12 jul 2019

Rock in Rio e Natura juntos por um mundo melhor

Arquivado em Cidade, Comportamento

O Rock in Rio será nos dias 27 a 29 de setembro e  3 a 6 de outubro de 2019, na Cidade do Rock (Parque Olímpico, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro) e contará com o apoio da Natura. O público será convidado a participar como protagonista da construção de um futuro melhor em uma nova atração no maior festival de música e entretenimento do mundo – a expectativa é receber cerca de 700 mil pessoas durante os sete dias de evento.

O festival, que surgiu em 1985 e está indo para a 20ª edição, tem entre suas diretrizes ajudar a transformar o planeta não só por meio da música, mas também por causas sociais, ambientais e culturais, com o projeto Por um Mundo Melhor. “Nove milhões de pessoas já passaram pela Cidade do Rock e 1 bilhão de pessoas já assistiram às transmissões das 19 edições. No Rock in Rio, temos um embrião do que pode ser um mundo melhor. Com a parceria com a Natura, queremos ampliar a potência dessa visão com nosso público”, afirma Roberta Medina, vice-presidente executiva do Rock in Rio.

Impacto positivo

A Natura é referência em projetos de impacto positivo nas esferas econômica, social, ambiental e cultural e tem suas atividades certificadas e reconhecidas por diversos selos e organizações internacionais, como o B Corp (rede global de empresas de impacto positivo) e o UEBT (spin off da ONU que certifica cadeia produtiva). Para a vice-presidente de marketing, inovação e sustentabilidade, Andrea Alvares, a parceria aproxima a marca do público jovem. “Natura é parte de um grupo global movido por propósito e impacto positivo. Por isso, queremos ecoar nosso discurso em plataformas massivas, engajadoras e relevantes como o Rock in Rio”, explica a executiva.

Em 2016, o Rock in Rio anunciou o Amazônia Live, projeto que já garantiu mais de 73 milhões de árvores para a Amazônia, o que reforça a importância das florestas para o equilíbrio climático mundial e o aponta como tema para todas as edições do evento, pelo menos até 2019. O Rock in Rio também desenvolve um plano de sustentabilidade em que são definidas medidas para a redução de emissões e inclui uma correta gestão de resíduos, eficiência energética, compensação de emissões e correto consumo de recursos, entre outros. Esse plano vem sendo aperfeiçoado a cada edição e é utilizado até hoje em todos os países que recebem o Rock in Rio.

O line-up

Entre as atrações confirmadas para o festival estão os headliners IRON MAIDEN, P!nk, Muse e Imagine Dragons. Os brasileiros Os Paralamas do Sucesso e Anitta também já garantiram participações em um dos palcos. Vale conferir a agenda atualizada no site do Rock in Rio e já se programar!

08 jul 2019

Você conhece os benefícios da MPN, Música Popular Nutritiva?

Reprodução Youtube

Inovando nas áreas da nutrição, educação, comunicação, música e saúde coletiva,  a nutricionista Tânia Bicalho criou a MPN – Música Popular Nutritiva com objetivo de promover a saúde, prevenir doenças e valorizar a “comida de verdade” de forma lúdica. Para tanto, utiliza músicas de sua autoria e paródias compostas também por ela. Todas as músicas do MPN foram disponibilizadas, neste julho de 2019, no Spotify, Deezer e YouTube, para que maior número de pessoas tenham acesso a informações sobre alimentação saudável, informalmente.

O público da MPN é vasto, alcançando grávidas, crianças, adolescentes, jovens, adultos, trabalhadores e idosos. Para cada faixa etária Tânia utiliza ritmos e formas diferentes de abordar temas relacionados à promoção da saúde.

Sustentabilidade e segurança alimentar são extremamente valorizadas neste trabalho, pois Tânia tem imensa preocupação com os problemas sócio ambientais que o Brasil enfrenta. Por este motivo aprofundou seus estudos e especializou-se em Docência da educação ambiental para a cidadania e sustentabilidade.

Em 2015, em pareceria com a Lei Murilo Mendes de Incentivo a Cultura, através do Projeto Nutrisom, Escolas Municipais e Estaduais, de Juiz de Fora, MG, receberam a MPN – Música Popular Nutritiva, através de palestras-show realizadas pela artista/musicoterapeuta/nutricionista.

