16 set 2015

UFMG alerta sobre prevenção de câncer de mama em animais

Arquivado em Animais

basset hound

No dia 4 de outubro, domingo, os profissionais do Laboratório de Patologia Comparada do Departamento de Patologia Geral do ICB e do Hospital Veterinário da Escola de Veterinária da UFMG vão integrar a Campanha Nacional de Prevenção Contra o Câncer de Mama em Animais. Nesse dia, das 9h às 13h, médicos veterinários e especialistas em oncologia vão fazer exames clínicos em animais de companhia, gratuitamente. Também vão informar e tirar dúvidas das pessoas a este respeito.

Com o objetivo de conscientizar e alertar as pessoas para o risco e a importância do diagnostico do câncer de mama também em animais de companhia, ou de estimação, os profissionais também vão distribuir folhetos educativos.

O atendimento será realizado no estacionamento da Escola de Veterinária da UFMG, campus Pampulha.

Não há necessidade de inscrição prévia.

Crédito: Comunicação da Veterinária da UFMG

17 jul 2015

UFMG oferece curso online e gratuito sobre dislexia

Arquivado em saúde

cusroufmg

De acordo com a ABD (Associação Brasileira de Dislexia), 0,5% a 17% da população mundial tem o transtorno. É importante deixar claro que dislexia não é uma doença. Trata-se de um transtorno genético e hereditário da linguagem, o que compromete a capacidade de aprender a escrever e compreender um texto.

Sem saber, professores ou pais acham que esse comportamento pode ser falta de concentração ou até mesmo preguiça. Para desmistificar o tema, a UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) lançou, com o Instituto ABCD, uma plataforma para capacitação online e gratuita com informações essenciais sobre dislexia.

O curso traz tópicos como: qual a sensação de ter dislexia; o que causa a dislexia; o desenvolvimento da leitura; o cérebro e a linguagem; fases da leitura; dificuldades na leitura, entre outros. Acesse aqui e confira o material.

Crédito: Catraca Livre

22 maio 2015

Carro Vegetariano na UFMG

Arquivado em Cidade

carro2

Pessoal, notícia boa demais para quem ama as delícias do primeiro trailer vegetariano do Brasil!. Na próxima segunda-feira (25/05), o carro vegetariano volta a ficar estacionado, diariamente, na Rua Flor de Fogo (ao lado da Telha norte) bem pertinho da entrada principal da UFMG, quase esquina com Avenida Antonio Carlos. Em dois turnos: das 12 às 15h e das 17:30 às 22:00h.

Já o telefone para entregas começa dia primeiro de junho somente por WhatsApp (31 9219-9269/Paulo). O cardápio é irresistível: tropeiro, coxinha de jaca, nhoque, lasanha de mandioqueijo, feijoada, salgados, sucos naturais, doces veganos.

Tudo sem carne! Tudo gostoso. O tropeiro vegano é sensacional. Provei, gostei e recomendo. O preço é bacana demais e não pesa no bolso.

Há um carro vegetariano também estacionado na Praça Mendes Junior (Praça do COPOM). Ao lado da Rua da Bahia 2200. Atrás da Praça da Liberdade. Em frente a casa FIAT de cultura, Belo Horizonte.

Vegetarianos no Brasil

Veja alguns dados que permitem entender um pouco melhor o mercado vegetariano brasileiro:

> Segundo pesquisa do IBOPE, 8% dos brasileiros – ou seja, mais de 15 milhões de pessoas declaram-se vegetarianos. Em Belo Horizonte, a média ainda é maior, 9%. (fonte: IBOPE, 2012).

> Segundo a Associação de Franquias Sustentáveis, o mercado de alimentos saudáveis cresceu 80% ao ano entre 2004 e 2009. Em 2011 este mercado movimentou R$ 40 bilhões. Em 2015 os números chegam a 55 R$bilhões (fonte: ISTOÉ Dinheiro, 2012).

> Segundo o IPSOS, 28% da população brasileira quer reduzir o consumo de carne (fonte: PEGN, 2007)

> No Brasil, o número de restaurantes vegetarianos nas grandes cidades tem crescido ano após ano. Ao final de 2013, já havia mais de 200 restaurantes vegetarianos no Brasil (fonte: Guia de Restaurantes da Revista dos Vegetarianos, 2014)

> Intolerância à lactose atinge até 70% dos adultos brasileiros

Para entender melhor

Semivegetarianos: são avessos à carne vermelha. Consomem peixes e aves.

Ovolactovegetarianos: não comem carne de nenhum tipo, mas consomem ovos, leite e derivados.

Ovovegetarianos: essa turma aprecia ovos, mas abre mão de leite e derivados.

Lactovegetarianos: tiram os ovos da dieta, mas não o leite e seus derivados.

Vegetarianos estritos: não comem carne, ovos, leite e derivados.

Veganos: evitam todo tipo de carne, além de ovos, leite, mel e seus derivados. Diferentemente dos vegetarianos, cujo princípio é restrito à alimentação, os veganos não usam nenhum produto de origem animal. Couro, lã e seda, por exemplo, são proibidos.

Página 2 de 3123