboy.

Segundo a especialista, o orgasmo modera o apetite, diminui o colesterol, reduz o risco de doenças cardíacas e derrame, fortalece o sistema imunológico, deixa a pele mais bonita, diminui o estresse, melhora o desempenho no trabalho e o no humor. Tantos benefícios que até mesmo as mulheres que ignoram o orgasmo no sexo ficam interessadas em manter a saúde em dia. Um orgasmo por semana pode fazer maravilhas pela sua saúde, informa Natasha.

“Vitamina O” é uma publicação deliciosa, descontraída e informativa que se dedica à sexualidade feminina e as dificuldades para a obtenção de prazer. “Um dos problemas sexuais mais comuns das mulheres é não ser capaz de ter orgasmos”, relata Valdez sobre a sua experiência em clínica. Ela adverte: “não existem orgasmos ‘ruins… Orgasmos nunca são exatamente iguais. Homens e mulheres podem senti-los de maneira diferente, em termos de potência, duração e intensidade”. Segundo a autora, “a boa notícia para nós, mulheres, é que nossos orgasmos podem ser muito mais intensos”. Outra boa notícia é que você pode começar hoje mesmo, sem contra indicação.

As primeiras 43 páginas – “Descubra o Poder do Orgasmo” mostram o que acontece ao corpo quando se tem um orgasmo, e reúnem dicas e técnicas para não desperdiçar uma chance de chegar ao clímax sempre que desejar. O livro mostra também na Parte 2 – “Libere seu poder”: as várias possibilidades do orgasmo e até mesmo as posições mais confortáveis para o dia a dia. É claro que uma boa parte do livro é dedicada ao clitóris, considerado o pênis feminino, além de como atingir o máximo prazer no sexo vaginal, técnicas para encontrar o tão sonhado Ponto G. Você sabia que a mulher também pode ter muito prazer quando o homem introduz o pênis próximo ao útero? Que algumas mulheres ejaculam? Que a mulher pode ter orgasmos quando os seios são tocados pelo parceiro?

O livro traz também algumas dicas de brinquedinhos eróticos que estimulam o orgasmo feminino e também fornece informações importantes sobre os vários tipos de lubrificantes vaginais encontrados no mercado e os benefícios para uma penetração prazerosa e divertida.

Página 3 de 3123