Atualmente, Tânia Bicalho faz palestras-show com sua MPN Brasil afora, em empresas (SIPAT) , escolas públicas e particulares, universidades (federais e particulares) para gestantes, crianças, jovens, trabalhadores, estudantes de todos os níveis de escolaridade e idosos.

Suas palestras abordam vários temas, como nutrição sustentável, importância da alimentação equilibrada, reaproveitamento de alimentos, saúde ambiental, diversidades e escolhas alimentares, alimentação e criatividade, alimentação em tempos de crise, empreendedorismo e nutrição, alimentação e resiliência, alimentos que previnem doenças, higienização correta dos alimentos, microbiologia, saúde e bem estar do trabalhador dentre outros.

22 abr 2019

Colaboração e Sustentabilidade: Pilares do ramo de brechós

Arquivado em Cidade, Comportamento
Divulgação

Divulgação

Um grupo formado por 14 mulheres, dentre elas professoras, advogadas, estilistas, modelos, e empresárias de outros segmentos, se reuniram em Ouro Preto para aprender a montar sua própria loja, no conceito faça você mesma. Elas saíram de diversas cidades mineiras e de estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo e aprenderam a montar uma loja de luxo que demandaria um investimento de R$ 10 mil e ao final custou por apenas R$ 4 mil. Tudo isso em apenas dois dias.

A ação, ocorrida nos dias 13 e 14 de abril, fez parte do Workshop Montagem e execução de um brechó de luxo, realizado na Casa de Negócios da Moda, da empreendedora Maria Silva Gomes, popularmente conhecida como Nusa Maria. As empreendedoras aprenderam, por exemplo, a afixar papel de parede e laminado no chão, como instalar araras e pasmem como usar a furadeira.

Além de luxuosa, a loja construída carrega os conceitos que Nusa trabalha como sustentabilidade, reaproveitamento de materiais, contudo, a ideia principal da empreitada foi mostrar que a colaboração mutua e a sustentabilidade são pilares do ramo de brechós. “Quando estamos todos focados em um único objetivo conseguimos concluir muitos projetos com excelência e agilidade. Essa foi a proposta da nossa loja sustentável. Utilizamos 90% da estrutura de forma sustentável e ecologicamente correta”, explica a empreendedora. Em toda a loja, somente o piso e o tecido da parede não são sustentáveis.

Muito mais do que uma simples aula de faça você mesma, Nusa Maria ensinou como usar equipamentos com segurança e praticidade, detalhou como comprar todos os materiais incluindo preços e fornecedores e repassou regras de como usar o mobiliário numa loja. O Workshop foi completo e foi abordado ainda não só como escolher o melhor ponto, mas também como avaliar a vizinhança, e detalhes como segurança, estacionamento, iluminação, acesso de pessoas com dificuldade de locomoção e com crianças não passaram despercebidos. As alunas aprenderam ainda como fazer um planejamento estratégico, construção da marca, estratégias de marketing, e como se diferenciar neste setor.

“Hoje eu tenho absoluta certeza que com tudo o que foi apreendido eu posso abrir com segurança uma loja física”, explica Sueli Onofre, que mora do Rio de Janeiro. Janaina Tereza de Freitas Campelo, proprietária do Brechó Atitude, localizado em Belo Horizonte, vai mais longe e afirma que não só vai reformar sua loja sozinha, mas o curso mudou sua concepção de negócio, no ramo de brechó. Ela percebeu que o ramo é muito mais colaborativo do que pensava. “Hoje depois dos conhecimentos adquiridos através do curso mudei totalmente minha visão, consigo me estabelecer no mercado Brechonistas com toda uma estrutura segmentada a nosso segmento, e entendi que unidos só os mais fortes”, afirma.

As alunas ficaram hospedadas na Casa de Negócios. O empreendimento foi inaugurado recentemente e está localizada na rua Vereador Paulo Elias, 153, bairro Bauxita, em Ouro Preto. A Casa conta com uma sala de estudos, equipada com equipamentos multimídia, mesa de estudos, sala para consultoria individual, três quartos confortáveis e isso sem contar a decoração, que não só carrega em sua arquitetura, o conceito de sustentabilidade, mas também parte essencial dos fundamentos da história de Ouro Preto, por isso mistura luxo e simplicidade ao mesmo tempo.

4

Página 1 de 212